Os consoles recauchutados e a modinha do 4K

As últimas notícias dão conta de que a Sony e a Microsoft têm planos de lançar versões com hardware atualizado do PS4 e do Xbox One, e apesar de não ser propriamente um admirador destes consoles resolvi traçar algumas linhas sobre o assunto. Mas antes de entrar no mérito da questão, vou explicar o porquê de eu não gostar dos consoles atuais: simplesmente pelo fato de que eles já nasceram obsoletos. Onde já se viu aparelhos lançados em 2013 “se peidarem” para rodar os jogos a 1080p? Isto sem falar do alto custo dos títulos, principalmente no HuehueBr.

Pois bem, pelo visto as próprias fabricantes viram a shit que tinham feito e resolveram lançar uma versão turbinada dos seus produtos, prometendo inclusive rodar jogos em 4K (e sistemas de realidade virtual). Para tudo! Como é que é? Jogos em 4K? Será que a Sony e a Microsoft vão colocar duas GTX 1080 em SLI dentro da caixa dos consoles? Ou é isto ou então os jogos até poderão rodar em 4K, porém com tudo no low e a 30 FPS, nos mesmos moldes do que os consoles atuais fazem em 1080p.

Um dos grandes mantras dos “consolistas” era o seguinte: apesar de gastarem mais no software (jogos), eles não tinham que gastar com hardware durante toda a vida útil do console. Beleza, isto pode ter um fundo de verdade até a geração do PS3/Xbox 360, agora não mais. Mas Michael, a Sony e a Microsoft garantiram compatibilidade total com os consoles atuais! Não quero duvidar da palavra de empresas tão renomadas, porém assim como São Tomé, tenho que ver para crer. Não seria um absurdo supor que os novos jogos passem a exigir as versões atualizadas do PS4 e do XOne para uma experiência visual completa e/ou com todos os recursos, relegando os atuais a um limbo tecnológico com menos de cinco anos no mercado. Isto mesmo: o PS4/XOne pelo qual você pagou uma nota pode deixar de prestar bons serviços muito antes do esperado.

Podem me cobrar depois – se estiver enganado, serei o primeiro a reconhecer este grande fail meu como Pai Ambrósio. Conforme escreveu Bill Gates no livro A Estrada Do Futuro, prever o amanhã é algo ingrato: tudo o que você acertar será considerado óbvio, e o que errar, cômico.

Estariam o PS4 e o Xbox One sendo queimados muito antes do esperado?


Mas e a gênese de tudo? Além dos consoles turbinados, a modinha dos monitores 4K também chegou forte aos PCs. Nisto concordo com os que dizem que o capitalismo é uma merda. Vendo que todos estavam felizes com as suas TVs e monitores 720p/1080p, os fabricantes tinham que inventar uma forma de espalhar uma nova epidemia de “febre do upgrade” no mercado. Fracassaram miseravelmente com as TVs 3D, e assim apostaram todas as fichas na resolução 4K. Pelo visto deu resultado.

Não se deixem contaminar pela febre. Assim como potência não é nada sem controle (como já dizia aquela clássica propagada de pneu), resolução não é nada sem hardware. Do que adianta altas resoluções sem um bom compromisso entre qualidade de imagem e fluidez? E desculpem-me a sinceridade, mas 30 FPS para mim não é fluído nem aqui nem na China. Talvez o 4K somente comece a se tornar viável na próxima geração de GPUs (uma GTX 1080 sozinha não aguenta o rojão) e na de consoles (desconsiderando as versões reloaded do PS4/XOne).

Isso se até lá não estiverem querendo empurrar o 8K goela abaixo.

Veja também:

Comentários

  1. E o jogo do Mario?

    - Laura Pacheco

    ResponderExcluir
  2. Até onde eu entendi a Microsoft está fazendo um upgrade para entregar uma qualidade "HDR" com resolução 1080P e 60FPS, que é muito baixa ainda e chamando isso de 4K. Concordo que essa onda de "inovações" que fazem com que o hardware se torne obsoleto em pouco tempo é uma jogada capitalista, que forçam os usuários a migrarem seus consoles para os mais novo, eu que o diga, com o meu console ultra-ultrapassado Xbox 360...

    http://www.neowin.net/news/besides-4k-and-hdr-support-the-xbox-one-s-might-also-bring-better-game-performance

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não duvido nada de que o "4K" destes consoles seja um mero upscaling. E a febre do upgrade é ainda mais cruel no HuehueBr onde tudo é o absurdo de caro.

      Excluir
    2. Eurogamer levanta outra hipótese:

      http://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2016-xbox-one-project-scorpio-spec-analysis

      Até possibilidade da CPU ser baseada nos Zen é levantada. Improvável, mas se a AMD conseguisse colocar seus núcleos de gente grande no SoC daria, junto com a microarquitetura Vega da GPU, à Microsoft a dianteira na nova safra.

      Excluir
    3. 4K não é coisa para o Xbox One S. O 'S' é uma versão slim do trambolho que é o One original e estará disponível a partir de agosto deste ano. Praticamente é o mesmo hardware. Ou seja, poucos motivos para quem já tem o One migrar para o One S.

      No link que postei acima, o pessoal especula sobre o "Project Scorpio", que será compatível com 4K oficialmente e sairá no fim de 2017.

      Será absolutamente crucial para Sony e Microsoft manter os títulos compatíveis entre a safra atual e a futura 4K-ready.

      Excluir
    4. A única diferença do XOne original para o S é que este não tem a porta para o Kinect (não que faça muita diferença atualmente).

      Excluir

Postar um comentário