Dicas Linux #6: Movendo a partição home

A partição /home no Linux armazena arquivos pessoais do utilizador e também informações de configuração das aplicações, e a maioria das distribuições não traz um utilitário pronto para mover a home para outra unidade, nos obrigando desta forma fazer o procedimento “na unha”. Mas não é nada do outro mundo!


No meu caso eu necessitava mover a partição home de um disco rígido para um SSD, o Rise Mode de 1 TB. O primeiro passo é formatar a unidade de destino com o sistema de arquivos ext4, o que pode ser feito facilmente pelo utilitário Discos do Ubuntu (caso você use outra distribuição, verifique qual é o utilitário apropriado).

Aqui o SSD estava formatado em NTFS sendo necessário neste caso o reformatar, o que pode ser feito clicando no botão com as engrenagens. Um detalhe importante é que o disco deve estar desmontado antes de iniciar o processo.


Se o seu PC tiver firmware do tipo UEFI, use a opção GPT. Caso seja uma BIOS de legado (ou UEFI com o módulo CSM habilitado) use o método MBR.


É solicitada uma confirmação:


Com o disco limpo, é hora de criarmos a partição que abrigará a /home. Para tanto, clique no botão “+”.


Defina o tamanho da partição:


Use o sistema de arquivos ext4. O preenchimento do nome do volume é opcional.


Com a nova partição criada, copie (usando o botão direito do mouse) o identificador UUID da partição, como mostrado abaixo. Ele será importante na sequencia.


Precisamos agora editar o /etc/fstab, que é um arquivo de configuração dos sistemas de arquivos e pontos de montagem. No terminal use o seguinte comando:

$ sudo gedit /etc/fstab


Será adicionada uma linha para montar a partição que acabamos de criar, conforme mostrado abaixo.

UUID=XXXXXX     /media/hometmp   ext4    defaults   0    2

O identificador UUID é aquele que você copiou no utilitário de discos. Salve o arquivo.


Agora iremos criar a pasta para a montagem da nova partição, e em seguida montar todas as partições ainda não montadas:


Chegou o momento de copiar os arquivos da antiga partição home para a nova. Para isto é melhor usar o velho e bom rsync, pois ele também copia arquivos ocultos e de sistema, além de preservar as permissões de acesso originais e demais atributos.

$ sudo rsync -Cravzpt /home/usuario /media/hometmp

Substitua o “usuario” pelo nome da sua conta pessoal, conforme mostrado no exemplo abaixo:


Aguarde o término do processo...


Para finalizar, volte ao arquivo /etc/fstab e inverta os pontos de montagem: a antiga /home vai para a /media/hometmp e a nova partição vai para a /home:


Agora basta reiniciar o PC e feito!

A antiga partição home ficará montada na pasta /media/hometmp. Quanto você tiver certeza de que tudo correu bem e que todos os arquivos foram copiados com sucesso (principalmente os pessoais), abra o /etc/fstab e comente a linha que monta esta partição adicionando o símbolo # no início da mesma. Feito isto, você pode formatar a partição ou mesmo remover o disco sem problemas. 😉

Comentários

  1. Das opções -Cravzpt do rsync, algumas sugestões:

    -C talvez não seja uma boa. Fará o rsync não copiar certos arquivos (*.bak, *.orig, etc). Para esse tipo de cópia, acho melhor copiar tudo.

    -a automaticamente seleciona -r (desde que --files-from não seja especificado).

    -z comprime/descomprime os arquivos durante a transferência. Não vejo utilidade para copia local (mais útil pra transferência via rede).

    -p está incluso em -a.

    -t está incluso em -a.

    Portanto, ficamos com:

    rsync -avh ...

    (adiciono -h para usar unidades de tamanho amigáveis ao invés de bytes)

    ResponderExcluir
  2. Ótimas dicas!
    Eu deixei minha home em outro disco ( e o linux no ssd.
    Michael, mudei meu email. Meu nome saia como Eduardo (dos Estados Unidos, lembra?). Na opção, sempre mostra meu email, e queria que aparecesse só o nome.
    Tem como editar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está logado com uma conta Google? Pode ser por isso...

      Excluir
  3. Sim!
    Mas acho que consegui editar agora. Entrei no “Blogger. Com” que aparece ao lado.
    Então: antigo “Eduardo” para novo: Eduardo_H”
    É aquela famosa frase: “As vezes a solução está debaixo do nariz e a gente não vê!” Kkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário