E saiu o Windows 11 final

A versão final do novo sistema operacional das janelinhas está na praça. Faço também um ranking das versões do Windows que eu mais aguardei.


Hoje não é um dia no qual eu costumo fazer publicações, mas abri uma exceção em função do lançamento do Windows 11. A quem se interessar, a versão final do sistema está disponível para download aqui, tanto através da ferramenta Media Creation Tool ou baixando a ISO diretamente.

Sem dúvida o que mais chama a atenção no Windows 11 são os seus polêmicos requisitos, que exigem firmware UEFI com secure boot e o famigerado TPM 2.0, além de excluir processadores bem recentes como os Core de sétima geração e os primeiros Ryzen. Nas compilações de testes era possível burlar as verificações e instalar o sistema em hardware sem suporte oficial, resta saber se isto se manterá na versão final – qualquer hora dessas eu testo (testado: a dica continua válida).

Apesar da minha total falta de hype pelo sistema, por motivos profissionais manterei o Insider PC recebendo as compilações de testes, e provavelmente também colocarei a sua versão “estável” em alguma das minhas outras máquinas. Falando em hype, aproveitei a oportunidade e montei um pódio das versões do Windows que eu mais ansiosamente aguardei. Confira:

🥇 Windows 2000

Se o NT 4.0 marcou época por unir a interface do Windows 95 com o kernel NT, o 2000 foi além e incorporou também o suporte ao Plug and Play, ao DirectX e ao sistema de arquivos FAT32 (o que facilitava bastante o dual boot com o Windows 9X), mantendo a robustez e a sobriedade do seu antecessor.

Windows 2000 rodando no Rebuild #4

🥈 Windows 95

Por ser baseado no MS-DOS e no Windows 3.X, estabilidade e confiabilidade nunca foram os seus pontos fortes. Mas a sua interface gráfica revolucionou o mercado trazendo conceitos até hoje presentes, e pela primeira vez os PCs rivalizavam com os Macs em termos de usabilidade.

Windows 95 rodando no Rebuild #1

🥉 Windows 7

Sendo uma versão bastante polida e otimizada do mastodôntico Windows Vista, o 7 foi ansiosamente aguardado por mim (tanto que migrei para ele no dia do seu lançamento) por um simples motivo: eu estava de saco cheio do XP!

Windows 7 rodando no Rebuild #9

Faz tempo que não me empolgo com um novo Windows, o 7 foi o último. Já o decepcionante 11 acabou gerando um efeito contrário, me fazendo olhar novamente para um antigo amor da juventude. 💞

Aguardem as cenas dos próximos capítulos!

Comentários

  1. Vontade zero de migrar, o W10 21H1 está rodando tão bem, que vão evitar de mexer nele, acho que é a melhor versão desde o 1903.

    Sobre o W11, migração somente com um novo PC, que vai demorar mais um pouco, já que meu Xeon 1230v2 ainda me atende perfeitamente.

    Ainda vai sair o W10 21H2 né, espero que não mexam tanto na build atual que está muito bom, apesar que a partir de hj o W10 virou legacy, atualizações somente de segurança praticamente, melhor assim.

    Não tem como o W11 dar errado, já pegaram a base já estável e bem trabalhada do W10 pra fazer o "novo" sistema, já vai estrear um sistema bem otimizado e estável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vai sair o 21H2. Se a MS não mudar de ideia, esta será a última versão do W10 com suporte até 2025.

      Excluir
  2. Tão excitante quanto um desentupidor de privada. 😱

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk ou tão excitante quanto o programa da Fátima Bernardes!

      Excluir
  3. Tenho carinho especial pelo W2000, Acho que a minha família foi uma das poucas no mundo a pular a versão XP kkk

    Nosso primeiro PC foi um 386, com W3.1 (ou 3.11, não lembro), que foi vendido por motivos maiores, não lembro muito dele, apenas que gostava de jogar. O segundo foi o tanque de guerra com W98SE (Pentium 2, primeiríssimo de 233Mhz), esse ficamos por muito tempo com ele, tanto tempo que só fomos ter um PC moderno em 2008, já era um Core 2 Duo com Windows Vista (que rodava muito bem), 2GB-250GB em 2008 era algo extremamente grandioso, então não passamos pelo XP em casa. Lembro que a versão 64 Bits do Vista era muito bugada, não funcionando alguns apps do sistema como o Media Player, uma simples troca para o 32 bits já resolveu tudo.

    O PC com W98SE foi passado pra mim, e o sistema já estava sendo ignorado pelos apps atuais (da época, 2008), o XP achava pesado para o velho PII (já overclockado pra 350Mhz), então fui de Windows 2000, que rodava tudo que o XP rodava com o plus de ser mais leve, o idoso pc ganhou uma segunda sobrevida até finalmente morrer em 2013, ja com 15 anos de idade).

    Como o PC principal da casa era potente o suficiente para rodar o Vista sem problemas, não sentimos qualquer diferença de desempenho quando colocamos o 7 em meados de 2010

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal!

      A partir do 3.11 eu usei praticamente todas as versões do Windows, exceto os NT 3.X e o Me. Qualquer hora dessas faço uma postagem sobre isso. :-)

      Excluir
  4. Atualizei ontem no único PC compatível que tenho (um note de 12GB de RAM que comprei no início do ano). A instalação demorou horrores... Achei a nova barra e o Menu Iniciar meio esquisitos, porém ao menos me livrei do Windows 10 ( não aguentava mais usá-lo)... Notei que alguns aplicativos abrem mais rápido nessa versão, mas só posso tirar conclusões duradouras com mais tempo de uso. O meu Windows favorito e que usei mais tempo foi o Win 7!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante! Este note é Intel ou AMD?

      Excluir
    2. O note é um Lenovo Ideapad com AMD RYZEN.

      Excluir
    3. A atualização e instalação dos aplicativos da Loja do Windows está mais rápida do que no Windows 10. Porém não senti diferença na instalação das atualizações via Windows Update, para mim estas continuam lentas. Aliás, eu não entendo qual a dificuldade dos programadores da Microsoft em implementar um sistema de atualizações rápido como o encontrado no Linux! Nas distros que eu uso (Slackware / Debian / Ubuntu) as atualizações são baixadas e instaladas rapidamente, sem stress!

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana