RAM Wars: DDR3-2400 vs DDR3-1600

Indo direto ao ponto: para aqueles que diziam que a frequência da RAM não faz nenhuma diferença, tenho a dizer que..... sim, vocês tem toda a razão! Realmente a frequência do barramento da RAM não interfere em nada, sejam jogos, renderizações ou programas de escritório. Confira aqui um dos mais completos testes de benchmarks já feitos pelo blog, onde comprovo sem margem para dúvidas este velho (tá bom, não tão velho assim...) mantra da computação pessoal.


Sistema e metodologia

O sistema de testes consiste na seguinte configuração:



Cada teste foi executado três vezes, sendo o pior e o melhor resultados descartados. Foram utilizados os mesmos módulos: na frequência padrão de 2400 MHz e na frequência reduzida de 1600 MHz (a mais popular dentre os módulos DDR3), com o profile XMP sempre ativado. As temporizações utilizadas foram as detectadas pela placa mãe, o que julguei ser justo pois esta é uma vantagem da frequência menor. Diferenças de até 3% serão desconsideradas.

Os resultados

Os testes realizados abrangem uma ampla faixa de utilização. Os testes do 3DMark, GTA V e Unigine avaliam o desempenho em jogos. O PCMark Creative cobre tarefas de criação de conteúdo, enquanto que o Home e o Work avaliam tarefas cotidianas e de escritório. Finalmente o Cinebench cobre a renderização de cenas em OpenGL e de imagens estáticas processadas pela CPU.


Conclusões

Há um único teste com um ganho acima dos 3%: o Cinebench OpenGL, que de qualquer forma também não se trata de um ganho excepcional. Infelizmente não conto com um sistema DDR4 para testar, porém uma vez que as temporizações destes módulos são mais altas acredito que a tendência se manterá. Como afirmei na postagem sobre as Corsair DDR3-2400, não foi por causa de um suposto maior desempenho que comprei as mesmas.

Este ensaio comprova que foi-se o tempo em que era possível aumentar o desempenho do PC trocando os pentes de RAM por outros com chips mais velozes. O único upgrade baseado em RAM que vale a pena hoje em dia é a ampliação da quantidade para máquinas com menos do que 8 GB, principalmente pela possibilidade de desativar a memória virtual no Windows e de utilizar um RAM Disk.

Para finalizar, aqui entre nós: fazer 96 FPS de média no benchmark do GTA V em 2560 x 1440 não é mada mal... :-)

Veja também:
Comparativo rápido: o tamanho dos blocos em um arranjo RAID 0 faz diferença? E um RAM Disk é realmente muito mais rápido?
As três GTX 760 ainda dão um caldo

Comentários

  1. "...fazer 96 FPS de média no benchmark do GTA V em 2560 x 1440 não é mada mal... :-)" Seu exibido! E eu feliz com a minha HD5770, que por enquanto não tem nem computador pra ser espetada, mas estamos nos trâmites pra isso. Sobre memórias, a única vantagem de se usar modelos mais rápidos é quando se tem vídeo onboard, porque de resto, é "perca" de dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E olha, mesmo com vídeo integrado colocar memórias mais rápidas não é um bom custo x benefício em termos financeiros. Melhor usar o dinheiro para colocar uma placa intermediária da Nvidia ou AMD, que acabam sendo bem mais poderosas do que o vídeo integrado.

      Excluir
  2. Parece que no conjunto Skylake + DDR4 há sim ganho de desempenho com memórias de frequência mais alta. Aqui no meu PC principal atual ainda uso um I7 2700K ("Sandy & Jr"), então optei por um pequeno downgrade nas minhas HyperX (originalmente 1866mhz) para 1600mhz deixando as latências mais baixas e também evitando algum problema de tela azul que enfrentei quando usei memórias da AMD (By Patriot) série performance Pro onde só consegui resolver baixando a frequencia de 1600mhz para 1333mhz. Uso uma Z77X-UD3H da Gigabyte. Como no meu caso frequência não faz a menor diferença na prática... agora pra quem está montando um sistema mais atual com Skylake (ou mais novo) já é recomendável partir para memórias mais "rápidas".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As DDR4 tem latências maiores que as DDR3, então o aumento da frequência realmente deve dar algum ganho de desempenho nestas memórias.

      Excluir
    2. sim sim mas parece que de alguma forma os Skylake estão se beneficiando das frequências mais altas também.

      Excluir

Postar um comentário