Mini review: smartphone Nokia Lumia 630

No intervalo de tempo entre o problema no Moto G2 e a aquisição do Asus Zenfone 2, um amigo gentilmente me emprestou um singelo aparelho Lumia 630 para quebrar um galho. E não é que o pequeno Nokia me surpreendeu? Confira aqui as minhas impressões sobre o aparelho.


Sobre o Lumia 630

O Lumia 630 é um aparelho de entrada projetado e fabricado pela Nokia antes da sua aquisição pela Microsoft, com o sistema operacional Windows Phone 8.1.


As suas especificações de hardware são as seguintes:

  • CPU Qualcomm Snapdragon 400 (Quad Core rodando a 1,2 GHz);
  • 512 MB de RAM;
  • 8 GB de armazenamento interno, com suporte a cartões microSD de até 64 GB;
  • Tela de 4,5” IPS com resolução de 854 X 480 (221 ppi, Gorilla Glass 3);
  • Bateria de 1830 mAh;
  • Câmera de 5 MP (sem flash).

Acabamento e expansividade

A tampa traseira deste Lumia é de plástico, o que não desabona em nada o aparelho até mesmo por ser um modelo simples:


Removida a tampa temos acesso à bateria (o que é ótimo pela possibilidade de substituição) e aos slots para os dois cartões SIM e para o microSD:


Câmera

Com apenas 5 MP e sem flash, a câmera deste modelo é fortemente dependente de uma boa iluminação – caso não haja uma as fotos perdem um pouco de nitidez como mostra o exemplo abaixo:


Sistema operacional e softwares

Como já mencionado o sistema operacional é o Windows Phone 8.1, com as suas peculiares live tiles:


Visto que o aparelho conta com apenas 512 MB de RAM não é possível atualizá-lo para o Windows 10 Mobile. Segundo o dono as versões de testes do Windows 10 (Insider Preview) até funcionam, porém o desempenho sofre degradação tanto que ele voltou para o 8.1.



O aparelho vem com uma gama razoável de softwares, muitos velhos conhecidos da família Windows:


Um exemplo é o Microsoft Office que já vem pré-instalado:


Microsoft Word

Outro exemplo é o navegador Internet Explorer 11, o qual apresentou algumas falhas de renderização:


Se você sentir falta de algum software pode tentar a sorte e procura-lo na loja de aplicativos oficial, a qual presumivelmente possui um acervo infinitamente mais limitado do que o Google Play ou a App Store. Nenhuma novidade aqui: é o preço que a Microsoft continua pagando por ter perdido o bonde do mercado mobile.


As aplicações mais populares até que não são problema:


Porém nas aplicações mais específicas é onde o bicho pega. É como o Teorema da Tostines: os desenvolvedores não produzem para Windows Phone/Mobile por estes terem poucos utilizadores, e os utilizadores não compram aparelhos Windows pela falta de apps.

Não ter nenhum app do Mestre é uma falha imperdoável

Desempenho surpreendente

É o aspecto mais positivo deste Nokia. Mesmo com apenas 512 MB de RAM a fluidez do sistema realmente impressiona, não há engasgos e as rolagens de tela são sempre suaves – muitos aparelhos Android de entrada e mesmo alguns intermediários passam vergonha perto do Lumia 630 neste aspecto, sem brincadeira. 😲

Conclusão

Sem dúvida o maior pecado do aparelho é contar com apenas 512 MB de RAM, o que impossibilita realizar uma atualização oficial para o Windows 10 Mobile que requer ao menos 1 GB - se não fosse por isto teríamos um aparelho de entrada muito razoável. A boa qualidade de construção típica dos Nokia clássicos se faz presente e passa uma impressão de robustez e durabilidade, além do ótimo desempenho.

Porém ficar preso no Windows Phone 8.1 pode ser um problema a médio e longo prazo pela provável redução do suporte da Microsoft, que compreensivelmente está concentrando todos os esforços no Windows 10. Este é o único motivo pelo qual não posso recomendar a compra do Nokia Lumia 630, o que realmente é uma pena.

Veja também:
Como atualizar o Asus Zenfone 2 para o Android 6
Demorou mas saiu: o Android 6 finalmente chega para o Moto G2
Windows 10 ARM

Comentários

  1. É justamente o aparelho que eu tenho desde 2014 hehehehehe uma coisa legal nele é a resistência da Gorilla Glass dele, já caiu de tela pra baixo até em chão de cimento "puro" e não aranhou hehehe só apresentar alguns pequenos sinais (quase imperceptíveis) quando ficou numa bolsa com areia da praia molhada. As fotos que o telefone bate tem até uma qualidade legal (uma amiga minha achou melhor até que a do Moto X dela). Só que não tem flash, ponto fraco não só pra tirar como foto como pra usar como lanterna. No escuro, tu tá lascado hehehe O telefone é ágil mesmo com o hardware ridículo para os padrões com 512MB de RAM (se fosse Android ia travar logo na inicialização hehehehe)... como sou um usuário que usa só pra ligar e usar "Zap Zap" até que serve bem. Só de vez em quando que tenho que reiniciar... a bateria também não dura nada se começar a usar bastante. Se ele tivesse flash e pelo menos 1GB de RAM tava perfeito pra mim, poderia migrar para o Windows 10 de boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei bastante do aparelho, se tivesse 1 GB de RAM seria um ótimo celular de entrada, não precisava nem melhorar a câmera.

      Excluir
    2. Pior que o flash as vezes faz falta, principalmente pra usar como lanterna. Já passei sufoco numa escadaria sem luz... precisei voltar e ir junto com alguém com celular com essa função hehehehe

      Excluir
  2. Não sei se já falei, mas tenho um Lumia 635 (versão do 630 com 4G com um único SIM, o resto é idêntico), mas com o Windows 10 Mobile, versão Anniversary Update, que instalou de forma oficial (não me pergunte o motivo disso ocorrer) pelo aplicativo oficial de atualização Update Advisor da MS. O aparelho fica sim mais lento do que com o 8.1, mas por outro lado você tem um sistema mais bonito, tem o Edge como navegador, mas não tem app nativo de rádio nem de podcast, como tem o 8.1, mas nada que não possa ser achado na loja. É um aparelho básico, uma pena que minha tela rachou toda e to sem grana pra um cel ou tela nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem os mesmos 512MB? Uau!!! Se não me engano os excelentes Mix Radio e o Here Driver+ da Nokia perderiam suporte... o Radio eu quase não uso (meu plano de internet móvel é ridículo e em casa não uso o telefone pra ouvir música) mas o Here Drive+ já me salvou algumas vezes, um bom GPS nativo do Lumia.

      Excluir
  3. O Here Maps e Here Drive+ não funcionam mais no WinMobile 10 porque são aplicativos escritos para o WinPhone 8 e a Nokia não quis torná-los UWP, então parou as atualizações pro 10, alegando muito esforço pra mantê-los rodando numa plataforma não suportada oficialmente. Eles abrem e já se fecham. Porém o Mapas da MS quebra bem esse galho, tá ficando tão bom quanto o Here Drive+ e continua usando os mapas fornecidos pela Nokia. Se eu voltar pro 8.1 usando o WDRT possivelmente os Here vão funcionar. Falando em desenvoltura e fluidez, o Lumia 520 (dual core de 1 GHz e 512 RAM) da minha namorada é mais rápido com o Win 8.1 que meu 635, que é quad core. Vai entender...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou eu dizer que o Lumia dela é mais rápido que o meu quando este também está com o Win8.1, imagine com o Win10...

      Excluir

Postar um comentário