Postagens

Mostrando postagens com o rótulo ASRock

Rebuild #10 – Ryzen First Blood (Parte 2 – Montagem)

Imagem
Veja como foi a montagem deste belíssimo PC! 😎

Rebuild #10 – Ryzen First Blood (Parte 1 – Apresentação)

Imagem
Na derradeira temporada da série Rebuild, mostrarei o retorno triunfal da AMD ao segmento de alto desempenho, na figura do primeiro Ryzen que eu tive. Confira!

Avenger PC (Parte 2 – Montagem)

Imagem
Nesta postagem mostro a montagem e configuração deste especialíssimo PC. Confira!

Avenger PC (Parte 1 – Apresentação)

Imagem
O Avenger será o meu novo PC para a bancada de testes de hardware. Veja quais são os seus componentes! 

Unboxing: placa-mãe ASRock Z490 Phantom Gaming 4

Imagem
Confira a minha análise sobre este modelo da ASRock, que conta o chipset topo de linha da plataforma Intel LGA 1200. Será que ela é uma boa opção de compra?

Xeontosh (Parte 2 – Montagem e configuração)

Imagem
Nesta postagem o Xeontosh começa a tomar forma. Todos os detalhes estão aqui!

Xeontosh (Parte 1 – Apresentação)

Imagem
Após muito lamentar os preços praticados pela Apple HuehueBR finalmente resolvi montar um hackintosh, que ainda por cima é baseado em um Xeon! Confira os componentes deste projeto! 😎

Unboxing: placa-mãe ASRock H61M-HG4

Imagem
Sim, ainda são produzidas placas-mãe soquete LGA 1155! Nesta postagem mostrarei um modelo de entrada da ASRock baseada no chipset Intel H61, que é fabricada na Zona Franca de Manaus.

A placa-mãe mais cara do mundo

Imagem
Macintosh 56K? Galaxy Fold? Nada disso! Após ver o valor dessa placa-mãe, certamente a vossa percepção de preços será profundamente e irremediavelmente alterada! 

SLI, aqui me tens de regresso

Imagem
Sim, eu voltei a ser um "feliz" usuário de um arranjo SLI. Chocante! 😱

Não sou o único

Imagem
Descobri que não sou o único com problemas com uma placa AM4 de primeira geração da ASRock. Esta postagem é uma atualização sobre a atual situação desta tão polêmica placa. Antes de prosseguir farei um resumo geral da novela desta placa, para que o estimado leitor não se sinta perdido. Tudo começou em maio de 2017 quando eu, feliz da vida, montei o meu primeiro kit Ryzen com a ASRock  Fatal1ty X370 Gaming K4 . Depois de pouco mais de um ano de uso, a placa passou a apresentar comportamentos bizarros : não salvava os ajustes do setup e mantinha alguns subsistemas ligados (como as ventoinhas) mesmo após ser desligada. Como não consegui resolver estes problemas, acabei comprando uma Asus Prime X470-Pro com a qual estou até hoje e encostei a ASRock. A placa ficou guardada por um ano sem ver a luz do dia, até que por curiosidade resolvi testá-la novamente e não é que ela, ao menos aparentemente, estava perfeita? Tanto que me encorajou a utilizá-la no projeto RGB Master .

ASRock capenga

Imagem
A placa-mãe ASRock Fatal1ty X370 Gaming K4 voltou a apresentar problema, que, porém, não impede o seu uso. Vamos ver até quando ela vai aguentar.

Projeto RGB Master (Parte 3 – A hora da verdade)

Imagem
Chegou o momento do PC RGB Master passar pela exaustiva maratona de benchmarks do blog! Será que os artefatos RGB realmente são capazes de turbinar o desempenho? Confira aqui!

Projeto RGB Master (Parte 2 – Montagem)

Imagem
Chegou a hora de montar essa belezinha! Confira aqui os principais “highlights” dessa tão agradável tarefa!

Projeto RGB Master (Parte 1 – Apresentação dos componentes)

Imagem
O RGB Master será um PC de uso secundário montado com as “sobras” dos meus últimos upgrades e certo componente que recentemente voltou à vida, além de algumas pontuais aquisições. Confira todos os detalhes aqui!

ASRock de volta à vida?

Imagem
No ano passado eu tive um problema com uma placa-mãe ASRock Fatal1ty X370 Gaming K4 que eu usava em conjunto com o Ryzen. Passado mais de um ano, resolvi testar novamente a ASRock e veja no que deu!

Boa ideia minha e da ASRock

Imagem
A ASRock anunciou uma placa-mãe AM4 compacta para a montagem em racks, permitindo desta forma a integração de pequenos servidores baseados no Ryzen. Isso me deu algumas ideias!

ASBombaRock

Imagem
Com pouco mais de um ano de uso, a minha placa-mãe ASRock Fatal1ty X370 Gaming K4 abriu o bico e foi para o lado negro da força.

Montando o processador AMD Ryzen 7 2700X

Imagem
Veja um passo a passo de como fazer um upgrade para os novos processadores Ryzen, utilizando uma placa-mãe AM4 de primeira geração.

O jeitinho taiwanês

Imagem
A ASRock usou de um expediente "criativo" para mitigar um bug do seu firmware. Antes de prosseguirmos, um pequeno histórico: lá nos idos de janeiro a ASRock liberou a versão 4.50 do seu firmware, atualizando o AGESA para uma versão compatível com os Ryzen 2000, incluindo os “G” com vídeo integrado. Porém este firmware trouxe consigo um bug que fazia desaparecer a função RAIDXpert, a qual permite gerenciar arranjos RAID no modo UEFI com o módulo CSM desativado, conforme noticiei aqui . Reportei o  bug  à ASRock pela página de suporte técnico. No início do mês passado foi lançada a versão 4.60, que traz um AGESA ainda mais atualizado (PinnaclePI-AM4_1.0.0.1a) e assim resolvi testar, imaginado que o problema do RAIDXpert tivesse sido resolvido. Mas ficou pior: ao desativar o CSM com as portas SATA configuradas no modo RAID a placa simplesmente não dá mais vídeo (trava no POST com o código de erro 0E), resolvendo apenas com um Clear CMOS. 😡 Puto da cara e a