Unboxing: placa-mãe Asus Prime A320M-K

Renegadas como o patinho feio da plataforma AMD, as placas-mãe com o chipset A320 são encontradas a preços bem convidativos e podem ser suficientes para inúmeras aplicações. Veja aqui a apresentação da Prime A320M-K, a placa AM4 mais barata da Asus.


Abrindo a caixa:


Eis a Asus Prime A320M-K, que possui o formato Micro ATX e conta com dois slots para módulos DDR4 de até 3200 MHz.


A placa conta com um slot PCI Express 3.0 x16 controlado pelo processador e dois 2.0 x1 controlados pelo chipset A320, além de quatro portas SATA-600. A seta indica um slot para SSDs M.2 NVMe (com conexão PCIE 3.0 x4) ou SATA.

O círculo indica a trilha do sinal de áudio, que é gerado por um codec Realtek ALC887 com relação sinal/ruído de 97 dB. No centro vemos o chip controlador Gigabit Ethernet Realtek RTL8111H.


Aqui vemos o circuito regulador de tensão que conta com seis fases. Indicado pela seta está o chip controlador Digi+ ASP1106GGQW.


Estas são as conexões do painel traseiro, da esquerda para a direita:

  • Portas PS/2 para teclado e mouse;
  • DB15 (VGA);
  • HDMI;
  • Duas portas USB 3.0;
  • Duas portas USB 2.0;
  • Porta Gigabit Ethernet e duas portas USB 3.0;
  • Saídas de áudio analógico.

Apesar do chipset A320 oferecer suporte, não há portas USB 3.1 Gen 2.


O kit é bastante enxuto, o que era de se esperar para uma placa de entrada: espelho traseiro, um pequeno manual de instalação, dois cabos SATA, um parafuso de fixação para SSDs M.2 e um DVD que ninguém usa.


Conclusão

Por não suportar overclock no processador, o chipset A320 nunca foi muito celebrado dentro da plataforma AM4. E conforme o anunciado pela AMD na apresentação dos Ryzen 3000, as placas com esse chipset também não suportarão os novos Ryzen, o que fez diminuir ainda mais o interesse pelas mesmas - muito embora na data em que escrevo há rumores de que alguns fabricantes oferecerão suporte aos novos modelos nas placas A320, assim só nos resta aguardar.

De qualquer modo, se você não pretende usar um Ryzen de terceira geração e não liga para overclock, comprar uma placa A320 pode ser uma boa alternativa para montar um PC de baixo custo (eu encontrei este exemplar em uma promoção por menos do que 250 mitos!), ou então para economizar e poder gastar mais em outros componentes como a placa de vídeo, no caso de um PC Gamer.

Dentro deste nicho, a Asus Prime A320M-K é uma boa escolha pela qualidade de construção. O seu único ponto negativo é não possuir uma porta USB 3.1 Gen 2, mas é algo não muito importante para uma grande parte do seu público, eu incluso.

E outra peça do novo projeto foi mostrada. Tchan tchan tchan... 😁

Comentários

  1. Acho que o 3900X casa melhor com essa placa do que com a X570, hein!? Só pela graça da coisa :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente, sem falar da adrenalina de que o VRM da placa poderá torrar a qualquer minuto! :-)

      Excluir
  2. Vi na sua postagem sobre HTPC que você escolheu esse placa-mãe, mas o HDMI dela é 1.4b, hoje, nesse tipo de PC já seria mais interessante se tivesse a versão 2.0, pois como ficam conteúdos 4K HDR 60hrz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui não terei uma TV 4K por um bom tempo ainda... de qualquer modo, vou usar uma placa de vídeo avulsa já que o processador é um Ryzen normal, sem GPU integrada.

      Excluir

Postar um comentário