Dicas Debian #5 – O pós instalação

No retorno das atividades do blog mostrarei os primeiros ajustes feitos logo após a instalação do Debian. Veja quais são eles! 🐧


Independentemente se você fez uma instalação limpa, dual boot ou ainda uma atualização a partir do Debian 10, chegou a hora de fazermos os primeiros ajustes no seu novo sistema operacional. Sigam-me os bons!

Configurando o sudo

Certamente que o sudo facilita bastante a operação e configuração do sistema, além de ser mais seguro pois não é necessário fornecer a senha do root a cada operação que requira privilégios elevados. No Debian as contas de usuário devem pertencer ao grupo sudo para poderem usar o recurso, e para tanto abra o terminal e digite o comando abaixo, fornecendo em seguida a senha do root:

$ su -l

Em seguida entre com o comando:

# adduser <nome do usuário> sudo

O resultado deverá ser como o mostrado abaixo, mudando apenas o nome do usuário:


Para finalizar digite exit para sair da sessão e reinicie o PC. O sudo deverá estar funcionando para o usuário adicionado.

Aparência

Caso você tenha optado pelo Gnome, o Debian 11 traz um pequeno utilitário chamado Ajustes que permite alterar alguns aspectos da interface, como aplicar um tema escuro (eu costumo utilizar o Adwaita-dark):
Habilitar os botões de maximizar e minimizar na barra de título é outro ajuste que eu recomendo:
Repositórios

Por questão de princípio o Debian habilita por padrão somente o seu repositório principal (main) que contem apenas softwares livres. Mas pelo utilitário Software & Updates podemos facilmente habilitar os demais repositórios, que são conhecidos como contrib e non-free:


Drivers

O kernel Linux suporta nativamente milhares de dispositivos e certamente a maior parte dos componentes do seu PC deverá estar funcionando out of the box após a instalação do Debian. Mas em algumas situações pode ser necessário usar drivers proprietários, como para placas de vídeo com chips da Nvidia (o driver de código aberto nouveau não oferece muitos recursos) e alguns adaptadores Wi-Fi.

Felizmente o pacote firmware-misc-nonfree contém drivers para uma ampla gama de dispositivos Wi-Fi. Após ter habilitado os repositórios contrib e non-free rode o seguinte comando:

$ sudo apt install firmware-misc-nonfree

Reinicie o PC e o seu adaptador Wi-Fi muito provavelmente deverá funcionar. Para instalar o driver proprietário da Nvidia o comando é este:

$ sudo apt install nvidia-driver

Após reiniciar o driver deverá estar positivo e operante:


Caso você tenha softwares que façam aceleração via GPU usando a tecnologia CUDA (tais como editores de vídeo) o suporte pode ser instalado com o seguinte comando:

$ sudo apt install nvidia-cuda-toolkit

No caso de GPUs AMD o melhor driver já está presente no kernel, mas de qualquer modo assim que puder farei testes em um PC com uma placa Radeon no Debian 11.

Layout do teclado

Se você, assim como eu, utiliza um teclado no formato americano (que não tem a tecla “ç” como os ABNT2) é preciso apenas uma simples configuração para deixá-lo plenamente operacional no Gnome. Para tanto, acesse as configurações do sistema, escolha a opção região & idioma e clique no botão + que fica na seção fontes de entrada.
Agora dê um clique nos três pontos:
Na tela exibida selecione outro, depois inglês (EUA, intern. alt.) e finalmente clique em adicionar para você ter o layout correto para o seu lindo teclado americano.
Até a próxima!

------------------
Neste ano de 2022 estou com um novo projeto pessoal (desenvolvimento de software) e assim pode ser que eu não consiga manter a periodicidade das postagens aqui, embora farei o possível para conciliar ambas as atividades. 😉

Um grande abraço e desejo a todos um próspero ano!

Comentários

  1. Dicas bastante úteis! Uma das minhas atividades pós-instalação do Debian é instalar o RetroArch para rodar jogos de videogames antigos no sistema! ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

Testando um Bulldozer

Santo Rufus!

Salvando uma placa 286