RetroTeste – ATI Rage 128 Ultra AGP

No final do século passado (me senti velho agora…) a linha Rage 128 era o carro-chefe da ATI, até o lançamento das aclamadas e longevas Radeon. Confira a avaliação do modelo Ultra para o barramento AGP.


A placa é bastante compacta. O chip Rage 128 é resfriado por um dissipador de calor e há apenas uma saída de vídeo DB15 (VGA).


As características técnicas deste modelo são as seguintes:
  • Chip gráfico Rage 128 (cuja arquitetura é conhecida como Rage 4) com frequência de 130 MHz e litografia de 250 nm;
  • 16 MB de memória DDR com frequência de 130 MHz (260 MHz DDR) e interface de 64 bits, com largura de banda de 2080 MB/s (há versões desta placa com 32 MB);
  • Interface AGP 4X de 3,3 ou 1,5 V;
  • Suporte ao DirectX 6 e OpenGL 1.2;
  • Lançada em agosto de 1998.


Testes

Estes foram os resultados obtidos pela Rage 128 Ultra no rol de testes do blog. Vale lembrar que todas as plataformas de testes são descritas aqui.


Comparando com as demais placas de vídeo antigas já testadas pelo blog, de um modo geral a Rage fez o que se esperava dela e ficou atrás apenas da 3dfx Voodoo4, o que é compreensível. Muito em breve testarei mais placas da sua categoria e período de tempo, assim teremos maiores subsídios para avaliarmos o seu desempenho.

Até a próxima!

Comentários

  1. Eu tenho uma Rage 128 PCI num Pentium mmx233 e fiquei surpreso com o desempenho.

    ResponderExcluir
  2. Michael, uma pergunta que não tem nada a ver com o post, eu instalei o windows 98 em um hp pavilion dv2000 de 2007, foi um parto pra eu conseguir instalar, o negócio só dava erro na parte de atualizando as configurações do sistema, mas hoje eu finalmente consegui, instalei um driver de vídeo genérico para windows 9x, e ficou tudo perfeito, mas tem um problema, o uso do sistema é normal, é até bem rápido, roda mais rápido que na máquina virtual, mas o cooler fica sempre em velocidade máxima e o processador muito quente, quando eu voltei no windows 7 tudo ficou normal, mas quando tô no 98 isso acontece, o processador é dual core, o windows 98 é bem leve então acho estranho essas coisas acontecerem, será se o windows 98 está estressando muito somente um núcleo devido ao fato de ele só suportar 1 nucleo, e nao distribui entre os dois nucleos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tem mais a ver com o gerenciamento de energia muito mais aprimorado do Windows 7.

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

286 turbinado #6

As idas e voltas da tecnologia

Pentium versus 5x86

Adeus Gotek!