Ubuntu, Nvidia e Wayland (um mês depois)

Após pouco mais de um mês de uso diário pude chegar a uma conclusão mais sólida sobre a viabilidade desta solução.


A nova safra de distribuições Linux como o Ubuntu e o Fedora chegou trazendo a promessa de, finalmente, integrar o driver proprietário da Nvidia ao compositor Wayland. Mas será que realmente essa combinação funciona? Bem, ao menos do caso do primeiro, digo que funciona parcialmente.

Como eu já havia demonstrado na supracitada postagem, de fato o Ubuntu 22.04 LTS consegue carregar o Gnome 42 sobre o Wayland e o driver 515 da Nvidia:


Os problemas vem depois. Falhas de renderização nas bordas das janelas são comuns, por exemplo, de uma hora para outra aplicações como o Chrome e o GIMP ficavam sem a barra de título, sendo necessário reiniciar as mesmas para corrigir.

Outra falha para a qual não encontrei solução é um incômodo screen tearing (quando a placa de vídeo envia ao monitor um novo quadro antes de finalizar a exibição do anterior, ficando a imagem com uma “quebra” com os dois quadros misturados e grande desconforto visual) que invariavelmente ocorre ao assistir vídeos de qualquer fonte, e também ao executar aplicações 3D como jogos.

Exemplo de screen tearing (vide a seta)

Enfim, deixo o meu conselho aos infelizes entusiastas do Linux proprietários de placas Nvidia: fiquem no velho X.Org ao menos até o driver da Nvidia ser finalmente integrado ao kernel, como acontece hoje com GPUs AMD e Intel. Claro que, depois de experimentar toda a fluidez trazida pelo Wayland voltar ao anacrônico X é brochante, mas é o que temos no momento. Infelizmente.

Talvez esse seja o empurrão que faltava para eu reviver dois projetos descontinuados. Aguardem as cenas dos próximos capítulos... 😉

Comentários

  1. Respostas
    1. Isso me remete àquela clássica cena do Linus mostrando o dedo do meio para a Nvidia...

      Excluir
  2. A versão do Ubuntu que mais gostei de usar até hoje foi a 16.04, acho que é a que tinha menos bugs. Ainda uso o Ubuntu 20.04 e estou com preguiça de migrar para a nova versão (provavelmente acabarei migrando nas próximas semanas)... Não tenho placa Nvidia (só Intel onboard e placas ATI), então penso que não terei problemas... Já pensou em desenvolver algum projeto com Slackware Linux ou com algum BSD?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

RIP IBM