Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

O dia em que o meu PC falou

Imagem
Dezembro de 1995. Faziam seis meses que o meu primeiro PC pessoal havia chegado em nossa casa. Para a época, era uma configuração bastante razoável:
Processador Intel 486 DX4 100 MHz;Placa mãe Soyo (não me lembro do modelo exato);8 MB de memória RAM;Placa de vídeo S3 Vision 864 2 MB PCI;Disco rígido WD Caviar 540 MB;Monitor VTC CRT 15” com resolução máxima de 1024 X 768;Sistema operacional MS-DOS 6.22 e Windows 3.11.
O PC vinha sendo um ótimo companheiro. Estava junto nos meus trabalhos escolares (como era um dos poucos da minha turma que tinha um computador em casa, acabei virando o “digitador oficial”, o que fazia com satisfação), bem como também nos meus momentos de lazer, com jogos clássicos como Doom II, Wolfenstein 3D e o primeiro World Circuit (também conhecido como GP1).

Livros geeks que eu recomendo

Imagem
Neste post faço uma descrição sucinta de obras relacionadas a tecnologia que já li e recomendo. Fiquem a vontade para sugerir outras obras nos comentários! E sim, ainda prefiro livros em papel :-)

Steve Jobs (Walter Isaacson, 2011)


Você pode até não gostar da Apple e jamais ter comprado um produto deles, mas esta leitura é imperdível. Afinal das contas, ela traz a história do cara que “apenas” revolucionou o segmento dos computadores pessoais (com o Macintosh); das animações gráficas (com a Pixar); da distribuição digital de música (com o iTunes e o iPod); dos smartphones (com o iPhone). Jobs inflama amor e ódio em iguais proporções, um verdadeiro “gênio indomável”. Nesta obra Isaacson foi brilhante, pois não caiu na vala comum dos biografistas que costumam romantizar a história dos biografados, muito pelo contrário: não poupa detalhes em descrever tanto o lado genial de Jobs quanto o seu lado muitas vezes duro, frio e intransigente.

Negócio da China (2)

Imagem
A Lenovo está parecendo patricinha em shopping: compra tudo o que vê pela frente. Após ter comprado a divisão de servidores x86 da IBM, acaba de ser anunciado que o Google vendeu a Motorola para a Lenovo por 2,91 bilhões de obamas. A aquisição inclui a marca Motorola, todo o seu catálogo de smartphones e cerca de 2 mil patentes - o restante das patentes permanece com o Google.



Só digo uma coisa: vou começar um curso de mandarim.

Veja também:
Negócio da China

Nos anos 1990, as conexões eram assim (Parte 2 - Os provedores)

Imagem
Nenhum texto sobre a internet brasileira dos anos 90 ficaria completo sem citarmos as opções de provedores de acesso que tínhamos na época. Digo que o início da popularização da internet no Brasil, por volta de 1996-1997, foi um período de ouro em termos de oportunidades de negócios para quem estava preparado para aproveitar o momento (e poderia investir em alguma infraestrutura de telecomunicações, basicamente linhas telefônicas), muito embora a história tenha mostrado que foi uma janela pequena: já pelos idos de 1999-2000 os pequenos provedores regionais que ainda sobreviviam eram raros. 
Me lembro do meu primeiro plano de conexão que fiz no final de 1997 com um pequeno provedor que existia na minha cidade: pacote mensal de 20 horas de conexão a aproximadamente R$ 100; e R$ 5 por cada hora adicional. Para não receber uma conta astronômica do provedor no final do mês, tínhamos que ficar contando os minutos de conexão, além de sempre convivermos com o problema de insuficiência de lin…

Nos anos 1990, as conexões eram assim (Parte 1 - Hardware e curiosidades)

Imagem
Sabadão, 14 horas. Você corre para o computador e clica no ícone “Conexão dial-up” no Windows para acionar a conexão discada com o seu provedor de internet ou BBS, pagando um único pulso!*. A maior frustração era acontecer de o seu provedor estar com todas as linhas ocupadas, neste caso o modem retornava um melancólico tu-tu-tu... e isso era comum!
Quando você finalmente conseguia conectar, era a espantosos 9600/14400/28800/33600 bps, ou bits por segundo – para ter o valor em Bytes, divida estes números por 8; para chegar aos KB divida o resultado por 1000 (grandezas de transmissão de dados usam base decimal e não binária). Ou seja, uma conexão de 33600 bps equivale a pouco mais de 4 KB por segundo! E isto em condições ótimas: linha telefônica com pouco ruído, central em boas condições... ou seja, em termos de Brasil (ainda mais naquela época), era algo bastante improvável.
Mas voltando à nossa epopeia, você iria então como louco rodar o Netscape Navigator para fazer buscas com a ajuda …

Parabéns Mac!

