80386: a primeira CPU x86 de 32 bits (Parte 7 – Navegando na Web)

Será que um simples 80386, processador anunciado há 30 anos, seria capaz de navegar pela Web atual? Veja aqui mais esta experiência com o nosso guerreiro AMD 386 DX de 40 MHz, além de outras curiosidades sobre como configurar a conectividade com redes locais e à Internet em um sistema antigo. Vale a pena conferir!



Reiniciando do zero

Conforme vocês conferiram na Parte 3 desta série, o disco rígido do 386 estava com o Windows 95 OSR 2.5 e o NT 3.1 SP3 instalados. Para esta nova experiência decidi criar um ambiente mais próximo do que era comum na época, utilizando a dupla dinâmica MS-DOS 6.22 e o Windows for Workgroups 3.11.

Instalando o MS-DOS 6.22 a partir de um disquete


Como os arquivos de instalação do Windows 3.11 estavam em um CD, tive que instalar um driver (aqui utilizei o da Creative – SBIDE.SYS) de modo real para habilitar a unidade de CD. Pois é queridos leitores, antes do advento da tecnologia Plug and Play as coisas funcionavam assim!

O disquete de instalação dos drivers de modo real para o CD-ROM original da Creative (driver SBIDE.SYS)


Você tem que saber em qual porta IDE o drive está instalado para configurar o driver. Como a controladora Super I/O do 386 possui apenas uma delas, ela será sempre a primária.



Com acesso ao CD-ROM pude proceder com a instalação do Windows 3.11.



A clássica tela de inicialização. Durante muito tempo a via diariamente... :p



Configurando a rede local

Um dos principais novos recursos trazidos pelo Windows for Workgroups 3.11 era o suporte nativo a redes locais. Porém o protocolo TCP/IP tinha que ser instalado como um driver externo.



Efetuando a configuração dos endereços IP e habilitando o DHCP. Como a placa de rede utilizada é uma NE2000 compatível o Windows possui drivers nativos para ela, o que facilita bastante- caçar drivers para hardware antigo pode ser uma tarefa frustrante.



Configurando os nomes do equipamento na rede.



Acessando um compartilhamento pela rede em uma máquina virtual com o Windows 95. A partir do Windows XP/Server 2003 a Microsoft alterou o algoritmo de gerenciamento de senhas, usuários e permissões de acesso, o que impede o acesso a partir de sistemas operacionais mais antigos - até há como reduzir o nível de segurança dos Windows mais modernos para contornar esta questão, o que não é recomendável. Desta forma para compartilhar arquivos pela rede prefiro utilizar uma VM com uma versão mais antiga do Windows, no caso o 95.



Navegando na Web

Com tudo configurado e o Windows 3.11 integrado na minha rede local, vamos navegar pela Web! Principalmente para os mais novos apresento-lhes o Netscape 4.08:



E o Opera 3.62:



Infelizmente ambos não se mostraram muito compatíveis com a Web atual. Pesquisando apurei que em termos de compatibilidade o melhor navegador antigo talvez seja o Internet Explorer 5.0, o último que possui versão de 16 bits.

Melhorou um pouco!


Sim, o Google funciona no IE 5! E tudo na charmosa resolução VGA de 16 cores... :)


Para vocês terem uma melhor noção de como é navegar na Web a partir de um 386, fiz este singelo vídeo. Relaxem e curtam:


Ótimo vídeo para quem reclama que a sua Internet está lenta, não acham? 

Finalizando, como o MS-DOS 6.22 e o Windows 3.11 são, respectivamente, um sistema operacional e um ambiente gráfico de 16 bits, decidi também recorrer àquele que provavelmente é o melhor sistema operacional que roda em um 386: o Windows NT 3.51, um puro-sangue de 32 bits. Será que o desempenho será melhor? Confira na próxima postagem desta série!


Próximo:

80386: a primeira CPU x86 de 32 bits (Parte 8 – Navegando na Web com o Windows NT 3.51)

Anterior:

80386: a primeira CPU x86 de 32 bits (Parte 6 – Montagem definitiva)

Veja também:

Ressuscitando um antigo 286 (Parte 5 – Conectando na rede local)

Comentários

  1. Aproveitando que essa página tem um vídeo em que você abre a página do seu site, vou te falar uma coisa que pode ser útil p/ vc: eu naveguei por várias páginas de seu site, acompanhei vários artigos fazendo uma leitura dinâmica (senão eu ia ficar preso ao seu site pelo resto da eternidade, porque é muito maneiro). Com isso, abri várias páginas. E algumas deles (não tantas assim, mas também não tão pouco, mas uma quantidade que não ficou despercebida), apareceu a mensagem de que a conexão foi reiniciada ou algo assim e eu tive que usar F5 para recarregar. Talvez o servidor onde o site está hospedado esteja sofrendo um pouco. Não sei se é seu proprietário ou se você paga hospedagem. Se paga, talvez seja interessante reclamar com os caras. Eu estou acessando a partir do trabalho, que usa a RNP (Rede Nacional de Pesquisas), então a conexão daqui é muito boa tanto em download quanto para upload. Valeu e mais uma vez parabéns. Eu também gostaria de ficar montando hardware antigo para fazer testes e comparações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo feedback! O blog fica hospedado diretamente nos servidores do Google, então não deveria haver instabilidades. De qualquer modo, havia um código de publicidade no blog que gerava um pouco de lag no carregamento das páginas, o qual removi fazem uns 20 dias.

      Excluir

Postar um comentário