Core i5 9600K, outro péssimo custo x benefício

Modelo intermediário da nona geração de processadores da Intel mantém a sina do primo rico Core i9 9900K: ter um custo x benefício muito desfavorável.


Uma vez que, mesmo grandes sites sobre hardware brasileiros como o próprio Clube do Hardware têm dificuldade para conseguirem componentes para testar, imaginem um mero blogueiro independente como este que vos escreve? Desta forma devo tomar como partida testes confiáveis para tecer as minhas humildes análises, no caso, o review do CDH sobre o Core i5 9600K.

Conforme o CDH levantou, o 9600K custa nos EUA (aqui é outra história) exatamente o mesmo valor do Ryzen 7 2700, um processador de oito núcleos e dezesseis threads, enquanto que o chip da Intel conta com seis núcleos e o mesmo número de threads. Pois bem, a média da diferença de desempenho entre ambos não chega a 1%! Como esperado, o 2700 espancou sem dó o 9600K em aplicações que utilizam múltiplas threads. A honra do processador da Intel somente foi resgatada em jogos, evitando desta forma um grande e constrangedor vexame.

E qual o motivo da discrepância nos jogos? O principal deles é a incrível falta de otimização de muitos títulos para usar uma maior quantidade de threads, enquanto que um segundo motivo são as frequências de operação mais elevadas do 9600K, que são de 3,7 – 4,6 GHz contra 3,2 – 4,1 GHz do 2700. Sem falar que a diferença nos jogos também depende fortemente da placa de vídeo utilizada.

Fico me perguntando o motivo de alguém em sã consciência comprar o 9600K, visto que pelo mesmo valor (nos EUA, é bom reforçar) você pode levar para casa o 2700, um chip que entrega um poder computacional consideravelmente maior? Nem apenas de jogos vive o homem! Sem falar que o TDP do chip da AMD é de apenas 65 W, o faz ele compatível com qualquer placa-mãe AM4, até as mais baratas. O TDP do 9600K é de 95 W, mesmo com dois núcleos a menos e sem HT/SMT.

O Ryzen 7 2700 é um dos reis do custo x benefício

Por fim, vale lembrar que o 9600K nada mais é do que um 8600K com um pequeno overclock de fábrica, visto que a microarquitetura é basicamente a mesma, a Coffee Lake. Assim, mesmo se você for do time “só jogo mesmo, vou de Intel e foda-se o resto” fará um negócio muito melhor se esperar pela queda de preços do 8600K, ou até mesmo comprar um usado.

Comentários

  1. Nesta altura de campeonato com os smartphone em todo o lugar a Intel possui o mesmo mercado como antigamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No mercado de servidores, de onde vem o grosso do dinheiro, ela ainda domina. No de desktops perdeu um pouco de participação para o Ryzen, mas ainda continua com uma certa vantagem.

      Os smartphones competem em outro nicho, afinal de contas todos nós precisamos de servidores (por motivos óbvios) e de PCs desktop para a produção de conteúdo - smartphones sem conteúdo para consumir são inúteis.

      Excluir

Postar um comentário