Imagem
Antes tarde do que mais tarde ainda, esta notícia eu não podia deixar passar em branco. No último dia 24 o Macintosh completou 30 anos! Isto mesmo, o velho e bom Mac já é trintão! Todas as nossas reverências a este simpático computador são merecidíssimas. Apesar de não ter sido o pioneiro no uso de uma interface gráfica para o usuário (creio que todo mundo já deve saber sobre a famosa visita de Jobs ao centro de pesquisas da Xerox em Palo Alto...), foi ele que levou este conceito às massas (trazendo o Windows na esteira), provando que um computador podia ser simples e amigável, sem exigir que o utilizador decore longos e complicados comandos, popularizando também o mouse.  Na onda das comemorações, o site IFixIt desmontou um Macintosh 128K, e até hoje impressiona a elegância do projeto e a atenção aos detalhes, de fazer inveja a muitos equipamentos atuais. A configuração básica do Mac original (o nome Macintosh 128K é uma alusão à quantidade de RAM) era a seguinte:
Processador Motorola…

Unboxing e primeiras impressões: Placa mãe Gigabyte 78LMT-S2P Rev. 5.0

Imagem
Tenho vários PCs, praticamente todos montados com sobras de upgrades. Uma destas "sobras" vinha sento utilizada para, basicamente, tarefas de navegação, e-mails, redes sociais e trabalhos escolares. A configuração básica do equipamento era modesta: um simples Pentium Dual Core E5400 de 2,7 GHz (com um leve overclock para 3,2 GHz), placa mãe Gigabyte G41M-ES2L, 4 GB de RAM DDR2-667 Kingston e uma placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 650 Ti 2 GB, modelo EVGA SSC (Super Super Clocked - OC de fábrica), que era a placa de vídeo que eu usava no meu PC principal antes de eu montar um arranjo SLI de GTX 760.
Esta configuração atendia às necessidades dele adequadamente, até o dia em que ele comprou no Steam o Hitman Absolution. Daí foi só decepção! A performance neste jogo era pobre e aconteciam erros aleatórios, como congelamentos. Restava descobrir se o gargalo estava na placa de vídeo ou na plataforma, já um tanto defasada, que era a minha principal suspeita (a GTX 650 Ti pode não ser…

Negócio da China

Imagem
Se alguém ainda tem dúvida de que a China vai dominar o mundo, saiu a notícia de que a Lenovo comprou a divisão de servidores x86 da IBM. É importante destacar que se trata da divisão dos servidores x86 menores e não dos grandes mainframes, que seguem com a big blue. Mas não deixa de ser, de certa forma, inusitado ver a IBM "passando para frente" uma linha de servidores, com os quais sempre teve grande presença, para uma empresa chinesa. Nunca é demais lembrar que a mesma Lenovo já havia comprado a divisão de PCs desktop da IBM em 2005.




Há quem diga que esta notícia apenas corrobora o declínio do mercado de PCs. Eu já penso diferente: a tendência em qualquer ramo de negócios, atualmente, é ficar cada vez mais concentrado entre poucos competidores, sendo nada mais do que um reflexo da economia mundial.
De qualquer modo, nós entusiastas costumamos montar nossos próprios equipamentos... então enquanto existirem a AMD, Intel, NVIDIA, Asus, Gigabyte, MSI, entre várias outras, não h…

Meu PC

Imagem
É a minha estação de trabalho principal. Uso para encodar vídeos, renderizações, edição de imagens e videos, um pouco de programação, virtualização e, principalmente, muitos games (afinal, não sou de ferro!).

Última atualização: 15/05/2018.
Processador - AMD Ryzen 7 2700X

Placa-mãe - ASRock Fatal1ty X370 Gaming K4 

RAM - 32 GB Kingston HyperX Fury DDR4-2133 @ 2800

Placas de vídeo - GeForce GTX 1070 8 GB Gigabyte Windforce OC SLI

Watercooler - Corsair H100i

SSD #1 - Samsung 960 EVO M.2 NVMe


SSD #2 e #3 - AMD Radeon R3 de 240 GB RAID 0

HD #1 e #2 - Seagate 7200.14 2 TB ST2000DM003 RAID 0

BD-RW - Lite-On IHBS112-04


DVD-RW - Asus DRW-24F1MT


Fonte - XFX ProSeries de 1250 W

Gabinete - Corsair Carbide Air 540

Monitor - Dell S2716DG de 27"

Teclado - Redragon Varuna

Mouse - Redragon Pegasus