Dica rápida: preparando uma partição para a instalação do Windows 10

Por mais de que o Windows 10 tenha apresentado uma ótima forma na análise que fiz, ele ainda é um software de testes e assim não é recomendável utilizá-lo como o sistema operacional principal de um PC de produção. Como nem todos possuem um PC “reserva” para testes e como na data em que escrevo nem todas as soluções de virtualização são totalmente compatíveis (como o VirtualBox), em algumas situações pode ser necessário testar o novo Windows na sua máquina principal.

Nesta postagem mostrarei como preparar o dispositivo de armazenamento do PC (seja ele um SSD ou um disco rígido tradicional) para que o Windows 10 seja instalado sem alterar o sistema operacional principal, recurso este chamado de dual boot.

Esquema de particionamento para dual boot

Para que o Windows 10 seja instalado em dual boot e possa coexistir pacificamente com a outra versão do Windows atualmente utilizado, é necessário que ele seja instalado em uma partição diferente da qual o sistema operacional principal está utilizando. Para os menos versados no glossário técnico, a grosso modo uma partição é uma divisão feita em uma determinada unidade de armazenamento, a qual é vista pelo sistema operacional como se fosse um outro disco físico.

Para a criação de uma nova partição é necessário que haja espaço livre no disco de acordo com o tamanho da partição que se deseja criar. O problema é que nem sempre temos um espaço não alocado no disco, mas é possível facilmente reduzir o tamanho de uma partição para liberar espaço para uma outra.

Por mais simples que seja o procedimento, qualquer operação feita em um dispositivo de armazenamento envolve riscos para os dados presentes. Desta forma, FAÇA UM BACKUP de todos e quaisquer arquivos e pastas importantes que estejam no disco a ser manipulado.

O procedimento

Antes de mais nada, já fez o backup? Se sim, podemos prosseguir. Caso o disco seja mecânico, o primeiro passo para iniciar os trabalhos é rodar o desfragmentador de discos do Windows na partição que será manipulada. Se a unidade for um SSD você pode pular este passo.








Agora acesse o console de gerenciamento do Windows, o que pode ser feito clicando com o botão direito sobre o Meu computador (ou equivalente, dependendo da versão do Windows) e selecionar Gerenciar.







Selecione Gerenciamento de disco. Localize a partição que será redimensionada, clique com o botão direito sobre o seu ícone e selecione Diminuir Volume.





No campo Digite o espaço a diminuir entre com o tamanho (em MB) que será deixado sem uso, que será o tamanho da nova partição. No meu exemplo criei um espaço de 40.000 MB que equivale a aproximadamente uns 39 GB, visto que as unidades de medida de armazenamento utilizam notação binária e não decimal. Clique no botão Diminuir.






Criando e formatando a nova partição

Particularmente acho interessante já criar a partição para a instalação do Windows 10. Para tanto, clique com o botão direito sobre o espaço não alocado e selecione Novo volume simples.










Deixe o valor total preenchido.















Você pode alocar qualquer letra para a nova partição.













Mantenha selecionado o sistema de arquivos NTFS e se preferir entre com o nome do volume de sua preferência. Não altere as demais opções.







Tudo certo! A nova partição foi criada, formatada e está pronta para receber a instalação do novo Windows!



Inicie a instalação do Windows 10 e quando o utilitário requerer o local de instalação indique a nova partição. Será automaticamente criado o dual boot entre as duas versões do Windows que permite escolher qual sistema será carregado sempre que o PC for iniciado. Na postagem principal sobre o Windows 10 descrevo maiores detalhes sobre o processo de instalação.

Exemplo de menu de seleção dual boot

Um grande abraço e até a próxima!

Veja também:

Comentários