Pink Computer (Parte 1 – Apresentação)

Montei um PC para a minha filha. Confira os componentes! 💓


Com a realidade atual de ensino remoto e outras demandas, ter um equipamento capaz de atendê-las é uma necessidade. E tendo em vista os custos inflacionados do hardware, recorri a alguns componentes que eu tinha disponíveis aqui. Vamos lá!

Processador – AMD Ryzen 5 1600 AF

O 1600 AF é baseado na microarquitetura Zen+ de 12 nm, contando com seis núcleos e doze threads. É um ótimo custo x benefício. Detalhes aqui e aqui.


Placa-mãe – Biostar Racing B350 ET2

É uma placa-mãe AM4 básica, mas plenamente suficiente para o projeto e se dá muito bem com o 1600 AF (com o firmware atualizado). Detalhes.


Placa de vídeo – Nvidia GeForce GTX 970 (EVGA SC)

Baseada na microarquitetura Maxwell, a veterana GTX 970 ainda dá um caldo atualmente. Detalhes aqui e aqui.


RAM – Patriot Viper DDR4-2666 (8 GB)

Oito gigabytes é o mínimo recomendável para as aplicações atuais.


SSD – Kingston UV400 (120 GB)

Unidade SATA-600 básica, com espaço suficiente para a instalação do sistema operacional e demais softwares. Detalhes


Disco rígido – WD Green (250 GB)

Conta com rotação variável e 8 MB de cache. Este projeto não possui uma grande demanda por armazenamento, e assim esta unidade é suficiente.


Cooler – AMD Wraith Spire

Dá conta do 1600 AF sem problemas, além de que o acabamento RGB garante muito mais desempenho ao conjunto! 😂


Fonte de alimentação – Aerocool KCAS (500 W)

Mais do que suficiente para a configuração. Possui certificação 80 Plus Bronze.


Gabinete – T-Dagger P03P

É um gabinete ATX torre média básico, todo cor-de-rosa. A minha filha adorou!


Sistema operacional – Windows 10 Pro

É o padrão do mercado. E até que vem melhorando em termos de estabilidade...


Até a próxima parte!

Comentários

Postar um comentário

Mais lidas da semana

Pentium versus 5x86

O restritivo Windows 11

Microsoft Batch 98