Vendas de tablets tem a primeira queda desde 2010

Será o início do fim da modinha dos tablets?
Saiu no The Inquirer. Segundo a empresa de pesquisas Canalys, as vendas de tablets sofreram uma queda de 12% em 2014 em comparação com o ano anterior, sendo o primeiro ano desde 2010 em que isto aconteceu. Ainda segundo a empresa, esta queda foi puxada principalmente pela Apple e pela Samsung: no ano passado a primeira vendeu 18% menos iPads e a segunda 24% menos tablets da linha Galaxy. A pesquisa também afirma que uma boa parte desta queda é em função da concorrência com os smartphones de telas maiores (os chamados phablets).

Pessoalmente concordo com a afirmação de que os smarts com telas maiores estejam roubando compradores dos tablets - tenho um Moto G cuja tela é de 5" e não sinto nenhuma falta de um tablet. De qualquer modo, fica a pergunta: será que finalmente as massas (principalmente as não versadas em tecnologia) estão começando a perceber a potencial inutilidade de um tablet? O único aparelho desta classe que eu compraria para uso pessoal seria o Surface Pro 3, que é muito mais um PC em miniatura do que propriamente um tablet.

Veja também:

O PC está morto!

Comentários

  1. Relacionado (2012): http://caixaseca.blogspot.com.br/2012/09/tablets-substituindo-netbooks-humm.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito. Desde o primeiro iPad eu sempre achei tablet o aparelho com o pior custo x benefício do mundo, pelo seu alto preço, limitações e a potencial inutilidade. Isso até eu comprar em 2013 um Galaxy Tab 2 de presente para a esposa no dia dos namorados - aí eu tive certeza!

      Excluir
  2. Esse foi um dos poucos aparelhos idealizados pelo Steve Jobs que eu realmente achei inútil, teve seu momento moda, mas agora parece que as pessoas estão acordando, afinal hoje com as telas touch um notebook touch junta o melhor dos dois mundos, e não deve nada para esse trambolho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, um notebook com touch também substitui com muitas vantagens um tablet.

      Excluir

Postar um comentário