HTPC Versão 3.0

Confira a mais nova especificação do meu HTPC voltado para conteúdo multimídia, o qual como sempre é montado com sobras de peças. Com um PC como este, qualquer “Dumb TV” pode ser transformada em uma Smart TV de altíssimo nível.


Um breve histórico

A primeira versão do HTPC surgiu em 2015 e era baseada em um Intel Celeron E3300 (dual core e 2,5 GHz) com a placa mãe Asus P5KPL-AM (LGA 775, chipset Intel G31), além de 4 GB de RAM DDR2-800.

A segunda versão veio em meados de 2016 a qual denominei de Fusion, pois além as funções multimídia também servia como uma plataforma de testes para o Windows 10 (Windows Insider). Nesta versão o processador foi trocado por um Intel Core 2 Quad Q6600 (quatro núcleos, 2,4 GHz) com a placa mãe ASRock G41C-GS (LGA 775, chipset Intel G41). Complementavam a configuração 4 GB de RAM DDR3-1333 e um SSD Kingston V300 de 60 GB como unidade de boot.

Como eu estava com um processador Intel Celeron G1610 dando sopa após o desligamento do meu servidor Windows Server 2012 R2, além da placa mãe Asus P8H61-M LX3 R2.0 que veio de brinde com o processador Intel Core i5 2500K, decidi que era hora de mais uma melhora no HTPC, que agora não mais desempenhará a função de testar o Windows 10. Vamos à configuração e montagem!

Processador - Intel Celeron G1610

Baseado na microarquitetura Ivy Bridge com litografia de 22 nm, possui frequência de operação máxima de 2,6 GHz e 2 MB de cache L3. O grande destaque é a sua eficiência energética e baixíssimo aquecimento, ainda mais no caso de um PC que deve ser o mais silencioso possível.





Placa mãe - Asus P8H61-M LX3 R2.0

Placa de entrada LGA 1155 com o chipset Intel H61. Confira todos os detalhes sobre ela postagem RetroUnboxing.


RAM - 4 GB DDR3-1600 Geil

Para esta configuração não é necessário mais do que 4 GB, tampouco o modo dual-channel.


Placa de vídeo – Nvidia GeForce GT 520 1 GB DDR3 (Asus)

Apesar do Celeron G1610 ter uma GPU integrada que poderia ser suficiente, decidi manter a GeForce GT 520 que possui melhores drivers e também evita que parte da RAM seja alocada para a memória de vídeo. Outra vantagem deste modelo da Asus é a refrigeração passiva com ruído zero.



Armazenamento – Disco rígido Samsung de 1,5 TB

Para um HTPC capacidade de armazenamento faz muito mais sentido do que uma maior velocidade na carga do sistema operacional e dos programas. Este disco da Samsung é de 5400 RPM, com 32 MB de cache e interface SATA-300. Será utilizado para armazenar os filmes em DVD e Blu-Ray da minha coleção que foram devidamente ripados.


Gabinete e fonte – K-Mex genéricos

São os mesmos desde a primeira versão do HTPC. Trata-se de um gabinete bastante compacto e leve, que comporta placas mãe até o tamanho Micro ATX. A fonte de 250 W não inspira confiança, é verdade, mas acredito que deve segurar bem uma configuração enxuta como esta.




Rede - Adaptador Wi-Fi de 300 Mbps

Básico para ver Netflix, YouTube e afins.


Sistema operacional – Windows 10 Creators Update

Diferentemente do antigo Fusion PC, neste será mantida a última versão estável do Windows 10.


Montagem

A montagem neste gabinete K-Mex não tem maiores segredos. O disco rígido é fixado por dois trilhos laterais que são presos com dois parafusos.




Montagem finalizada. Agora é só plugá-lo na TV e curtir a programação! 😁


Comentários