Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Redes Locais

Windows Server 2019 (Parte 8 – Gerenciando o Active Directory)

Imagem
Na derradeira parte da série sobre o Windows Server mostrarei funções avançadas do Active Directory, tais como políticas de grupo e usuários do domínio.

Windows Server 2019 (Parte 7 – Instalação e configuração do Active Directory)

Imagem
Na mais nova parte do especial do Windows Server, veremos como instalar e habilitar um servidor de domínio Active Directory.

Windows Server 2019 (Parte 6 – Gerenciando o servidor WSUS)

Imagem
Enquanto que na parte anterior vimos como instalar e configurar o WSUS (Windows Server Update Services), nesta abordarei a sua operação tanto no servidor quanto nos clientes.

Windows Server 2019 (Parte 5 – Instalação e configuração do servidor WSUS)

Imagem
O WSUS (Windows Server Update Services) permite criar o seu próprio ambiente de atualizações na rede local, como se fosse um Windows Update particular no qual é você que escolhe quais atualizações serão instaladas dos PCs clientes.

Windows Server 2019 (Parte 4 – Roteamento NAT)

Imagem
Veja como configurar o compartilhamento da conexão à Internet para os demais clientes da rede local, diretamente pelo Windows Server.

Windows Server 2019 (Parte 3 – Configurando o DHCP)

Imagem
Prosseguindo com série, aqui mostro como configurar o servidor DHCP.

Windows Server 2019 (Parte 1 – Instalando suporte ao Wi-Fi)

Imagem
O Windows Server funciona com o conceito de adicionar e remover recursos do sistema, o que permite ao administrador deixar ativados apenas os serviços que forem usados. Para exemplificar este conceito mostrarei como ativar o suporte a redes sem fio.

A gênese do PC Gamer (Parte 1 – Apresentação)

Imagem
Se hoje um PC Gamer dos sonhos deve ostentar as insossas e indisponíveis RTX 3000 ou RX 6000, aqui mostrarei o início de tudo isso com as duas pioneiras placas de vídeo 3D do mercado. Sigam-me os bons!

Dicas Linux #4 – Compartilhando a conexão à Internet

Imagem
Não raramente torna-se necessário compartilhar uma única conexão à Internet para mais de um PC. No Ubuntu isto pode ser feito de uma forma simples e rápida!

Projeto pinguim superpoderoso (Parte 2 – Missão dada é missão cumprida)

Imagem
Chegou a hora de usar o Ubuntu no dia-a-dia! Compartilho aqui as minhas primeiras impressões sobre o sistema operacional após a sua implantação no meu PC de produção.

O maior supercomputador da Europa terá processadores Epyc

Imagem
O processador para servidores da AMD será a base do Archer2, supercomputador desenvolvido pela Cray (que hoje pertence à HP) para a Universidade de Edimburgo na Escócia. Será que o Epyc conseguirá repetir nos servidores o sucesso que o Ryzen obteve nos desktops?

O fim está próximo

Imagem
Não é apenas o idolatrado Windows 7 que terá o suporte encerrado no início do ano que vem: os Windows Server 2008 e 2008 R2 também.

Boa ideia minha e da ASRock

Imagem
A ASRock anunciou uma placa-mãe AM4 compacta para a montagem em racks, permitindo desta forma a integração de pequenos servidores baseados no Ryzen. Isso me deu algumas ideias!

Unboxing e primeiras impressões: repetidor Wi-Fi Tp-Link AC1200 RE305

Imagem
Os repetidores de sinal Wi-Fi podem ser a solução quando se necessita ampliar o alcance do sinal de uma rede sem fio, ou quando há muitos obstáculos pelo caminho. Conheça o Tp-Link AC1200 RE305, repetidor de sinal de banda dupla que suporta as frequências de 2,4 e 5 GHz.

Como acessar computadores antigos na rede a partir do Windows 10

Imagem
Precisa acessar o seu PC clássico pela rede local e não está conseguindo? Veja aqui como resolver! Eis a mensagem de erro que é exibida, quando se tenta acessar um PC rodando uma versão antiga do Windows a partir do Windows 10: A solução do problema está na própria mensagem de erro. As versões antigas do Windows utilizam o protocolo de compartilhamento SMB v1, enquanto que o Windows 10 não traz esta versão instalada por padrão. Para instalá-la, acesse o Painel de Controle clássico (digite “Painel de Controle“ na busca do Windows), item “Programas” e em seguida “Ativar ou desativar recursos do Windows”. Procure pelo item “Suporte para Compartilhamento de Arquivos SMB 1.0/CIFS” e marque a caixa “Cliente SMB 1.0/CIFS”.  Se você quiser compartilhar arquivos com os PCs antigos também marque a opção de servidor, o que eu não recomendo por questões de segurança. Até a próxima!

