Estou de volta (e o caso dos Intel Skylake travando)

Como tudo o que é bom uma hora acaba, minhas férias chegaram ao fim. Neste período propositalmente afastei-me quase que completamente do mundo da tecnologia e refugiei-me em um local onde não havia uma conexão disponível (até tinha um parco sinal 3G da operadora FIM, mas que na prática era inutilizável). Sou um cara que vive e respira tecnologia 18 horas por dia (valor deduzido das 6 horas em que durmo, isto quando não sonho com a dita cuja TI!) e realmente um retiro de vez em quanto é algo bastante recomendável. Além do mais, como pensar em placas e circuitos diante de uma visão destas?

O local do meu retiro espiritual-informático


Pois bem, o que importa é que estou de volta com as baterias recarregadas para mais um ano de trabalho no Blog! Durante o meu afastamento uma notícia em particular chamou-me a atenção: a de que os processadores Intel Skylake estariam travando quando exigidos ao extremo. A Intel reconheceu o problema que será resolvido por meio de atualizações de BIOS, as quais são completamente dependentes dos fabricantes das placas. Ou seja, se o fabricante for relapso só vai restar sentar e chorar...

Além de empurrar goela abaixo mais um soquete, os Skylake vêm sofrendo com problemas diversos: além dos travamentos sob carga, também há registros de processadores tortos devido à pressão dos coolers. Se você tem planos de trocar de PC ou de fazer upgrade em 2016, recomendo fortemente aguardar o lançamento dos AMD Zen. Mesmo se eventualmente a nova arquitetura da AMD não for competitiva (vire esta boca pra lá, Michael!), ao menos os Skylake estarão mais maduros.

Comentários