Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Barramentos

Rebuild #4: God Of Thunder (Parte 2 – Montagem e configuração)

Imagem
Neste segundo episódio da quarta temporada da série Rebuild mostrarei a montagem e configuração do Athlon Thunderbird. Confira!

Rebuild #2: o meu PC dos sonhos em 1998 (Parte 4 – Pentium MMX Super 7)

Imagem
E se a Intel tivesse aderido ao padrão Super soquete 7? Confira aqui esta viagem histórica!



Apresentação dos meus componentes de teste (e o que vem por aí)

Imagem
Coloquei como um desafio pessoal: nem que eu leve muito tempo, vou avaliar e comparar todos os meus componentes, um a um. Conheça aqui algumas placas e demais peças que permitirão padronizar os testes, além dos próximos projetos que estão na fila.

Rebuild #1 – Benchmarks com a placa de vídeo S3 e atualizações

Imagem
Não, a Rebuild #1 não está morta! Após um hiato de alguns meses na série sobre a remontagem do 80486 DX4 de 100 MHz, trago os benchmarks com a placa de vídeo S3 Vision968 bem como algumas outras atualizações. Confiram!

O PCI Express 4.0 está pronto

Imagem
Nova revisão aumenta a largura de banda em cada pista para 2 GB/s, o dobro em relação à revisão 3.0 atual.



Como sempre a nova revisão manterá plena compatibilidade com as revisões anteriores. Resta saber quanto tempo levará para termos dispositivos capazes de aproveitar de tal largura de banda, visto que mesmo as placas de vídeo topo de linha atuais ainda não tiram proveito do PCIE 3.0 lançado em 2010.
E não é só isso: o consórcio PCI-SIG anunciou também que a revisão 5.0 estará pronta em 2019 e elevará a largura de banda para 4 GB/s em cada pista PCIE:

Sem dúvida as tecnologias de expansão dos PCs evoluíram muito ao longo dos anos. Quer saber como foi esta evolução? Então confira esta série especial de postagens do blog, que abrange desde o barramento ISA de 8 bits até o PCI Express 4.0. 😉

Primeiras impressões: antigo PC 486

Imagem
Em meados do ano passado o leitor e amigo Diego Todeschini entrou em contato me perguntando se eu queria um antigo PC 486, o qual durante muitos anos havia servido à sua família. Aceitei a generosa doação e agora compartilho com vocês mais um PC que voltará aos seus dias de glória – queria ter feito este singelo ensaio antes, porém como a lista de temas a abordar é grande e o tempo é escasso, o mesmo acabou atrasando.
Mas antes tarde do que mais tarde ainda, confiram o mais novo integrante do RETROlab. 😀

PCI Express 4.0 anunciado para 2017

Imagem
No ano que vem chega a próxima revisão do PCI Express, a 4.0. Dentre as principais novidades, estão a taxa de transferência máxima ampliada para 16 GT/s (Gigatransfers por segundo), com uma largura de banda máxima teórica de 1.969 GB/s em cada pista PCIE, o que resultaria em espantosos 31.508 GB/s no caso de uma conexão PCIE 4.0 x16 - resta saber se toda esta força bruta terá alguma utilidade, visto que a especificação 3.0 foi apresentada em 2010 e até agora não disse a que veio.
Uma boa novidade da revisão 4.0 será o aumento da capacidade de fornecimento elétrico. No caso dos slots x16, o mínimo fornecido será de 300 W com pico entre 400 e 500 W, o que permitiria que placas de vídeo topo de linha como as baseadas nas GPUs GTX 1080 (que consome 180 W) e Titan X Pascal (250 W) não necessitassem de um conector de alimentação externo. Para efeito de comparação, a revisão 3.0 suporta apenas 25 W com pico de 75 W no slot x16.

(EDIT 25/08/2016: O PCIE 4.0 continuará fornecendo 75 W no slot).
E…

O mito 80486 (Parte 5 – Benchmarks clássicos do Intel DX2 com o barramento PCI)

Imagem
Será que a mudança de barramento do VLB para o PCI trará algum ganho para o intrépido Intel 80486 DX2 de 66 MHz? Confira aqui nesta postagem especial!

O mito 80486 (Parte 4 – Entrando na era do barramento PCI)

Imagem
Como escrevi na primeira parte desta série, o 80486 talvez tenha sido o processador que mais testemunhou mudanças de paradigmas, a começar pelos barramentos de expansão: começou com o ISA, viu o surgimento e morte do VLB e esteve nos primeiros momentos do PCI. A presente parte sobre o lendário 80486 abordará a utilização da última geração de placas soquete 3, que já incorporavam o barramento PCI em substituição do VLB.

O mito 80486 (Parte 2 – Configuração e Funcionamento com o Windows 95)

Imagem
No final da primeira parte da série sobre o 486 havia deixado no ar se o conjunto havia funcionado.  Pois bem, ele funcionou muito bem e obrigado! Confira aqui os detalhes!

O mito 80486 (Parte 1 – Retrospectiva e apresentação do modelo Intel 486 DX2 de 66 MHz)

Imagem
A era do processador 80486 é de longe a minha favorita, devido à sua grande diversidade de padrões, fabricantes e barramentos de expansão disponíveis. Enquanto que hoje em dia ficamos à mercê do que a Intel dita para o mercado ao seu bel prazer (e em menor escala, a AMD também) nem sempre isto foi assim – sem dúvida, o 486 representou o auge dos “tempos românticos” dos PCs (sem falar que o meu primeiro PC próprio foi um 486, logo tenho um carinho especial por este processador).
Confiram aqui a primeira parte desta série, a qual conta com uma retrospectiva histórica bem como a apresentação do modelo DX2 de 66 MHz.

