As novidades do Windows 10 Build 10061

Na semana passada a Microsoft liberou mais uma versão de testes do aguardado Windows 10, a 10061. Confiram aqui as principais novidades desta versão!

A possibilidade de redimensionar o menu Iniciar é uma das principais novidades do Build 10061

Obtendo o Build 10061

Pelo menos até o momento em que escrevo a Microsoft não liberou oficialmente uma imagem ISO desta versão. Desta forma, a única maneira de obtê-la é através do Windows Update a partir dos Builds 10041 e 10049 com o canal de atualização Fast selecionado. Assim como aconteceu com todas as versões de testes anteriores do Windows 10, a atualização ocorreu tranquilamente e no meu PC de testes levou certa de 40 minutos, descontado o tempo do download.



Liberando espaço em disco

Uma dúvida que muitos têm ao realizar uma atualização de versão é como recuperar o espaço em disco ocupado pela versão anterior do Windows que estava instalada. Isto pode ser feito através do utilitário Limpeza de Disco: para tanto, execute-o como administrador...



... e selecione os itens Instalações prévias do Windows e Arquivos temporários de instalação. No meu caso foi possível recuperar cerca de 13 GB de espaço em disco!



Também é possível realizar o procedimento com o CCleaner, habilitando o item Instalação antiga do Windows nas opções avançadas.



Outra forma de recuperar espaço em disco é remover pacotes de idiomas que não forem utilizados. Para tanto, abra o Prompt de Comando como Administrador, execute o comando LPKSETUP /U e em seguida selecione os pacotes a serem desinstalados.

No meu caso havia apenas o idioma inglês instalado


Salvo se a instalação do Windows estiver em um SSD, após os procedimentos recomendo realizar uma desfragmentação completa no disco rígido.

As novidades

A primeira novidade que salta aos olhos é a possibilidade de redimensionar o menu Iniciar quando este não estiver no modo Continuum, conforme demonstramos na imagem de abertura da postagem. Sem dúvida trata-se de um recurso pioneiro no mundo Windows e muito bem-vindo.

Outra novidade interessante é a possibilidade de não aplicar as cores do tema que estiver ativo no sistema operacional também no menu Iniciar e na barra de tarefas. 

A primeira opção permite habilitar ou desabilitar a aplicação do tema no menu Iniciar e na barra de tarefas


Uma discreta novidade é que o botão de desligar/reiniciar/hibernar o sistema agora se encontra na parte de baixo do menu Iniciar. Cuidado para não acioná-lo acidentalmente!

O novo posicionamento do botão liga/desliga


O aplicativo Mail introduzido com o Windows 8 agora tornou-se uma versão compacta do Outlook, nos mesmos moldes das versões compactas do Word, Excel e PowerPoint introduzidas com o Build 9926.  Desta forma, o Windows 10 brindará os seus utilizadores com um Office funcional out of the box. Muito bom!

O novo app Mail, um Outlook em versão compacta


O app Calendário também foi reformulado em relação ao presente no Windows 8.X.



Mais uma novidade está no gerenciador de desktops virtuais, que também foi aprimorado e agora não há mais limite no número de desktops que podem ser criados.

O navegador baseado no projeto Spartan continua presente e na minha avaliação vem se mostrando uma grata surpresa, exibindo uma ótima performance do seu novo motor EdgeHTML. Não fiz benchmarks específicos, mas a agilidade no carregamento e renderização das páginas é muito boa, comparável ao do Chrome 42. Realmente a carga de compatibilidade com tecnologias de legado, removida no EdgeHTML, cobrava um alto preço em desempenho. Estou preparando uma postagem comparativa de desempenho entre os principais navegadores, aguardem!


O navegador Spartan

Compatibilidade

O Build 10061 manteve rigorosamente os mesmos resultados obtidos pelo 10049 e 10041: do meu rol de softwares apenas o Kaspersky Antivírus 2015 segue incompatível. Já o highlander Visual Basic 6 continua funcionando galantemente.



Em tempo, o 10061 está com um bug bizarro, já identificado pela Microsoft: aplicações desktop tradicionais não são mais iniciadas diretamente pelo menu Iniciar. Para rodar tais softwares é necessário criar um atalho para os mesmos na barra de tarefas ou na área de trabalho. Por estas e outras que não é recomendável instalar versões de testes em equipamentos de produção.

Conclusão

Como a Microsoft espera lançar o Windows 10 entre julho e agosto do presente ano, não podemos esperar mais nenhum novo grande recurso ou funcionalidade. O projeto já se encontra na sua fase final e desta forma a Microsoft está totalmente focada em aparar arestas, corrigir bugs e melhorar a usabilidade do sistema. Quanto ao Build 10061 em si, sem dúvida os seus grandes destaques são a possibilidade de redimensionar o menu Iniciar e o novo app Mail, uma versão compacta do velho e bom Outlook.

Veja também:

Comentários