Microsoft fornece correção para o WannaCry, mesmo para os Windows sem suporte

Imagem
Quem não estava com a cabeça enfiada em um buraco nos últimos dias deve ter ouvido falar do ransomware WannaCry, inclusive na mídia das massas (TV). Veja aqui como deixar o seu sistema protegido, mesmo nas versões antigas do Windows. Tecnicamente falando, o WannaCry se aproveitou de uma falha no SMB Server que foi corrigida pela Microsoft em março , ou seja, se o seu Windows estiver com as atualizações em dia o mesmo está imune. Porém no ambiente corporativo isto não é tão simples: normalmente as atualizações são gerenciadas de forma centralizada, e administradores preguiçosos podem ter perdido a janela para aplicá-las. Não é por acaso que justamente neste ambiente o estrago foi maior. E quem ainda usa um Windows sem suporte? Felizmente a Microsoft lançou uma atualização também para estes sistemas, a  KB4012598 , que está disponível para download no Microsoft Update  para o Windows XP, Vista, Server 2003 e 2008, tanto de 32 quanto de 64 bits. Baixe-a e a instale para ontem

Como integrar um PC com o Windows for Workgroups 3.11 em uma rede local moderna

Imagem
Sem dúvida um dos ambientes gráficos mais clássicos da Microsoft, o Windows for Workgroups 3.11 chegou com um suporte bastante melhorado às redes locais do seu tempo. Porém ainda hoje é perfeitamente possível integrar um PC antigo com este sistema em uma rede local moderna baseada no protocolo TCP/IP, com apenas algumas poucas limitações. Veja aqui como proceder.

Rebuild #1 – O meu primeiro PC próprio (Parte 1 – Apresentação dos componentes e montagem)

Imagem
A Rebuild é uma das séries que sempre quis fazer aqui no blog. Afinal de contas, é um sentimento único reviver as configurações que você já teve, com as boas lembranças que sempre estão associadas e elas – é quase como pegar emprestado o DeLorean do Doc Brown e voltar diretamente no tempo.  A principal premissa é que a configuração deve ser a mais próxima possível a do período, enquanto que a única “licença poética” permitida diz respeito a componentes que você quis ter mas jamais conseguiu comprar na época, ou seja, é uma forma de satisfazer a sua vontade mesmo muitos anos depois. Também é feita uma exceção caso algum componente seja de difícil obtenção ou não funcione. Nesta primeira temporada da série Rebuild, voltaremos 21 anos no tempo quando após muito sacrifício a minha família finalmente pode comprar um PC próprio, baseado no processador Intel 80486 DX4-S de 100 MHz. Apertem os cintos do DeLorean e voltem comigo diretamente até 1995!

A beleza do retrocomputing

Imagem
Um dos primeiros slogans que utilizei assim que montei o blog era algo como "Blog Retroware - Onde o antigo e o moderno se encontram". Creio que não há exemplo melhor da aplicação desta frase do que este. Pasta compartilhada no AMD 80386 DX de 40 MHz rodando o Windows NT 3.51 SP5: A mesma pasta acessada pelo Core i7 3770K  3,5@4,7 GHz rodando o Windows 10: Quase um quarto de século separa as duas tecnologias, que aqui trabalham em total harmonia. Veja também: 80386: a primeira CPU x86 de 32 bits (Parte 8 – Navegando na Web com o Windows NT 3.51) Eis a versão final do Windows 10 Instalando o Windows NT 3.51 Unboxing e primeiras impressões: processador Intel Core i7 3770K

O mito 80486 (Parte 4 – Entrando na era do barramento PCI)

Imagem
Como escrevi na primeira parte desta série , o 80486 talvez tenha sido o processador que mais testemunhou mudanças de paradigmas, a começar pelos barramentos de expansão: começou com o ISA , viu o surgimento e morte do VLB e esteve nos primeiros momentos do PCI . A presente parte sobre o lendário 80486 abordará a utilização da última geração de placas soquete 3, que já incorporavam o barramento PCI em substituição do VLB.