Os AMD Zen devem mesmo vir com tudo

Atravessando uma severa crise financeira e com boatos recorrentes sobre a sua venda, finalmente temos boas novas da combalida AMD: o site Fudzilla revelou alguns detalhes técnicos da nova arquitetura da empresa para processadores x86, a Zen, cujo lançamento será em 2016. Conforme a matéria, as arquiteturas Bulldozer e a sua derivada Piledriver (linha FX) serão abandonadas e os processadores Zen não mais compartilharão estruturas tais como a unidade de ponto flutuante (somente o cache L3 continuará sendo compartilhado). A litografia será de 14 nm.

Os Zen também contarão com o recurso Hyper-threading (onde um núcleo físico torna-se dois "núcleos lógicos") e serão completamente compatíveis com softwares escritos para as arquiteturas Intel Haswell e Broadwell, não necessitando de qualquer ajuste nos aplicativos existentes para obter uma máxima performance (ao contrário dos Bulldozer/Piledriver). Também há previsão de modelos com dezesseis núcleos físicos e 32 threads, controladora de memória DDR4 de quatro canais e 64 linhas PCIE 3.0 (Wow!).


Estou aqui na torcida total para que os Zen cheguem arrebentando, no mesmo estilo do Athlon em 1999 e do Athlon 64 em 2003. Precisamos desesperadamente de mais competitividade neste mercado, principalmente após o broxante lançamento dos Intel Skylake.

Veja também:

Comentários

Postar um comentário