VirtualBox, aqui me tens de regresso

Como talvez vocês se lembrem, depois de uma série de problemas com o VirtualBox 4.3.X havia decido migrar para o VMWare Player, do qual na época eu realmente havia gostado bastante. Porém dois fatores me fizeram suspender a migração e dar mais uma chance ao veterano VirtualBox.

O primeiro deles é o fato de eu ter literalmente dezenas de máquinas virtuais, como vocês podem observar na imagem abaixo. Uma vez que o hardware emulado pelas duas soluções de virtualização é diferente, enfrentei muitos e diversos problemas para conseguir fazer funcionar no VMWare principalmente as versões mais antigas do Windows, que são várias. Decorrente deste houve outro problema: as versões mais novas do sistema do Uncle Bill solicitaram uma nova ativação (as minhas licenças são originais oriundas da minha antiga assinatura Technet) e não quis queimar ativações à toa. 

O segundo fator é que neste ínterim foi lançada a versão 5 do VirtualBox, a qual nos meus testes mostrou uma boa evolução e até o momento em que escrevo não apresentou as falhas que ocorriam nas versões 4.3.X. Como felizmente havia preservado um backup das minhas máquinas virtuais no formato do VirtualBox no meu servidor doméstico, foi muito fácil fazer o retorno. 

Quanto às soluções em si, ambas são muito boas e a escolha entre uma e outra é em função dos recursos que cada uma oferece. Gosto bastante das duas, fico com o VirtualBox pelo simples fato de ter começado a utilizá-lo primeiro e já contar com uma vasta biblioteca no seu formato.

Casamento com o VirtualBox reatado


Veja também:

Comentários

  1. Olá Michael , estou vendo que o sr tem uma bela coleção de ISOs do Windows, qual seu e-mail queria ver com o sr uma possibilidadede.
    Mauricio Junior
    junin663@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por gentileza utilize o formulário de contato:
      http://www.michaelrigo.com/p/foxyform-functiond-t-var-g-d.html

      Excluir

Postar um comentário