80386: a primeira CPU x86 de 32 bits (Parte 9 – A variação SX)

Imagem
Neste nono capítulo da novela sobre o processador 80386 abordarei a sua versão de baixo custo, a SX, que foi imensamente popular no seu tempo pelo fato de ser bem mais barata do que os DX. Confira aqui mais esta importante página da história dos computadores pessoais!

Afinal de contas, o PCI Express 3.0 realmente não oferece ganho de desempenho?

Imagem
Para fechar com chave de ouro a semana dominada pelas placas de vídeo, nesta postagem irei abordar outra verdade considerada absoluta que reina nos fóruns por ai: será que a revisão 3.0 do PCI Express realmente não proporciona ganho de desempenho algum em relação à revisão 2.0? A resposta está aqui!

Montando um arranjo 3-Way SLI (Parte 2 –Benchmarks)

Imagem
Podem observar: sempre que em algum fórum ou lista de discussão alguém pergunta sobre a associação de três placas de vídeo (seja em SLI ou CrossfireX), as respostas são invariavelmente muito parecidas: elas não escalam bem! Não vale a pena! Pois bem, prosseguindo com a série sobre o intrépido arranjo SLI com três placas baseadas na GPU Nvidia GeForce GTX 760, confira nesta postagem os resultados obtidos depois de uma verdadeira maratona de benchmarks realizados.

Montando um arranjo 3-Way SLI (Parte 1 – Instalação e configuração)

Imagem
Até recentemente eu tinha um arranjo SLI (também chamado de 2-Way SLI) com duas placas de vídeo Nvidia GeForce GTX 760, uma Gigabyte Windforce 3X e uma MSI Twin Frozr Gaming. Pois bem, obtive mais uma Windforce 3X. Confira aqui como proceder com a instalação e configuração de um arranjo 3-Way SLI e entre também no lado Geek da força!

Kernel Linux manterá suporte ao barramento EISA

Imagem
Saiu no ótimo Blog Caixa Seca a notícia de que o Kernel Linux continuará suportando o clássico barramento EISA! Retirado da lista de discussão oficial do Kernel:





On Tue, Jan 20, 2015 at 4:05 PM, Maciej W. Rozycki <macro <at> linux-mips.org> wrote:
>  Well, I'd like to keep my x86 box up and alive, to support EISA FDDI> equipment I maintain if nothing else -- which in particular means the> current head version of Linux, not some ancient branch.

So if we actually have a user, and it works, then no, we're notremoving EISA support. It's not like it hurts us or is in some wayfundamentally broken, like the old i386 code was (i386 kernel pagefault semantics really were broken, and the lack of some instructionsmade it more painful to maintain than needed - not like EISA at all,which is just a pure add-on on the side).
           Linus
Tecla SAP: basicamente alguém que ainda usa um equipamento com um dispositivo EISA solicita que o suporte a este barramento não seja…

Novas placas de vídeo para a coleção

Imagem
Nesta postagem rápida vou compartilhar com vocês algumas novas aquisições para a minha coleção de placas de vídeo: duas ISA, sendo uma Cirrus Logic (que fará parte do meu conjunto 80386) e outra Oak Technology, bem como também uma gloriosa VESA Local Bus (VLB) com chip UMC e 1 MB de memória de vídeo, veja o tamanho da criança! :-)





Logicamente que a postagem sobre a coleção de placas de vídeo já foi atualizada. Cliquem no link abaixo para conferir! Um grande abraço e até a próxima!
Veja também: Apresentando a minha coleção de placas de vídeo

Apresentando a minha coleção de placas mãe

Imagem
Depois de ter compartilhado com os meus queridos leitores as minhas coleções de processadores, módulos (e chips) de memória e de placas de vídeo, chegou a hora de apresentar a vocês a minha pequena coleção de placas mãe. Algumas delas foram minhas e são sobras dos meus upgrades, enquanto que outras me foram doadas ou mesmo adquiridas. Lembro ainda que principalmente no caso das placas mais antigas é realmente difícil identificar o fabricante ou maiores informações, desta forma irei atualizando esta postagem conforme for obtendo maiores detalhes. Façam uma boa viagem pela história dos PCs!

EDIT 03/12/2014: inclusão da placa AMD 80386 DX de 40 MHz.

EDIT 13/10/2015: novo layout, inclusão das placas 8088, 80286 Harris 25 Mhz, 80386 DX 40 Mhz e AsRock G41C-GS (soquete LGA 775).



Como habilitar o PCI Express 3.0 nos drivers da Nvidia

Imagem
Nesta postagem demonstrarei como ativar manualmente o modo PCI Express 3.0 nos drivers da Nvidia, cujas últimas séries mesmo com um conjunto de hardware totalmente compatível mantem a operação no modo 2.0 devido a um bug. Todos os detalhes aqui!

A história dos barramentos de expansão do PC (Parte 6 – PCI Express)

Imagem
Prosseguindo a saga sobre as possibilidades de expansão da plataforma PC, neste episódio abordarei o PCI Express, atual padrão para a conexão de diversos tipos de periféricos e placas adaptadoras que substituiu de uma só vez o AGP, o PCI e o PCI-X (este último nos servidores de rede). Veremos também o motivo pelo qual o PCI Express não pode ser considerado um barramento propriamente dito. Como sempre, uma boa leitura!