Thunderdeb

Consegui rodar o Debian 11 em conjunto com o bravo Athlon Thunderbird. E olha, foi melhor do que eu esperava! 😲


Em termos de flexibilidade o Linux realmente é imbatível. Aqui o Debian fez jus à alcunha de ser o “sistema operacional universal” e rodou até mesmo no Retro Cobaia, que consiste basicamente em um Athlon Thunderbird de 1,2 GHz com a placa-mãe Asus A7V133-C e 512 MB de RAM PC133.

Uma vez que o Retro Cobaia é usado para testar placas de vídeo antigas ele não tem uma fixa, assim neste ensaio usei esta linda GeForce 3 Ti também da Asus:


Para o armazenamento foi utilizado este disco Seagate de 20 GB. Ele possui rotação de 5.400 RPM, 2 MB de cache e interface IDE/PATA-100 (UDMA 5).


Com o hardware devidamente apresentado vamos ao que interessa! 😀

A instalação

Para agilizar o processo optei pela instalação em modo texto, que tem as mesmas opções e funcionalidades da instalação em modo gráfico e assim achei desnecessário mostrar todas as etapas aqui. Como a placa-mãe não suporta inicializar pelo pendrive queimei um DVD com a versão de 32 bits do Debian.

Uma vez que o PC conta com apenas 512 MB de RAM decidi criar uma partição de swap de 4 GB, deixando o restante do espaço no disco para o sistema:


Optei pelo ambiente gráfico LXDE, o mais adequado neste caso.


A instalação levou em torno de duas horas.


A operação

E como será que o Debian 11 rodou? O valente Thunderbird conseguiu abrir até o LibreOffice e o Firefox ESR, embora com uma certa lentidão – algo compreensível dada a velocidade do disco rígido (conforme os testes do blog este Seagate possui uma taxa de transferência sequencial na casa dos 36 MB/s) e a diminuta quantidade de memória. Mas não deixa de ser um feito impressionante!

Neste caso uma imagem vale mais do que mil palavras, assim confiram em vídeo como foi a epopeia:


E aí, será que o Windows 11 rodaria em um PC de mais de vinte anos de idade? 😆

Comentários

  1. Show! Linux é o sistema operacional mais fantástico de todos os tempos, e veja bem, se você conseguir colocar 512 MB no Pentium II 400 com certeza ele rodará lá também. Uma dúvida, como é que ele rodou o Firefox, sendo que ele requer SSE2 pra rodar, o Thunderbird só tem até MMX.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, também achei que o Firefox não ia rodar... foi uma surpresa!

      Excluir
  2. Debian e Slackware (32 bits) são ótimos para PCs bem antigos, desde que o usuário saiba fazer uma instalação customizada! O meu note mais antigo (4GB de RAM) tem 10 (dez) anos e rodava Windows 8.1 até o ano passado. Quando o Debian 11 foi lançado não pensei duas vezes, eu formatei e instalei a versão 64 bits (com XFCE e MATE). O desempenho da máquina melhorou consideravelmente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino que o desempenho deve ter melhorado muito mesmo!

      Excluir
  3. Bacana!
    Agora fiquei empolgado e mais seguro para instalar no meu PC já meio antigo.
    Não vejo hora de desinstalar a porcaria do Mint que nem mantem a conexão de rede por muito tempo, e instalar o Debian.
    Pensei que ele só rodaria bem em PCs atuais, que fosse pesadão igual o Ubuntu.
    Acho que vou até instalar também num note antigo da Dell Core2duo que tá encostado.
    Obrigado por esse ótimo conteúdo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usando uma interface leve como o LXDE o Debian vai voar no Core 2 Duo. Acho que até o XFCE vai ficar muito bom.

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

RIP IBM