Crescem rumores de que a Microsoft poderia comprar a AMD

Que a AMD anda mal das pernas desde a aquisição da ATI em 2006 todo mundo sabe, e desta forma de tempos em tempos surgem rumores sobre possíveis interessados na sua compra. Porém desta vez os rumores são bastante fortes sobre um suposto interesse da gigante de softwares pela AMD, e neste caso dinheiro não seria problema: a Microsoft tem em caixa algo em torno dos 95 bilhões de dólares, enquanto que o valor de mercado da AMD é de “apenas” US$ 1,81 bilhões (menos do que ela pagou pela ATI em 2006), o que para a empresa de Redmond seria um “troco de pinga”.

Para os que não sabem, o console Xbox One utiliza um processador SoC da AMD (o Jaguar) pelo qual a Microsoft paga 100 dólares a unidade – como já foram vendidos cerca de 12,6 milhões de consoles, a Microsoft pagou à AMD 1,26 bilhões de dólares pelos chips. Desta forma, a compra da AMD poderia representar uma economia de mais um bilhão de dólares anualmente à Microsoft, além de fortalecer a sua própria divisão de hardware para a produção de chips para demais dispositivos tais como os aparelhos da linha Lumia e os tablets Surface.

Aguardemos os acontecimentos.

Será que teremos uma MS-AMD?

Comentários

  1. Será mesmo? Tem motivos positivos, mas não sei se realmente vai se concretizar, visto que a microsoft acabou de comprar uma empresa de hardware, não sei se seria realmente uma boa escolha no momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que seria válido principalmente por não representar um grande investimento para a MS e pelos benefícios no mercado de consoles. A Sony teria um grande abacaxi nas mãos: pagar à MS (que seria dona da AMD) pelos chips ou ter reprojetar toda a arquitetura do seu console. Seria quase um xeque-mate para a Sony.

      Excluir
  2. Sei não. Antes dos Zen saírem é difícil dizer alguma coisa. Se os Zen fracassarem, daí não restará muita alternativa para a AMD. Vai que os Zen devolvam à empresa a antiga competitividade? Os Zen não precisam ter o mesmo poderio de um Haswell. Tendo uns 80% já é o suficiente para, juntando o know how da ATi, montar APUs/SoCs muito melhores, para os quais a Intel não terá equivalente (se mesmo com o raquítico Jaguar eles emplacaram no PS4 e XB1, quem dirá com núcleos mais fortes?). A segunda metade deste ano e o próximo serão críticos para a AMD. O que afunda a AMD hoje é a arquitetura Bulldozer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico na torcida pelo sucesso dos Zen, precisamos desesperadamente de competitividade no mercado de CPUs. Por outro lado a venda da AMD para uma empresa como a MS que tem fartura de recursos representaria um desejável afluxo no caixa que poderia ser convertido em P&D. Vejo que a venda para a MS teria melhores perspectivas do que para a Samsung ou a Qualcomm, por exemplo.

      Excluir

Postar um comentário