Dicas Debian #6 – Aplicativos populares

Neste episódio sobre o honorável Debian abordarei a instalação de alguns aplicativos populares que não estão nos repositórios oficiais. Confira! 🐧


Google Chrome

O popular navegador do Google pode ser baixado diretamente no formato DEB, que seria o equivalente do Debian aos arquivos de instalação MSI do Windows.


Entretanto o Debian poderá estar configurado para abrir tais arquivos com o software de compactação. Para alterar isto clique com o botão direito no arquivo e selecione abrir com outro aplicativo. Na lista exibida escolha a opção instalação de programa:
Feito isto basta um duplo clique no arquivo .deb para abrir a interface de gerenciamento, e por fim clicar em instalar para concluir o processo. Será solicitada a senha para os privilégios elevados, a qual será a sua própria caso você tenha ativado o sudo, ou a senha de root caso contrário. Além da instalação o Chrome automaticamente incluirá o seu repositório no sistema para o recebimento das atualizações.
Spotify

A melhor forma de instalar o software é incluir o seu repositório oficial no sistema, o que também manterá ele sempre atualizado. Aqui mostrarei como fazer o procedimento totalmente pela interface gráfica, ideal para os que detestam digitar longos comandos no terminal.

O primeiro passo é incluir a chave de autenticação deste repositório, a qual pode ser baixada aqui. Agora abra o utilitário Software & Updates, clique na aba autenticação e por fim no botão importar arquivo de chave:
Selecione o arquivo baixado:
Agora é a hora de adicionar o repositório. Clique na aba other software e então no botão adicionar:
Insira a seguinte linha, como mostrado abaixo:

deb http://repository.spotify.com stable non-free
Repositório adicionado:
Ao fechar o utilitário recarregue a lista de pacotes:
Resta apenas instalar o Spotify com o comando:

$ sudo apt install spotify-client

VirtualBox

Embora seja possível baixar o popular software de virtualização diretamente no site oficial, considero que a melhor alterativa seja utilizar um repositório mantido pela própria equipe do Debian: trata-se do Fast Track, que traz versões atualizadas de pacotes não presentes nos repositórios padrão.

Primeiro instalaremos as chaves de autenticação, o que pode ser feito com o comando:

$ sudo apt install fasttrack-archive-keyring

Se na instalação do Spotify mostrei como adicionar repositórios pela interface gráfica, aqui farei o procedimento pela linha de comando. Edite o arquivo sources.list usando o seu editor favorito, aqui usei o gedit:

$ sudo gedit /etc/apt/sources.list

No final do arquivo cole as seguintes linhas:

deb https://fasttrack.debian.net/debian-fasttrack/ bullseye-fasttrack main contrib

deb https://fasttrack.debian.net/debian-fasttrack/ bullseye-backports-staging main contrib
Salve o arquivo e feche o editor. Agora rode o seguinte comando para atualizar a lista de pacotes:

$ sudo apt update

Para instalar o VirtualBox o comando é este:

$ sudo apt install virtualbox

O pacote de extensões pode ser instalado com o comando:

$  sudo apt install virtualbox-ext-pack

Basta agora apenas aceitar os termos de licenciamento e pronto!
Por fim, uma última configuração é necessária: para usar dispositivos USB nas máquinas virtuais o seu usuário deve estar no grupo criado pelo VirtualBox, o que pode ser feito pelo comando:

$ sudo adduser <nome do usuário> vboxusers

Substitua a tag "nome do usuário" pelo da sua conta.

Bônus: padronizando a aparência das aplicações no Gnome

Uma vez que o VirtualBox (assim como muitos outros softwares) é desenvolvido usando as bibliotecas do KDE, ele fica com a interface fora do padrão no Gnome:


Há um pequeno utilitário que permite uniformizar as interfaces, o Kvantum, que já está presente nos repositórios oficiais do Debian. Para instalá-lo basta rodar o seguinte comando:

$ sudo apt install qt5-style-kvantum

Em seguida insira a seguinte linha no arquivo de preferências do usuário, com o comando:

$ echo "export QT_STYLE_OVERRIDE=kvantum" >> ~/.profile

O resultado será este:
Agora abra o Kvantum e na guia Alterar/Excluir Temas selecione o desejado. Como uso o Gnome com o tema escuro selecionei o KvGnomeDark, clicando em seguir no botão usar este tema:


Agora faça um logoff e login novamente com o seu usuário para ativar a alteração. A interface do VirtualBox deverá estar no padrão do Gnome:


É isso aí! Vale lembrar que todas as postagens sobre o Debian podem ser vistas aqui. Até a próxima!

Comentários

Postar um comentário

Mais lidas da semana

RIP IBM