Restaurando uma relíquia da Reserva de Mercado (Parte 3 - O Boot)

Saudações a todos! Nesta postagem farei uma atualização a respeito dos trabalhos de restauração do glorioso XT, carinhosamente apelidado de "XTzão"! :-) Pois bem, na parte anterior, o equipamento havia entrado em funcionamento porém não foi possível inicializá-lo com nenhum sistema operacional devido à algumas limitações do projeto da época. Conseguimos agora superar mais esta barreira! Confira conosco!

Placas de vídeo e Super I/O instaladas no XT

Questão de formatos

O maior desafio para a inicialização do equipamento se resumiu pelo fato de o seu firmware (BIOS) aparantemente suportar apenas disquetes de 5 1/4" de 360 KB (os chamados de dupla densidade) e não possuir um programa de configuração (o Setup), o que é algo comum nos equipamentos desta geração. No meu laboratório eu dispunha apenas de disquetes de 1,2 MB (de alta densidade), que são virtualmente idênticos aos de 360 KB:

Disquetes de 5 1/4", de 360 KB (esquerda) e de 1,2 MB (direita)

Com a ajuda do nosso querido 286, tentei forçar a formatação em 360 KB com a transferência do sistema operacional MS-DOS 6.22 para o disquete (através do comando FORMAT com a opção /S), mas não foi possível concluir o procedimento por um erro de mídia, o que era esperado visto que o arranjo de trilhas dos disquetes de 360 KB (dupla densidade) e dos de 1,2 MB (alta densidade) é bastante diferente. Tentei então formatar o disquete no seu formato nativo (1,2 MB), o que foi concluído e o sistema operacional foi transferido com sucesso sem nenhum problema.


80286 com a unidade de disquete de 5 1/4" e 1,2 MB

Como a unidade de disquete do XT era de somente de 360 KB, retirei a unidade de 1,2 MB do 286 e a instalei nele. Aparentemente a placa controladora Super I/O a reconheceu (o led piscou), porém o XT continuou pedindo um disquete de boot. Banho de água fria! Muito provavelmente o seu firmware está programado para buscar o sistema operacional em uma trilha e setor específicos do disquete, os quais mudam entre os modelos de 360 KB e 1,2 MB devido à diferença de densidade.


Unidade de disquete de 5 1/4" e 360 KB do XT

Em busca de um disquete compatível

Desta forma seria necessário providenciar disquetes de 360 KB, o que não foi uma tarefa fácil: a oferta deles nos sites de compra e venda não é muito grande e encontrá-los a um preço razoável também é uma tarefa difícil. A pesquisa, compra e recebimento levaram quase duas semanas mas consegui! Agora finalmente o XT poderia inicializar um sistema operacional!


O bendito disquete de 360 KB enfim em mãos!


Preparando e testando o disquete


Para a preparação do disquete de 360 KB também recorri à ajuda do querido 286. Removi a unidade de 360 KB do XT e a instalei no 286, que iria gentilmente "emprestar" o sistema operacional MS-DOS 6.22 que possui instalado no seu HD. Configurei a unidade no Setup do 286 para 360 KB e entrei com o comando FORMAT A:/S, que após uma certa espera retornou:

FORMATAÇÃO CONCLUÍDA
SISTEMA TRANSFERIDO

Tudo certo! Agora deveria retornar a unidade de disquete e a placa controladora Super I/O para o XT...


Unidade de 360 KB instalada no XT

... e ligá-lo cruzando os dedos. O resultado pode ser visto no vídeo abaixo (com som!):




Sim, o XT deu boot no MS-DOS 6.22! Eureka!



Infelizmente o boot parou aqui

Porém, a inicialização parou no prompt de solicitação da data e hora por um "simples" motivo: pressionar qualquer tecla (mesmo teclas "neutras" como Enter e espaço) no teclado gerava apenas caracteres aleatórios na tela. Pesquisando sobre o assunto, descobri que os PCs da geração do XT utilizam um outro esquema de sinalização elétrica para o teclado em comparação com os modelos surgidos a partir do PC-AT (286), apesar do conector ser o mesmo. Este fato pode explicar também a mensagem "Teclado Travado ou Erro". Mais um balde de água fria!

Para o prosseguimento dos trabalhos só resta a obtenção de um teclado compatível ou então encontrar alguma forma de alterar a sinalização de um teclado mais recente para o padrão do XT. Aguardem as cenas dos próximos capítulos! :-)


Próximo:

Restaurando uma relíquia da Reserva de Mercado (Parte 4 - Caçadores do teclado perdido)

Anterior:

Restaurando uma relíquia da Reserva de Mercado (Parte 2 - Funcionamento)

Veja também:
Vivendo na época da Reserva de Mercado de Informática
Ressuscitando um antigo 286 (Parte 3 – Instalando o MS-DOS 6.22)

Comentários