Projeto Ryzen Windows 7 abortado

Infelizmente o Windows 7, até mesmo pelo fato de ser um sistema de 2009, possui algumas limitações que tornam difícil implantá-lo no meu PC Ryzen.



Em princípio eu fiz tudo certo: apliquei o patch USB da ASRock no arquivo ISO da mídia do Windows 7 SP1 (veja mais detalhes aqui) e em seguida gerei um pendrive de instalação com o software Rufus no modo UEFI.

O pendrive até que inicializa, porém o processo de carga congela na tela “Iniciando o Windows”. Em uma rápida pesquisa descobri que o Windows 7 tem algumas limitações cruciais em PCs rodando no modo UEFI: primeiramente o CSM deve estar habilitado para os dispositivos de armazenamento e a unidade onde o sistema vai ser instalado não pode estar no formato GPT, mas sim no velho MBR oriundo do MS-DOS.

Como o meu PC Ryzen roda no modo UEFI nativo, sem qualquer módulo CSM ativado (nem mesmo para o RAID) e todas as unidades de armazenamento estão no formato GPT, ficou impraticável instalar o Windows 7 nele. Somente a partir do Windows 8.X há suporte completo para o UEFI e GPT, mas não vejo muito sentido fazer um dual-boot deste sistema com o Windows 10.

Desta forma, no meu caso o melhor para rodar o Windows 7 é uma máquina virtual parruda e/ou outro PC – estou pensando em usar o vindouro Projeto FX para a tarefa.

Comentários

  1. Na verdade, teria sim como Instalar o Windows 7 em UEFI+GPT.
    Ao menos no meu notebook que é um Dell com i5, consegui instalar o Windows 7 ativando a opção de "Enable Legacy ROM", mesmo com o HD usando GPT.

    Talvez, poderia tentar isso.

    ResponderExcluir
  2. Ativar o Legacy ROM é o mesmo que ativar o CSM. Infeluzmente não será dessa vez que saberemos como o lendário 7 se comporta num Ryzen.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. E realmente é uma pena que não teremos o Windows 7 no Ryzen... :(
      Como é o meu PC de produção, fica complicado mexer muito.

      Excluir

Postar um comentário