Instalando um SSD no notebook Samsung Odyssey

Confira neste guia rápido um passo-a-passo sobre como instalar um SSD no formato M.2 no notebook Samsung Odyssey. É simples e rápido!


Escolhendo o SSD

Como afirmei na postagem sobre o unboxing do Odyssey, infelizmente cabe a nós “consertarmos” a economia porca da Samsung de não ter incluído um SSD em um notebook topo de linha como esse. Como o mesmo possui um slot M.2, é preferível utilizar um SSD deste formato pois assim é possível manter o disco rígido para o armazenamento de dados, unindo o melhor dos dois mundos.

Aqui utilizei este WD Blue de 500 GB retirado do meu PC Ryzen 7 2700X, que ultimamente tem doado muitos componentes a diversos projetos (ele já havia doado outro SSD, um AMD Radeon R3, para o PC dos mitos).

O WD Blue utiliza a sinalização SATA, porém o Odyssey também suporta modelos NVMe. A capacidade de 500 GB é muito boa, pois permite instalar o Windows, os softwares aplicativos e muitos jogos com folga, enquanto que o disco rígido fica para filmes, músicas, documentos e os jogos menos utilizados.


A instalação

Antes de prosseguir, um aviso: pelo que pesquisei, a Samsung não considera que o procedimento de instalação do SSD viole a garantia, mas de qualquer modo não posso me responsabilizar caso algo dê errado e você tenha problemas com a garantia do equipamento. Siga por sua conta e risco! 

Continuando, para termos acesso ao slot M.2 devemos remover a tela do sistema de refrigeração. Ela é presa por cinco pequenos parafusos Philips (conforme mostrados na imagem abaixo) e travas nas extremidades. Para desencaixar as travas use uma pequena chave de fenda, tomando muito cuidado para não "machucar" o plástico da tela de refrigeração.


Com a tela removida temos acesso aos módulos de memória e aos exaustores de calor do processador e da GPU. O slot M.2 fica embaixo do cabo flat branco.


Abra cuidadosamente a pequena presilha que prende o cabo flat no seu conector, conforme mostrado na imagem abaixo:


Puxando o cabo flat para cima temos acesso ao slot M.2, que aceita até SSDs M.2 2280. O parafuso de fixação acompanha o notebook e deve ser removido antes de encaixar o SSD, para depois ser novamente fixado.


Em seguida reinsira o cabo flat no conector e trave novamente a presilha de fixação.


Para recolocar a tela de refrigeração pressione firmemente no local das travas para que as mesmas entrem novamente nos seus lugares, e em seguida fixe novamente os parafusos Philips.

Instalando o sistema operacional no SSD

Para instalar o sistema operacional no SSD você tem duas alternativas: utilizar algum software que faça a clonagem/imagem de partições para transferir o sistema do disco rígido para o SSD, ou então reinstalar o Windows do zero.

Como geralmente as instalações dos fabricantes vem impregnadas de softwares lixo (os famosos bloatwares), preferi reinstalar do zero. Neste ponto o Windows 10 tem uma vantagem: como o mesmo já havia sido ativado neste equipamento, não precisei me preocupar com a chave do produto e com a reativação, como acontecia até o Windows 8.1.

SSD corretamente instalado

Aproveito para deixar uma dica: neste caso, ao criar um pendrive de instalação do Windows 10 com o Rufus, deve ser usada a opção de partições GPT para UEFI. Também é preciso entrar no Setup  do notebook pressionando a tecla F2 para, nas opções de boot, desativar o Secure Boot (depois da instalação do Windows você poderá reativar a opção caso deseje) e no menu OS Mode Selection mudar para CSM and UEFI OS, pois, por algum motivo que desconheço, apesar do pendrive estar no padrão UEFI/GPT não é possível dar boot pelo mesmo sem alterar as supracitadas opções.


Na próxima parte o Samsung Odyssey passará pela bateria de benchmarks. Até lá! 

Comentários