RetroTeste – Intel Pentium III Katmai

Lançado em 1999, o primeiro Pentium III trouxe a versão inicial do conjunto de instruções SSE. Confira aqui a avaliação dos modelos de 450 e 500 MHz.


Apesar da mudança do nome comercial de Pentium II para III, a primeira revisão deste famoso chip (conhecida pelo nome código “Katmai”) era basicamente o Pentium II Deschutes acrescido do conjunto de instruções SSE. As demais características eram as mesmas, tais como o formato de cartucho com a interface slot 1, a litografia de 250 nm, o barramento frontal de 100 MHz e o cache L2 de 512 KB operando na metade da frequência do chip.


Os meus exemplares do Pentium III Katmai: um modelo de 450 e dois de 500 MHz

A grosso modo, o SSE (uma abreviação de Streaming SIMD Extensions) consiste em um conjunto composto por 70 instruções voltadas para operações de ponto flutuante de precisão simples, ao contrário do MMX que manipulava apenas inteiros. O SSE também introduziu oito novos registradores de 128 bits (chamados de XMM0 a XMM7), enquanto que o MMX compartilhava os mesmos registradores x87 da unidade de ponto flutuante do processador. Assim os softwares otimizados podiam executar instruções x87 (ou MMX) e SSE de forma simultânea, o que otimizava o desempenho.



Benchs

Para não ter que ficar demonstrando a toda hora as plataformas de testes usadas, criei uma página que mostra todas elas. Confira lá! 👍

Como dizem, em processadores de mesma arquitetura “contra frequência não há argumentos” e assim o modelo de 450 ficou em média 10% atrás do de 500 MHz.


Em relação aos demais processadores testados pelo blog, como esperado os Pentium III Katmai dominaram os testes que envolvem ponto flutuante e os jogos, com os K6-2 e III conseguindo oferecer alguma resistência nos ensaios que usam somente inteiros.

Até a próxima!

Comentários

  1. Ótimo artigo, Michael! O Pentium 3 Katmai é basicamente um Pentium 2 mais rápido e com instruções SSE. Uma curiosidade é que existe um Pentium 3 Katmai de 600Mhz, cuja voltagem e aquecimento são maiores do que o normal... é um processador com overclock de fábrica, ainda que não anunciado como tal.

    O que chama a atenção no Pentium 3 é a variedade de barramentos (66Mhz dos Celerons até 133Mhz dos Pentium 3 mais rápidos), de núcleos (Katmai, Coppermine, Tualatin), tudo isso sob o SLOT 1 e o Socket 370, com direito a adaptador do Slot 1 para o Socket 370.

    Apesar de existir adaptações físicas do slot1 para o socket 370, o que mandava mesmo era a placa mãe, com atualizações de BIOS para suportar os processadores mais recentes e a qualidade das placas-mãe. Mais vale um Katmai numa ASUS do que um Coppermine numa PCChips da vida :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Mais vale um Katmai numa ASUS do que um Coppermine numa PCChips da vida"

      Certamente! Um ensaio da revista PCs na época mostrou exatamente isso, que as PCChips conseguiam capar o desempenho até dos Coppermine.

      Excluir
  2. Ah, esqueci de dizer... O Pentium 3 até o Katmai tinha o cache rodando à metade da velocidade do processador. O Pentium 3 Coppermine tem o cache full speed (ou seja, rodando na mesma velocidade do processador). Apesar de o cache do Pentium 3 Coppermine ser de 256KB (contra 512KB do Katmai), o fato de o cache do Coopermine ser full speed, torna este processador bem mais rápido que o Katmai.

    ResponderExcluir
  3. Tive um Katmai, acho que era 450 MHz, não tenho certeza. Vocês lembram que na época a Intel tinha um negócio em que a gente se cadastrava (tinha que comprovar que tinha um Pentium III?) e eles enviavam sem custo um material promocional? Recebi na época pelos Correios. Vinham panfletos, um CD com tranqueiras, etc. Já foi tudo pro lixo. Não consigo lembrar o nome. 😪 Também, já tem mais de 20 anos isso... nem lembro o que almocei ontem! kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://meusite.mackenzie.com.br/brito/pentiumiii/

      Acho que era o tal Intel WebOutfitter. Cruzes, hehe.

      Excluir
  4. Meu primeiro PC foi um PIII 750 numa pcchips M755LMR e se caso ativasse na BIOS a opção Load Best Performance Settings, desabilitava o cache L2 do processador e pra voltar só resetando a BIOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Best settings desabilitando o cache L2?? tem certeza que não era "slowest settings" ou "turtle settings"? :)

      Excluir
  5. Rsrsrsrsr, pois é deveria ser esse o nome, vai entender pcchips, tenho uma M755 da coleção e faz a mesma coisa é só ativar que a placa capa o L2 do processador.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana