Nos anos 1990, as conexões eram assim (Parte 3 – Configurando um modem discado)

Durante a produção dos textos sobre a utilização do 80386 para navegação na Web moderna (para conferir, clique aqui e aqui), me surgiu a ideia de retomar a série de postagens sobre as conexões nos anos 1990, uma das primeiras séries deste humilde Blog, até mesmo pelo fato de a Internet comercial no Brasil ter completado 20 anos no mês passado

Nesta terceira parte mostrarei como configurar um modem discado: com certeza os mais velhos irão gostar de relembrar e os mais novos verão que houve uma época onde simplesmente não existiam conexões onipresentes à Internet como nos dias atuais.

Sistema com o modem discado montado em bancada

O modem

Antes de qualquer coisa, eis o modem utilizado: trata-se de um glorioso hardmodem US Robotics de 33,6 @ 56 Kbps comprado por mim no já longínquo ano de 1997, quando as conexões discadas finalmente chegaram à minha cidade. Ele utiliza o barramento ISA de 8 bits, plenamente capaz de suprir a baixa largura de dados requerida. Em destaque estão os seus dois blocos de jumpers, onde são configurados qual porta serial (COM) e qual interrupção (IRQ) o modem utilizará. Removendo todos o modem entra no modo Plug and Play, onde o sistema operacional automaticamente alocará os seus recursos. Porém como o antigo barramento ISA não é lá muito chegado a estas modernidades, mesmo no modo Plug and Play podem ocorrer problemas como vocês verão no tópico sobre a configuração.

O lendário US Robotics 33,6 @ 56 Kbps

E o que seria um hardmodem? Na época existiam duas classes de modems: os que continham todos os circuitos e a lógica necessária para o seu funcionamento, englobando tanto a camada de interface física e os chips conversores A/D e D/A (analógico/digital e vice-versa) que realizavam todo o processamento sinais, sendo tal dispositivo chamado de hardmodem. Haviam também dispositivos bem mais simples e baratos que continham somente a interface com a camada física, repassando para o processador principal do PC todas as operações de conversão A/D e D/A. Como este repasse é feito através do driver do dispositivo (o qual é um software), esta classe de modem era chamado de softmodem ou ainda winmodem.

Os softmodems tinham várias desvantagens: como a capacidade computacional dos processadores da época não era tão abundante como hoje, a carga extra introduzida pelas conversões de sinal taxava ainda mais a CPU principal. E como eram fortemente dependentes dos drivers tais dispositivos geralmente funcionavam apenas no Windows, sem falar que drivers mal escritos também eram um grande problema.

Finalmente, talvez muitos de vocês possam estar se perguntando: por que diabos utilizei o termo 33,6 @ 56 Kbps? Lá pelos idos do ano 2000 fiz um “overclock” do meu US Robotics de 33,6 para 56 Kbps reprogramando o seu firmware, e o dispositivo funcionou maravilhosamente. Realmente a qualidade dos hardmodems USR era incomparável na época.

O sistema

Para a honrosa tarefa de reviver as conexões discadas foi chamado o glorioso Athlon 600 Slot A, pelo fato de ser o melhor processador disponível na década de 1990 (ele foi lançado em 1999).


A configuração completa é a seguinte:

  • Processador AMD Athlon de 600 MHz;
  • Placa mãe Asus K7M Slot A (chip ponte norte AMD 751 e ponte sul Via 686A);
  • 384 MB de RAM SDR-SDRAM PC133 @ 100 MHz;
  • Placa de vídeo Nvidia GeForce3 Ti de 64 MB (AGP 4X @ 2X);
  • Disco rígido Western Digital Caviar de 40 GB IDE-ATA100 @ 66 (7.200 RPM e 2 MB de cache);
  • Drive de CD-ROM LG 52X IDE;
  • Modem US Robotics Sportster 33,6 @ 56 Kbps ISA;
  • Fonte de alimentação Thermaltake W0009 de 420 W;
  • Monitor AOC CRT de 13" (resolução de 800 X 600 e 32 bits de cor);
  • Sistema operacional Windows XP SP3.


Detalhe da fonte de alimentação

Nesta imagem é possível observar o cabo telefônico com conector RJ-11 conectado ao modem

A configuração no sistema operacional

Para a simulação foi utilizado o Windows XP SP3 por ele ser compatível com as versões atualizadas do Chrome e Firefox. A decisão de utilizar browsers atualizados deve-se ao fato de que navegadores mais antigos poderiam interferir nos resultados obtidos como bem vimos nos ensaios com o 386. A única limitação aqui será apenas a da conexão utilizada.


Com o modem configurado para o modo Plug And Play (todos os jumpers removidos) o Windows o detectou e instalou automaticamente – pelo menos a princípio.


Algumas configurações do modem.


Porém quando tentava efetuar uma consulta ao US Robotics o Windows informava que não era possível se comunicar com o modem. Achei estranho e como a possibilidade do mesmo estar com problemas era remota visto que ele foi aposentado em pleno funcionamento, decidi investigar e acabei descobrindo que o Windows havia alocado para ele a mesma IRQ destinada à porta paralela, com um detalhe: sem acusar qualquer problema!

Note que está sendo utilizada a IRQ 7 para o modem e que o Windows não acusa nenhum conflito

Reiniciei então o PC, entrei no Setup da placa mãe e bingo! A porta paralela estava configurada para utilizar o mesmo canal de interrupção (IRQ) do modem, gerando um infame conflito de recursos que tanto atormentou técnicos de manutenção de PCs nos anos 1980 e 1990. Para maiores informações sobre o que é um conflito de recursos recomendo a leitura da postagem sobre o barramento ISA.

Bingo! Havia um conflito de interrupção entre o modem e a porta paralela

Após alterar a IRQ utilizada pela porta paralela o modem finalmente deu sinal de vida. Maravilha!


Antes de efetuar qualquer operação com o modem é necessário confirmar algumas informações básicas.


Como bônus também foi testado o clássico modem externo Elebra de 14,4 Kbps, mas infelizmente ele não reconheceu a linha telefônica.


Na próxima parte mostrarei como configurar uma conexão discada e a sua utilização na Web moderna. Aguardem!

Próximo:



Comentários

  1. Gostava muito de fuçar naquele tempo, era mutio bom, apesar da lentidão da internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostava também daquela época. Em hora de pulso único era impossível alguém conseguir completar uma ligação para o meu número... :p

      Excluir
  2. No tempo em que era comum ter impressora ligada em porta paralela, volta e meia tinha que se "inventar" uma COM4 :-p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem falar que também vivia dando conflito com o mouse serial.

      Excluir

Postar um comentário