Até que enfim, Motorola!

Antes tarde do que mais tarde ainda! Finalmente o Moto G5S Plus foi atualizado para o Android 8.1 “Oreo”. Mas quase nada mudou.


No apagar das luzes do Android 8.1 (o 9 já está no forno), a Motorola finalmente o liberou ao seu aparelho mainstream da geração anterior, o Moto G5S Plus Tabajara. E lambam os beiços, pois a empresa já informou que esta será a primeira e única grande atualização para o aparelho. 

Bons tempos em que as empresas forneciam ao menos duas atualizações aos seus aparelhos. Por exemplo, o meu Samsung Galaxy SIII começou no Android 4.0 e foi atualizado para o 4.1 e finalmente o 4.3, sem falar que depois instalei nele o finado Cyanogen baseado no Android 4.4. O Moto G2 começou no 4.4, pulou para o 5 e depois o 6. Já o Asus Zenfone 2 inaugurou o rol os “telefones de uma atualização só”: veio com o Android 5 e foi até o 6 apenas.

A notificação de atualização

A atualização tem nada menos do que 1,2 GB!

Mas sem querer defender os fabricantes, foi-se o tempo em que havia algum motivo de se descabelar para ter sempre a última versão do Android. As únicas diferenças que notei no Android 8.1 em relação ao 7 foram o tema na cor clara e os ícones arredondados. Nada mais. O desempenho do aparelho e a autonomia da bateria continuam os mesmos.


Os benchmarks também não mostraram qualquer mudança, comprovando que o desempenho segue inalterado.



Para finalizar, passados mais de seis meses de uso do Moto G5S Plus, qual é a minha impressão? Certamente trata-se de um aparelho intermediário bastante honesto, que entrega o que promete de uma forma condizente com o que ele custou. Ainda é uma opção de compra válida caso seja encontrado com um preço razoavelmente menor do que o Moto G6.

Comentários