Demorou mas saiu: o Android 6 finalmente chega para o Moto G2

(Antes tarde do que mais tarde ainda). Finalmente a Motorola cumpriu a promessa e liberou o Android 6 para o Moto G2 de 2014. Confiram aqui dicas paras as dúvidas mais comuns de quem já atualizou (como o famoso problema do cartão SD não ser exibido via conexão USB) bem como as minhas percepções do sistema e para o futuro.


A atualização

A atualização foi tranquila: desde a tela de notificação até a conclusão do processo passou-se cerca de uma hora, contando o tempo de download do Android 6 (pouco mais de 400 MB). Geralmente as atualizações fornecidas pelos próprios fabricantes são livres de maiores problemas, além de preservarem todos os seus dados e configurações. Mas como o velho Murphy às vezes surge sem ser convidado recomendo que dados realmente importantes sejam devidamente backupeados antes do procedimento.

Finalmente o Android 6 pintou no Moto G2


Depois de mais ou menos uma hora, tudo positivo e operante

A questão das permissões

Logo que concluí a atualização pintou uma notificação do OneDrive informando que eu tinha que conceder acesso às minhas fotografias. A mensagem não é muito clara: descobri depois que se trata de liberar o acesso ao sistema de arquivos para o aplicativo em questão, o que não é feito automaticamente.



Para resolver isto, abra o item Configurar – Aplicativos. Aperte o ícone indicado pela seta.



Agora selecione Permissões do app:


Selecione Armazenamento:



Observe que o OneDrive não conta com permissão para acessar o sistema de arquivos, basta habilitar para resolver a questão. Esta dica vale para qualquer outro app (legítimo) que também venha a enfrentar problemas com permissões.



Comportamento da conexão USB

O Android 6 tem uma maior preocupação com a segurança. Devido a isto, quanto conectado pela porta USB, por padrão o sistema habilita o modo de somente carregamento da bateria. O utilizador deve manualmente habilitar a transferência de arquivos a partir da notificação que é exibida.



Cadê o meu cartão SD?

Outra característica do sistema (ou seria um bug?) é não exibir o conteúdo do cartão SD via conexão USB no PC. Para resolver isto, desconecte o cabo USB e volte à configuração dos aplicativos mostrada anteriormente, selecione o ícone das opções (os três pontos) e escolha Mostrar sistema.



Abra o item Armazenamento de mídia



Selecione Armazenamento.



E finalmente Limpar Dados.



De volta à tela Armazenamento de mídia, selecione Forçar Parada. Agora reconecte o cabo USB e habilite a transferência de arquivos: os dados do cartão SD deverão ser exibidos. Se ainda assim não funcionar, desconecte novamente o cabo e acesse o item Configurar – Armazenamento e USB. Ejete o cartão SD.



Em seguida selecione novamente o cartão SD e o ative. 



Os dados do cartão finalmente deverão ser exibidos via USB. Ufa! Se continuar não funcionando, em último caso o aparelho deve ser reiniciado.

Finalmente os dados do cartão deram sinal de vida


Como já havia sido reportado pelo Blog parceiro Caixa Seca, esta característica afeta também o Moto G3 e vários outros aparelhos, não sendo uma exclusividade do já “idoso” Moto G2.

Percepções

Do Android 5 para o 6 não muda muita coisa, pelo menos em termos de usabilidade e interface. Uma pequena novidade muito bem-vinda é que agora podemos descartar definitivamente aquela pentelha notificação de que há recados na caixa postal - eu nunca os acesso pois acho um absurdo ser cobrado para isto como faz a minha operadora, a FIM.

Quanto ao desempenho, apesar de não ter rodado nenhum benchmark (acho que é muito preciosismo em mobiles), na minha percepção puramente empírica ficou a mesma coisa, talvez um pouco mais rápido em operações como rolar a tela. Realmente o Android vem evoluindo bastante neste sentido, em um passado não muito distante era comum atualizações do sistema transformarem aparelhos mais antigos (como é o caso do Moto G2 atualmente) em verdadeiras carroças. Ajuda também o fato de a Motorola aplicar um Android quase puro, sem tralhas pesadas como a TouchWiz e afins.

Por fim, embora com certa demora, a Motorola cumpriu a promessa e realmente liberou o Android 6 para o Moto G2, pelo qual a empresa está de parabéns. Mas não me iludo: como o G2 veio com o Android 4.4, no início de 2015 passou para o 5 e agora para o 6, muito provavelmente esta é a última grande atualização oficial para o aparelho. Mas não tem problema: quando sair o Android 7 coloco o Cyanogen e continuo sendo feliz.

Veja também:

Comentários

  1. Eu passo, é um 5.1 maquiado. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não muda quase nada, não vai perder muito.

      Excluir
  2. Como faco isto ?
    - descartar definitivamente aquela pentelha notificação de que há recados na caixa postal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, aqui no Android 6 basta dispensar a notificação que ela não volta mais, o que não acontecia no 5.

      Excluir

Postar um comentário