Bad news: Core i7 2600K oficialmente declarado morto

Caros amigos, tenho uma notícia triste. O meu velho companheiro de longas batalhas, o Core i7 2600K, foi oficialmente declarado morto. Continuando com os procedimentos de diagnóstico, tive a certeza de que o meu processador partiu desta para a melhor. Mais detalhes neste post.


Conforme havia descrito na minha postagem anterior sobre o ocorrido, a minha principal dúvida sobre o componente problemático residia entre a placa mãe e o processador, e neste caso não há como fazer o diagnóstico sem ser pela substituição de componentes. Felizmente o meu servidor pessoal possui um processador que utiliza o mesmo tipo de soquete (o LGA 1155) e assim pude pegá-lo emprestado para efetuar o diagnóstico. Para tanto retirei o Celeron do servidor e o instalei na minha placa mãe, a Z77X-UP7, deixando conectado apenas um módulo de memória.

O processador Celeron G1610 do meu servidor pessoal

O soquete LGA 1155 da placa mãe Gigabye Z77X-UP7 está perfeito

Com o Celeron instalado o sistema inicializa corretamente. Aqui a tela do Setup

A placa mãe inicializou normalmente com o Celeron instalado, o que confirmou a morte do 2600K. Como a esperança é a última que morre (e a informática não é uma ciência exata, mas sim esotérica... rs) reinstalei novamente o 2600K, porém o equipamento voltou a não inicializar. Diagnóstico mais do que confirmando, para a minha absoluta tristeza.

Contatos do 2600K. Visualmente ele está perfeito, porém o dano foi em algum circuito interno

Mas o que pode ter causado este evento desastroso? Na minha opinião foi uma conjunção de fatores. Muito provavelmente o meu 2600K tratava-se de um chip não totalmente perfeito (há muitos relatos principalmente em fóruns estrangeiros sobre processadores que vêm com problemas out of the box, o que reforça esta tese) e o overclock apenas acelerou a degradação dos seus circuitos internos, culminando na falha.

Enfim, bola para frente e resta-me agora providenciar um substituto. Como adoro de paixão a minha placa mãe Z77X-UP7 sou obrigado a buscar um processador no soquete 1155. Quanto ao overclock, jamais deixarei de praticá-lo, porém a dor no bolso me fará ser um pouco mais conservador. 

Aguardem as cenas dos próximos capítulos.

Veja também:

Comentários

  1. Excelente processador, agora é hora de i7 hardcore huhuuhhahahahahahahahahahahahahha desses de extreme edition \m/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diz o Forrest Gump: shit happens!! :-)
      Mas para pegar um Extreme Edtion eu teria que ser filho do Bill Gates.... hahahahaha

      Excluir
  2. Essa dor é dificil de ser digerida... Estive em situação semelhante, porem com a VGA. Minha 7850 foi dessa pra uma melhor, dando espaço (depois de uns meses de economia kkk) para uma R9 280X.

    Boa sorte na nova aquisição e continue com o alto nível das postagens !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, muito difícil! Faço overclock desde meados da década de 1990 (quando tinha um Pentium-MMX...) e este foi o primeiro componente que perdi. Fazer o que, bola para frente! Muito obrigado e um grande abraço!

      Excluir

Postar um comentário