TuxBox (Parte 1 – Apresentação)

O TuxBox será o meu PC totalmente voltado para o Linux, que passará longe do sistema do tio Bill. 🐧

Em hardware (quase) tudo pode ser aproveitado, e das cinzas do primeiro Cobaia PC nasceu o TuxBox. Veja a seleção dos componentes!

Processador – AMD Ryzen 5 1600 AF

É um 2600 com corpinho de 1600! Baseado na microarquitetura Zen+ de 12 nm, conta com seis núcleos e doze threads e é plenamente adequado para o projeto. Detalhes.

Placa-mãe - MSI B450M PRO-VHD Plus

É uma placa intermediária, que conta com o chipset B450 e um dissipador no circuito de VRM. Certamente permitirá um overzinho no Ryzen 5 1600 AF. Detalhes.

Placa de vídeo – Nvidia GeForce GTX 1660 (Asus TUF Gaming)

Se no macOS usar uma GPU AMD facilita muito as coisas, no Ubuntu optar por uma Nvidia é uma boa opção pois o sistema já traz os drivers oficiais da fabricante diretamente na mídia de instalação, assim funcionando out of the box sem quaisquer dores de cabeça.

Baseada na microarquitetura Turing, a GTX 1660 é uma excelente GPU. Detalhes

RAM – 2x 4 GB Kingston HyperX Fury DDR4-3000

O Ubuntu é um sistema bastante frugal no uso da RAM, e desta forma 8 GB é uma quantidade plenamente suficiente para o projeto. Os módulos são CL15.

Que mané Intel XMP... aqui é AMD pourra! 😂

SSD – Kingston UV500 de 480 GB

No formato M.2 2280, conta com sinalização SATA-600. A capacidade é excelente para o projeto. Detalhes

Cooler – AMD Wraith Spire

Bem melhor do que o simplório modelo que originalmente acompanha o Ryzen 5 1600 AF. Ajudará no overclock. 😈

Fonte de alimentação – Thermaltake Smart de 600 W

Com certificação 80 Plus padrão, é plenamente suficiente para a configuração. Detalhes

Gabinete – Galax Quasar

Fazer postagens de unboxings de gabinetes é algo deveras enfadonho para este que vos escreve, além de darem pouquíssimas views. Assim apresentarei os novos gabinetes conforme forem sendo empregados nos projetos. 😉

O Quasar é um gabinete ATX padrão com painel lateral em vidro temperado, bastante estiloso.


O frontal conta com uma "fita" de LEDs coloridos:


Além dos conectores padrão, também há um botão para controlar o RGB: ativar este botão garante no mínimo 10 quadros por segundo a mais! 😄

Sistema operacional – Ubuntu 20.10

Começando pela versão 20.10, este PC terá sempre a mais nova versão estável do Ubuntu que for lançada. 🐧

Até a próxima parte!

Comentários

Mais lidas da semana

Salvando uma placa 286

Ficou feio

Avaliando o ReFS