Restaurando uma relíquia da Reserva de Mercado (Parte 2 - Funcionamento)

Retomando o assunto sobre o nosso querido clone nacional do PC-XT (que a partir deste texto me referirei apenas como "XT"), nesta postagem descreverei o desafio que foi fazê-lo voltar à vida depois de tantos anos desligado. Acredito que as informações contidas neste texto serão úteis à todos os retrowarers que quiserem restaurar PCs baseados nos processadores Intel 8088, NEC V20 ou compatíveis, que possuem barramento externo de 8 bits.

Processador NEC V20

Como havia antecipado na primeira postagem da série, ao abrir o PC notei que o mesmo não estava com a placa de vídeo presente. Mas mesmo sem uma, é possível apurar de forma básica o funcionamento de um equipamento. O liguei à rede elétrica, pluguei um teclado padrão AT e cruzei os dedos. Afinal das contas, o funcionamento de um equipamento parado por tantos anos é impossível de prever... o PC entrou em funcionamento e apitou indicando a falta da placa de vídeo, o que é um bom sinal pois indica que o processador está conseguindo se comunicar com os demais componentes da placa mãe. Legal!

O PC veio sem placa de vídeo. Note que os slots ISA são de 8 bits apenas

Em busca de uma placa de vídeo

O próximo passo foi conseguir uma placa de vídeo para ele, o que se tornou um desafio em função de que o processador NEC V20 possui barramento externo de 8 bits - logo os slots ISA são também de 8 bits apenas. Testei com a mesma placa de vídeo que havia utilizado em conjunto com o 286, uma WDC ISA de 16 bits, que infelizmente não funcionou (o XT continuou a apitar indicando a falta de uma placa de vídeo). Nem todas as placas ISA de 16 bits funcionam em slots de 8 bits, e este é um grande desafio para quem restaura máquinas baseadas na arquitetura do PC original e do PC-XT. Como curiosidade, placas ISA de 8 bits funcionam em slots de 16 bits sem problemas, mas o inverso nem sempre é possível.

Placa de vídeo WDC ISA de 16 bits, que infelizmente não funcionou em um slot de 8 bits

Desta forma, seria necessário buscar uma placa de vídeo no padrão VGA compatível com a placa mãe da nossa relíquia. Foi necessário muito garimpo em diversos sites de vendas on-line para conseguir achar uma placa compatível a um preço justo, até que finalmente consegui encontrar esta Trident 8900D, que funciona tanto em slots de 8 quanto de 16 bits. O trabalho de restauração podia continuar!

Placa de vídeo VGA Trident 8900D: compatível com slots ISA de 8 e 16 bits

Detalhe do chip

Instalei a placa de vídeo, pluguei o cabo do monitor na mesma, liguei o sistema e novamente cruzei os dedos... e não é que ele deu vídeo? Eureca! As mensagens indicam "XT 12 Mhz" e a quantidade de memória instalada (1 MB), além de uma enigmática mensagem "Teclado Travado ou Erro". Repare que as mensagens estão em português, outro claro indicativo que se trata de um equipamento produzido durante a Reserva de Mercado.

A nossa relíquia voltou à vida após décadas!

Superada a euforia inicial, percebi que o boot não passava disto. Mesmo desligando e ligando novamente o PC ele sempre parava aqui. Com certeza havia algum outro componente evitando o término da inicialização do equipamento. De volta à investigação... a vida de quem curte PC antigo é assim mesmo! :-)

A questão da controladora

Uma inspeção mais detalhada logo apontou o motivo: a placa controladora Super I/O estava com uma bateria que havia vazado oxidando vários contatos e componentes da placa. 

Placa controladora Super I/O que estava no XT. O tempo de inatividade foi cruel com ela

Bateria que vazou e oxidou

A oxidação se espalhou pela placa

Tristemente a recuperação de um componente neste estado é bastante difícil, não me restando outra opção a não ser utilizar outra controladora. Decidi testar a mesma controladora Super I/O Goldstar que havia utilizado com o 286, que é uma placa ISA de 16 bits, torcendo para ela funcionar no slot de 8 bits.  Felizmente ela funcionou perfeitamente no slot de 8 bits e foi reconhecida pelo XT! Eureca 2! :-)

Controladora Super I/O Goldstar

Com a controladora funcionando, pude perceber que o equipamento reconheceu a unidade de disquete de 5 1/4" e passou a requisitar um disquete de boot. Já quanto à mensagem "Teclado Travado ou Erro", até o momento em que escrevo não consegui rastrear a causa, mas ao menos ela não impede a inicialização do equipamento e o uso do teclado. Suspeito que seja algum mal-contato no mecanismo da chave de travamento do teclado.

A sequência de boot

Porém, a obtenção e geração de um disquete de boot compatível com o equipamento iria se mostrar mais um desafio para a conclusão dos trabalhos, que abordarei na próxima parte. Até lá!

Próximo:

Comentários

  1. Ressuscitando uma relíquia Jurrásica, tal qual um MSX ou um Amiga, muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! De onde saiu este tem muito mais.... rsrs

      Excluir
  2. Na imagem a peça que você marcou como capacitor, na verdade era uma bateria Ni-Cd:

    http://www.pilhaecia.com.br/baterias/323-bateria-recarregavel-tipo-bot-o-nicd-3-6v-60mah.html

    Acredito que essa placa Super I/O era uma placa ISA PNP !!!, como na época memoria flash ainda era novidade e caríssima, a solução mais usual para manter configurações era usar uma RAM CMOS + Bateria (recarregável ou não)... isso era comum ate em videogames da época,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Realmente é uma bateria! E esta solução de combinar uma memória CMOS e uma bateria realmente foi muito comum na época.
      Meus agradecimentos pela correção e a postagem será devidamente adequada. Um grande abraço!

      Excluir
  3. Tenho uns 4 antigos deste, tiver interesse chamar no whatsapp 44- 9 9804 1965.

    ResponderExcluir

Postar um comentário