RetroHue

Não são somente as modernas placas de vídeo e as memórias DDR4 que estão com o preço enlouquecido. A epidemia chegou também ao hardware antigo, principalmente no Huezil.


Sim, por colecionar e montar hardware antigo eu devo ter um parafuso a menos na cabeça com certeza. Mas ainda não estou tão louco a ponto de gastar mais de 800 contos em uma placa para 486:


Eu adoraria ter este IBM Aptiva clássico na minha coleção. Mas não por quase mil temeres-picaretas:


O mesmo pode ser dito deste lindo Compaq Presario:


Enfim, está cada vez mais difícil garimpar, mas felizmente eu já garanti uma boa cota de hardware clássico e estou muito satisfeito. De uma maneira geral, acho que para a minha coleção falta apenas achar um 386 turbinado com o barramento EISA (raros no Brasil devido à reserva de mercado) e uma placa de vídeo com a GPU PowerVR Kyro II (como as Hercules 3D Prophet 4500), que foi uma pequena revolução no início do milênio.

Fiquem ligados no blog! 😎

Comentários

  1. O problema com hardware antigo não é de hoje e é tipicamente brasileiro. No início dos anos 2000, eu não tive dificuldades para encontrar memórias (usadas) para uma placa 386. O problema era o preço, mais caro que um módulo PC100 novo. Fazer o quê então? Não comprar. Em 2000 houve também o caso de uma impressora matricial, apesar de antiga, em estado de nova. O sujeito queria 5 0 fhcs nela. No dia seguinte voltei para buscar e o cara aumentou para 100. Fazer o quê nesse caso? Não comprar e não voltar nunca mais ao lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Os caras acham que todo mundo é trouxa.

      Excluir
  2. Pode ficar tranquilo que você não é o único que coleciona estas maravilhas tecnológicas, eu também sofro do mesmo problema. A garimpagem está cada vez mais difícil nos dois sentidos, ou seja, achar as peças que você quer e principalmente pelo preço. Fazer o quê, nós escolhemos este caminho sem volta.

    ResponderExcluir
  3. Lei de mercado, equilíbrio entre oferta e demanda. É uma época de alta procura por esses componentes, logo o preço sobe. Se não tivesse mercado, o preço seria mais baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E porque será que todo mundo está comprando hardware antigo? sem contar os colecionadores, é claro.

      Excluir
    2. Antes só mesmo os loucos compravam hardware antigo, agora parece que virou modinha, o pessoal deve ver os vídeos do LGR e do Phil´s Computer Lab e querem fazer igual.

      Enfim, sempre que vejo um componente interessante por um preço justo compro, para o desespero da patroa. A tendência é os preços aumentarem, por exemplo cito uma Voodoo 3 que comprei em 2016 por 100 reais e hoje dificilmente se acha por menos de 300.

      Excluir
    3. Eu posso falar por mim. Minha vida computacional começou em um XT com processador Nec V20, com discos de 360kb e sem HD. Foi presente de um vizinho q estava se livrando de umas velharias. Empreguei muitas horas da minha tenra juventude jogando Sokoban e Maniac Mansion num monitor CGA monocromático verde. Depois de um tempo, ganhei uma placa de 386, mas não tinha grana pra um drive de 3,5, nem para um monitor VGA. Muito tempo se passou até conseguirmos comprar um PC novo, na época um Pentium 3 450 com 128mb de ram.

      Hoje tenho um bom emprego, dinheiro pra certas extravagâncias e algum tempo pra ficar trancado na garagem testando peças, montando os computadores e jogando aqueles jogos. Corro atrás das peças que fazem aqueles velhos XTs, 386s e 486s ficarem mais espertinhos... É divertido e saudosista.

      Imagino que muitas pessoas com dinheiro no bolso estejam assim também, querendo reviver suas juventudes computacionais. Acho q é por isso que o mercado está aquecido e que as peças estão ficando caras.

      Excluir
    4. Concordo com a sua afirmativa Piva, mas acho que os que compram peças para reviver bons tempos são minoria. De fato depois que alguns canais retrô surgiram no YT a procura e os preços dispararam.

      Excluir
  4. Eu acho que parte disso ainda é por causa da reserva de mercado explícita (anos 80) e velada (protecionismo dos 90 em diante).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso dificulta enormemente, com certeza. Eu adoraria ter um PC da IBM (um 5150 seria um sonho, além de um AT e um PS/2) e outros clássicos como o Compaq Deskpro 386, mas estes são praticamente impossíveis de achar aqui e se algum dia pintarem o preço vai ser estratosférico.

      Geralmente encontra-se apenas os clones nacionais da época, e por preços nada baratos.

      Excluir

Postar um comentário