Efeito Ryzen: a AMD finalmente tirou o pé da lama #3

Confirmando os bons prognósticos vistos ao longo do ano passado, a AMD fechou o período com resultados financeiros bastante positivos, para a nossa alegria! 😁


Vamos aos números: em 2018 a receita da AMD foi de respeitáveis 6,48 bilhões de trumps, representando um aumento de 23% em relação a 2017. A receita operacional foi de US$ 451 milhões, com um lucro líquido de US$ 337 milhões. Para uma empresa que acumulou prejuízos por anos a fio até o lançamento do Ryzen, o resultado é espetacular! Sem dúvida o sucesso deste processador foi o divisor de águas para a AMD, também em termos financeiros.

Por fim, gostaria de deixar claro uma coisa, principalmente aos que caírem aqui vindos diretamente do Google e não conhecem o meu trabalho: eu sou um garoto fã sim, mas do meu bolso e de uma competição saudável. É inegável que o sucesso do Ryzen fez a Intel sair da letargia, agitando um mercado que estava completamente estagnado. Os maiores beneficiados fomos nós, consumidores, que agora temos muito mais opções e produtos melhores para escolhermos.

Espero que isto aconteça também no mercado de chips gráficos. Mesmo sendo usuário de produtos da Nvidia há anos, em minha opinião a AMD precisa urgentemente apresentar um produto que faça neste mercado o que o Ryzen fez no de processadores. Assim a Nvidia não poderia mais se dar ao luxo de realizar experimentalismos, e cobrando muito caro ainda por cima.

Fonte: TechPowerUp.

Comentários

  1. Eu tenho uma boa experiência com processadores amd, meu primeiro pc veio com um Sempron, anos depois tive um phenon II, e atualmente utilizo um notebook Asus X45U com um AMD C-70 with Radeon e por incrível que pareça nunca tive problemas com esses processadores. Se fosse um processador qualquer meu notebook já tinha ido pro saco, não que os outros fossem ruim, mas tenho preferência por AMD pois são mais duráveis e tem me mostrado um bom desempenho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário