Efeito Ryzen: a AMD finalmente tirou o pé da lama #2

Saíram os números financeiros da AMD referentes ao segundo trimestre de 2018: a receita bruta foi de 1,76 bilhão, com um lucro líquido de 158 milhões. Os valores estão em trumps, logicamente. Para efeito de comparação, no primeiro trimestre a receita bruta foi de 1,65 bilhão com lucro líquido de 81 milhões.


Neste resultado a divisão de CPUs e GPUs contribuiu com uma receita de 1,09 bilhão, enquanto que os chips SoC (como os usados no Xbox One e PS4) tiveram receita de 670 milhões.

E pensar que no terceiro trimestre de 2015, pouco menos de três anos atrás, a AMD registrou um prejuízo de 197 milhões. Santo Ryzen! Eu também dei a minha modesta contribuição para este resultado, afinal comprei um Ryzen 7 2700X e uma placa-mãe X470, muito embora a última tenha sido por culpa da ASRock.

Informações: Hardware.com.br.

Comentários

  1. Imagina só se a AMD não tivesse essa recuperação, ou até quebrasse. Os consumidores estariam usando uma coleira no pescoço com o logotipo “Intel”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria terrível. Mas nem mesmo a Intel e a Nvidia querem que a AMD quebre, pois elas teriam que enfrentar as leis antitruste dos EUA (lei Sherman) e de muitos outros países.

      Excluir
  2. Peguei um Ryzen 5 2400G para ser meu novo PC PPTO (Pau Para Toda Obra) e realmente a APU faz milagre. Voltei feliz da vida. Só tenho que agora dar um jeito de passar o PC i5 para frente.

    ResponderExcluir
  3. Michael, Valério, os Ryzen 2xxx de vocês passam no teste do GCC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos, eu vi a notícia ontem aqui no blog. Vou rodar o teste mais tarde.

      Excluir
    2. Como nem mesmo o meu antigo 1700 deu problema, fiquei com preguiça de testar o 2700X.

      Excluir

Postar um comentário