Unboxing e benchmarks: SSD Kingston UV400 de 120 GB

O UV400 é o mais novo SSD de baixo custo da Kingston, substituindo os modelos da série V300. Confira aqui se esta unidade apresenta um desempenho consistente com o seu custo.



As especificações técnicas do Kingston UV400 de 120 GB são as seguintes:

  • Chip controlador Marvell 88SS1074;
  • Interface SATA-600;
  • Formato de 2,5”;
  • Taxas de transferência sequenciais sustentadas de 550 MB/s para leitura e 350 MB/s para escrita;
  • Chips de memória NAND TLC.

É bom lembrar que na série UV400 também há modelos de 240, 480 e 960 GB, com características levemente distintas.

Como trata-se de um produto de baixo custo, não há nenhum kit de instalação ou adaptador para baias de 3,5”.


O corpo externo do UV400 é feito de alumínio, o que dá um ar “mais premium” ao produto.


Talvez os mais atentos tenham se lembrado, este SSD já foi brevemente apresentado na primeira postagem sobre o Core i5 2500K e a Radeon HD 5970. Nesta ocasião eu fiquei devendo uma análise sobre o desempenho desta unidade, débito que quito agora.

A configuração dos testes é a seguinte:

  • Processador Intel Core i5 2500K @ 4,8 GHz;
  • Placa mãe Gigabyte Z68X-UD3-B3 (Chipset Intel Z68);
  • Placa de vídeo AMD Radeon HD 5970 (fabricada pela XFX);
  • 16 GB de RAM Patriot Viper DDR3-1600;
  • Fonte de alimentação Seventeam V-Force de 850 W;
  • Gabinete Thermaltake Armor VA8000B;
  • Sistema operacional Windows 7 Ultimate x64 SP1, com todas as atualizações instaladas.

Maiores detalhes estão na supracitada postagem.

CrystalDiskMark

Os resultados sequenciais desta unidade ficaram bem próximos dos divulgados pela Kingston. O UV400 saiu-se muito bem neste teste, inclusive com resultados mais consistentes do que dois arranjos RAID 0 que já utilizei: com os Corsair Force LS e com os Kingston V300, antecessor do UV400. Atualmente tenho um arranjo RAID 0 com duas unidades AMD Radeon R3.


AS SSD

Os bons resultados mantiveram-se no AS SSD:


PCMark 8

No teste Storage do PCMark 8, o UV400 obteve uma marca de 188 MB/s, que é bem razoável. Para efeito de comparação, os dois Radeon R3 atingiram 266 MB/s neste teste.


Conclusão

O Kingston UV400 de 120 GB obteve bons números nos testes, principalmente em se tratando de um modelo de entrada. O único ponto negativo desta unidade é o fato de ela utilizar chips NAND de três níveis (TLC), ou seja, que gravam três bits de dados em uma mesma célula de memória. Tais chips possuem uma robustez menor do que os equivalentes de dois níveis (MLC) e principalmente em relação aos de apenas um nível (SLC). Porém justiça seja feita: praticamente todos os SSDs de baixo custo atualmente usam chips TLC.

Podendo ser facilmente encontrado no mercado local com preço abaixo dos 300 temers, este SSD é uma boa opção para ser utilizado como unidade de boot e para a instalação das suas aplicações. Espera-se apenas que a Kingston não faça com ele a mesma patifaria que fez com o antecessor V300.

Comentários