O Windows 10 é oficialmente apresentado

Agora é oficial: nada de 9, a próxima versão do sistema operacional da Microsoft será o Windows 10. Durante a conferência de imprensa realizada ontem, a empresa de Redmond oficializou o nome do novo Windows bem como também demonstrou algumas das suas novidades. Todos os detalhes você confere nesta postagem!

EDIT: a versão Preview acaba de ser liberada para download. Veja mais detalhes aqui!

O Menu Iniciar expandido do Windows 10


A grande novidade do Windows 10 reside no fato de que ele será o sistema operacional único da Microsoft. Desta forma, o Windows 10 substituirá o Windows 8.X, RT, Windows Phone e o sistema operacional do Xbox One (não há informações sobre o 360). Independente da plataforma (logicamente que ele deverá ter edições distintas com kernel x86 e ARM devido à variedade de dispositivos), o sistema tem por objetivo oferecer a mesma experiência em PCs desktop, tablets, smartphones e no Xbox, unificando também a loja de aplicativos.

Do ponto de vista dos desktops (no qual irei me focar aqui), o novo Windows terá uma função que detectará se o equipamento conta ou não com um dispositivo do tipo touch screen e com base nesta verificação alternará entre o modo desktop padrão com o menu Iniciar e o modo ModernUI (ou Metro...). Também haverão ajustes que permitirão que o utilizador defina manualmente qual tipo de interface deseja utilizar. Quanto ao menu Iniciar em si, ele é uma combinação do que existia no Windows 7 com a adição dos blocos dinâmicos do Windows 8.X.

Outra novidade que já era bastante especulada é a possibilidade dos aplicativos ModernUI rodarem dentro de uma janela, como qualquer aplicação comum:


Aplicativo ModernUI (Clima) rodando em uma janela


Aproveito aqui para abrir um parênteses: longe de me achar a última bolachinha do pacote, na época do pré-lançamento do Windows 8 eu tinha uma assinatura da ótima Technet (plano que a Microsoft infelizmente descontinuou) e avaliei todas as versões preliminares do então novo sistema. Um dos feedbacks recorrentes que forneci na época foi justamente uma sugestão para a implementação de uma rotina que testasse se o equipamento possui ou não uma tela touch screen e ajustasse a interface com base nesta verificação... tal recurso poderia ter evitado boa parte da grande rejeição que o Windows 8 carrega até hoje.

Mas voltando à nova versão, o Windows 10 terá um alternador de aplicativos melhorado...


Alternando entre aplicativos no Windows 10


... bem como também suportará desktops virtuais, permitindo que aplicações análogas sejam agrupadas em áreas de trabalho separadas.


Alternando enter diversas áreas de trabalho no Windows 10


O recurso das múltiplas áreas de trabalho é algo que sempre fez falta no Windows (pelo menos de forma nativa, sem o uso de softwares de terceiros) e é inexplicável o fato de que só agora a Microsoft o implementou, visto que o Mac OS X e diversas interfaces gráficas para o Linux possuem tal recurso há décadas.


Múltiplas áreas de trabalho no OS X...


... e no KDE 1, este diretamente dos anos 1990. Note os botões One, Two, Three e Four que alternavam entre as quatro áreas de trabalho disponíveis


Outras pequenas melhorias do Windows 10 estão na função Snaps, que permite dividir uma mesma tela em até quatro partes, e no Windows Explorer que traz algumas melhorias pontuais: agora ele mostra os arquivos visualizados recentemente e pastas mais acessadas, facilitando a navegação. O Prompt de Comando agora permite que textos sejam colados com a clássica combinação Ctrl + V.

Enfim, o Windows 10 é tudo aquilo que o 8 deveria ter sido desde o início. Mas como tudo indica que ele será gratuito para quem tem o Windows 8 ou 8.1 isto não pode soar como uma crítica à Microsoft, que embora tardiamente soube ouvir a opinião dos seus clientes e rever certas posturas, fato que merece a nossa empatia e sinaliza realmente que a empresa está se reinventando.

Para encerrar, a Microsoft prometeu soltar a versão Preview do Windows 10 a qualquer momento ao longo do dia de hoje - fique de olho neste endereço! Assim que eu puder testar a nova versão farei um review caprichado para os meus estimados leitores. Até lá!

EDIT 01/10/2014 17:32: o download foi liberado, para acessá-lo basta um rápido cadastro no Windows Insider Program. Para quem não quiser se cadastrar seguem os links para download dos arquivos ISO: inglês (64 bits), inglês (32 bits), português (64 bits) e português (32 bits). A chave de instalação da versão Preview é a seguinte:

NKJFK-GPHP7-G8C3J-P6JXR-HQRJR

Esta versão expira no dia 15 de abril de 2015 e os requisitos de sistema são os mesmos do Windows 8.X, a saber:

  • Processador: 1 GHz ou superior;
  • RAM: 1 GB (32 bits) ou 2 GB (64 bits);
  • Espaço livre em disco: 16 GB;
  • Placa gráfica: compatível com o DirectX 9 e resolução mínima de 1024 X 768;
  • Uma conta da Microsoft e acesso à Internet.

Veja também:
Minha experiência pessoal com o Windows 8.1 Update 1

Comentários

  1. MARAVILHOSO ADENONIS, o melhor Windows ever \m/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente tudo aponta que sim. Estou ansioso para testar a versão preliminar.

      Excluir
  2. Cadê o windows 9: -> http://i.imgur.com/p7eQQK3.png

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaaha é a explicação mais plausível! Muito boa!

      Excluir

Postar um comentário