Apresentando a minha coleção de módulos e chips de memória antigos

Amigos leitores, nos mesmos moldes que fiz com a apresentação dos meus processadores antigos, nesta postagem mostrarei a vocês a minha coleção de módulos de memória, que também é um jeito diferente e descontraído de demonstrar a evolução da computação pessoal. Boa leitura!

EDIT 13/10/2015: novo layout e inclusão do tipo de memória DDR3.

42 módulos e dois chips de memória vos contemplam


Chips DIP

Estes chips de memória no formato DIP (Dual In-line Package) com capacidade de 128 KB cada um estavam no nosso guerreiro 286. Foi o tipo de memória mais usado com os processadores 8088 (PC original e PC-XT) e 80286. Com este último devem ser usadas aos pares por possuírem barramento de dados de 8 bits, enquanto que o 286 possui barramento de 16 bits.



Módulos SIMM-30 FPM

Em função dos problemas que haviam ao se manipular diretamente os chips de memória DIP, eles passaram a ser acondicionados em placas de circuito impresso chamadas de módulos - os primeiros deles foram os SIMM (Single In-line Memory Module) de 30 vias. Como são módulos de 8 bits, devem ser instalados aos pares em processadores que possuam acesso ao barramento de memória de 16 bits (8086, 286 e o 386 SX) e de quatro em quatro módulos em processadores com barramento de 32 bits (386 DX e 486). Geralmente possuem chips de memória com a tecnologia FPM (Fast Page Mode). Foram populares na época dos 80386 e dos primeiros 80486.



Módulos SIMM-72 FPM/EDO

Gradativamente os módulos SIMM de 30 vias foram sendo substituídos pelos de 72 vias, que são de 32 bits e podem conter chips FPM ou EDO (Extended Data Out) que possuem um melhor desempenho. Se forem usados em conjunto com um Pentium (que possui barramento de 64 bits) devem ser instalados aos pares. Foi uma tecnologia bastante usada com os 80486 mais recentes (e derivados como os AMD e Cyrix 5x86), com os Intel Pentium, Pentium MMX, Pentium Pro e com os AMD K5 e K6.


Módulos DIMM SDR

Os primeiros módulos DIMM (Dual In Line Memory Module) possuem 168 vias e barramento de 64 bits, e geralmente vem com chips de memória SDR (Single Data Rate) do tipo SDRAM (Synchronous Dynamic Random Access Memory) que são memórias sincronizadas com o sinal de clock do barramento ao qual estão conectadas (enquanto que as antigas memórias FPM e EDO são assíncronas - embora sejam raros, também existem módulos DIMM com chips de memória EDO). Possuem frequência típica de 66, 100 e 133 MHz. Foram populares com os Intel Pentium II e Pentium III, e com os AMD K6-2, K6-III, Athlon e Athlon Thunderbird. A partir das SDR todas as memórias são baseadas no conceito SDRAM (síncronas).


Módulos DIMM DDR

Os módulos DIMM DDR (Double Data Rate) possuem 184 vias e barramento de 64 bits. Diferentemente das SDR, as memórias DDR transferem dois dados por sinal de clock, alcançando uma mesma taxa de transferência que obteriam se estivessem rodando com o dobro da frequência. São mais comuns os módulos DDR-200 (100 MHz X 2), DDR-266 (133 X 2), DDR-333 (166 X 2) e DDR-400 (200 X 2). Foram mais usados com os Intel Pentium 4, com os AMD Athlon XP e com os primeiros modelos do Athlon 64.


Módulos DIMM DDR2

Tratam-se de módulos de 240 vias e 64 bits, e são a segunda geração dos chips DDR originais com melhorias no processo produtivo para alcançarem uma frequência mais elevada. São encontrados geralmente os módulos DDR2-533 (266 MHz X 2), DDR2-667 (333 X 2), DDR2-800 (400 X 2) e DDR2-1066 (533 X 2). Foi o tipo de memória mais usado com os últimos Pentium 4, com os Intel Core 2 Duo e Core 2 Quad, com os AMD Athlon 64 mais recentes e com os AMD Phenom de primeira geração. 


Módulos DIMM DDR3

A terceira geração das memórias DDR conta com 240 pinos e 64 bits, assim como as suas antecessoras DDR2, sendo que a sua principal vantagem é transferir o dobro de dados por pulso de clock. É o tipo de memória mais utilizada atualmente.


Módulos RIMM RDRAM

Os módulos RIMM (Rambus In Line Memory Module) em conjunto com os chips RDRAM (Rambus Direct RAM) foi um tipo de memória bizarro que a Intel tentou impor juntamente com os primeiros Pentium 4 lançados em 2000. É um padrão proprietário desenvolvido pela empresa Rambus - isto significa que qualquer outro fabricante que quisesse produzir chips e módulos desta tecnologia necessitava pagar royalties à Rambus, o que encarecia os produtos.

Apesar de operar em frequências bastante elevadas para a época (com versões de 266 até 800 MHz), possui duas grandes desvantagens se comparado aos chips DDR, seu principal concorrente: alta latência (a grosso modo, latência é o tempo que o chip de memória leva para iniciar uma transferência de dados) e barramento de dados de apenas 16 bits (mais tarde surgiram chips RDRAM de 32 bits), contra 64 bits dos módulos DIMM DDR. Outra característica peculiar deste tipo de memória é que era necessário usar módulos de continuidade nos slots de memória desocupados na placa mãe - tais módulos possuem a única função de propagar o sinal. 

Estas desvantagens anulavam as possíveis vantagens que os chips RDRAM poderiam ter em função da sua alta frequência de operação, além de custarem bem mais dos que os módulos com chips DDR. Felizmente nenhum outro fabricante entrou na onda e a Intel, sozinha, acabou aderindo ao padrão DIMM DDR, relegando a tecnologia Rambus ao esquecimento.


Módulos SO-DIMM

Os módulos SO-DIMM (Small Outline Dual In Line Memory Module) são versões miniaturizadas dos módulos DIMM para aplicação em notebooks e demais dispositivos compactos. Podem ser integrados com chips de memória do tipo SDR, DDR, DDR2 e DDR3.


Ufa! Acabamos por aqui, espero que tenham gostado!

Veja também:

Comentários

  1. Muito boa a coleção e bem explicado, a página deveria estar melhor posicionada no Google, foi difícil achar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Como não tenho um patrocinador master e tampouco estou associado a um grande portal, dependo bastante da divulgação feita pelos próprios leitores. Qualquer ajuda neste sentido é muito bem-vinda!

      Excluir

Postar um comentário