Athlon Player (Parte 2 – Montagem)

Veja como foi a montagem e configuração do PC reprodutor de mídia baseado no Athlon 3000G. 😀


Antes de prosseguir, vale lembrar que a seleção dos componentes foi mostrada na primeira parte desta série. 👍

Montagem

Começamos com o Athlon 3000G instalado na placa-mãe:


Assim como o SSD Lexar:


Como a fonte não inspira confiança e estava sem uso há algum tempo, decidi testá-la novamente. Tudo certo.


Acrescida do cooler Wraith Stealth e dos módulos de memória Crucial Ballistix, a placa-mãe já está posicionada no gabinete:


Com o disco rígido Seagate Barracuda instalado:

O mesmo é fixado por uma armação metálica:


A unidade de Blu-Ray é fixada em uma armação que fica acima do disco rígido:



O seu frontal fica oculto sob o acabamento do gabinete:


Configuração

Este é o utilitário de configuração da placa-mãe ASRock A320M-HDV R4.0:


Como o chipset é o A320 é possível mudar apenas a frequência dos módulos de memória, o que não faz a menor diferença aqui.



O CPU-Z erroneamente informa que a litografia do Athlon 3000G é de 12 nm, sendo que o correto é 14 nm pois ele é um chip Zen de primeira geração.


Também o GPU-Z comete um pequeno deslize ao informar que a GPU Vega 3 integrada usa uma conexão PCI Express 3.0 x16, mas que na verdade é x8. Reservei 1 GB para a memória de vídeo.


Benchs

Na taxa de leitura sequencial o SSD Lexar surpreendeu e obteve 550 MB/s, ficando atrás apenas do Samsung 860 EVO dentre as unidades SATA avaliadas (veja todos os resultados aqui). Na escrita ele não brilhou tanto, com um índice típico de unidades de baixo custo.


Em tempo, vale lembrar que o Athlon 3000G já foi extensivamente avaliado aqui e aqui, assim não se faz necessário repetir os ensaios.

Até o próximo projeto!

Comentários

Mais lidas da semana