Quem é o Michael

Permitam-me apresentar. Meu nome é Michael Rigo, tenho 40 anos e sou casado com a Suzana. Sou um homem voltado à família, cristão e conservador.

Também sou apaixonado pelo hardware e software clássicos do padrão PC desde meados da década de 1990. Enquanto que hoje em dia os geeks estão na crista da onda, nem sempre isto foi assim: fui um geek (ou nerd, como era mais comum na época) em uma época onde isto significava não pegar ninguém e na maior parte do tempo ser solitário, somente lembrado pelos demais quando tinha prova cabeluda na faculdade.

Sim, era daqueles que ficavam as noites de sábado programando ou instalando algum componente novo no PC enquanto todo mundo estava na balada azarando... e para ajudar, minhas vestimentas básicas me tornavam ainda mais um alienígena: cabelo comprido (por incrível que pareça!), tênis velho, jeans surrado e uma camiseta preta de alguma banda de heavy metal, tipo Iron Maiden e Black Sabbath. Pois bem, pode-se dizer que sou assim até hoje, com a diferença de que atualmente estou com bem menos cabelo! 😂

Academicamente falando, sou Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Paranaense – UNIPAR de Umuarama/PR (1996–2000) e Especialista em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas – ISAE/FGV de Curitiba/PR (2007–2008), com Aperfeiçoamento em Gestão de Pessoas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR de Curitiba/PR (2017–2018).

Origens e a proposta do blog

Inspirado pelos grandes autores brasileiros de tecnologia como Gabriel Torres, Carlos E. Morimoto, Laércio Vasconcelos e José Ramalho, e também por publicações como a finada Revista PCs, o meu objetivo principal ao criar e manter o blog é resgatar a memória sobre o hardware e software do padrão PC principalmente, mesclando este conteúdo com notícias e atualidades relacionadas. 

Tenho a pretensão de mostrar aos mais novos uma época onde “homens eram homens” e montavam os seus próprios equipamentos, faziam configuração em jumpers e tinham que recorrer a conceitos de eletrônica e documentações de difícil obtenção, quando a Internet comercial dava os primeiros passos e os fundadores do Google ainda estavam no ensino médio. Enquanto que os mais novos serão apresentados à este fascinante “novo velho” mundo, certamente os profissionais e entusiastas das antigas irão gostar de relembrar a tecnologia clássica. 

A faísca de inspiração para o blog surgiu durante uma operação de descarte na empresa onde trabalho em meados do ano de 2013. Nas profundezas de um dos armários jaziam diversas placas e componentes antigos sem uso há décadas, os quais me trouxeram muitas recordações de quando estes componentes eram a última palavra em tecnologia. Pude levá-los para casa livrando-os de um descarte nada honroso como lixo eletrônico e, para a minha satisfação, constatei que muitos deles ainda funcionavam perfeitamente! Alguns meses depois, mais precisamente em janeiro de 2014, publiquei a primeira postagem do blog não mais parei.

Clique aqui se você quiser entrar em contato comigo.

Última atualização: setembro de 2019, após uma faringite e uma crise de pressão alta.