Rebuild #8 – Quad Speed (Parte 3 – Over & Benchs clássicos)

Na terceira parte da oitava temporada da série Rebuild, será mostrado o overclock do Core 2 Quad Q9450 e os resultados na suíte de benchmarks clássicos. Confira comigo, e não é no replay!

Primeiramente, vale a pena conferir a seleção de componentes e a montagem do Rebuild #8 caso você ainda não o tenha feito. 👍

Quero ser Extreme!

Como diria aquele velho deitado, o Core 2 Quad Q9450 é um lobo em pele de cordeiro. Ele não é um dos quads mais procurados e por isso custa muito pouco principalmente no tio Ali, mas basta subir a frequência do FSB dos 333 MHz originais para 400 MHz para transformar o pacato Q9450 em um poderoso Core 2 Extreme QX9775, processador topo de linha do soquete LGA 775.

Isto é possível pois ambos os processadores possuem exatamente o mesmo multiplicador e a mesma quantidade de cache (12 MB), diferindo apenas na frequência do FSB.

Quanto à RAM, os módulos Geil Enhance Corsa DDR3 não funcionaram com estabilidade acima dos 1333 MHz de forma alguma, mesmo sendo módulos de 1600 MHz. Vale lembrar que o chipset Intel P45 suporta no máximo módulos DDR3 a 1333 MHz, e na plataforma LGA 775 o controlador de memória fica no chipset (mais precisamente no chip ponte norte) e não no processador.

E o melhor: esta transformação não requereu nenhuma alteração na tensão de alimentação do processador, ao menos no meu exemplar. 😃

Benchs clássicos

Antes de partir para a tabela de resultados, vou ilustrar a postagem com algumas belas imagens da suíte dos benchmarks clássicos, começando pelo 3DMark 2000:

Esmagando a concorrência no Sandra 99.

O conjunto do Q9450 turbinado juntamente com a Radeon HD 5870 permite bons resultados tanto no 3DMark 2006 (DirectX 9) quanto no Vantage (DX 10).


No GLQuake foram 1359 FPS, no Quake II 897 FPS e no Quake III o resultado foi nada menos do que 839 FPS. Está bom para você? 



Mas vamos aos resultados!

Teste Stock Overclock Diferença
Super PI 1M (segundos) 17 14 -21,43%
3DMark 2000 Pro (score) 30679 36730 16,47%
3DMark 03 (score) 71106 77464 8,21%
3DMark 05 (score) 18362 22148 17,09%
3DMark 06 (score) 15648 18719 16,41%
3DMark Vantage (score) 15033 16983 11,48%
Sandra 99 CPU (MIPS) 12414 15247 18,58%
Sandra 99 FPU (MFLOPS) 4475 5404 17,19%
Sandra 99 Memory Bandwidth (MB/s) 8925 14214 37,21%
Quake (FPS) 771,6 922,2 16,33%
GLQuake (FPS) 1112,6 1359,4 18,16%
Quake II (FPS) 786,3 897 12,34%
Quake III (FPS) 717,8 839,7 14,52%
Unreal Tournament 99 (FPS) 59,96 73,28 18,18%
Unreal Tournament 2003 Flyby (FPS) 429,7 522 17,68%
Unreal Tournament 2003 Botmatch (FPS) 145,2 176,5 17,73%

Bem, os ganhos em overclock foram excepcionais. Vale lembrar que, por algum motivo que desconheço, o 3DMark 2001 SE não roda de jeito nenhum em conjunto com GPUs AMD modernas e por isto o mesmo ficou faltando na tabela.

Quanto aos demais PCs clássicos já testados pelo blog, sem nenhuma surpresa o Rebuild #8 ficou consideravelmente na dianteira. Quadão mito! 😎

Até a próxima parte!

Comentários

  1. Eu sabia que ele é fera!!!
    O meu é um Q-9550 com win7 e uma placa de video GTX-1050 Zotac.
    Eu lembro que teve um bom resultado no Cine bench 15, mas não me lembro dos números.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tentou subir o FSB dele para 400 MHz? O bicho vira um capetinha! 😈

      Excluir
    2. Não tentei!
      Acho que quando tiver um tempinho pra jogar vou fazer isso!

      Excluir

Postar um comentário