Adeus Gotek!

Pequenos tesouros podem estar escondidos onde menos se espera, como em um prédio prestes a ser demolido! 😱


O antigo prédio da TI no meu trabalho estava em vias de ser colocado no chão, para dar lugar a outro mais adequado às modernas necessidades. Mas antes da derradeira demolição fomos autorizados a entrar no velho prédio para ver se não havia ficado nada para trás, e não é que em um antigo armário jaziam várias caixas de disquete de 3,5” e 1,44 MB, algumas delas ainda lacradas? Wow!

Várias caixas ainda estão lacradas

Os disquetes deviam estar ali há pelo menos uns 20 anos, mas suspeito que seja ainda mais. Como não possuem mais qualquer serventia pude ficar com eles e livrá-los do fatal descarte.

Mesmo os disquetes das caixas abertas estão sem uso aparente

Esta descoberta suprirá a minha necessidade de floppies por anos e anos. Acho que o insosso emulador de disquetes ficará sem uso agora… adeus Gotek!

Comentários

  1. Que legal! Mas mesmo assim acho o gotek mais pratico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente que o Gotek é bem mais prático. Mas não tem aquele barulhinho dos disquetes.... rsrsrs

      Excluir
    2. Existe aqueles gotek com firmware flashfloppy que tem como soldar um alto falantezinho na placa do gotek e fica com o barulhinho, mas acho que não fica igual ao disquete de verdade

      Excluir
  2. Essas caixinhas de disquetes ficaram muito caras no mercado livre :( a uns 2 anos atrás custavam uns 10 reais, hoje custam uns 30 reais, no meu caso é melhor eu usar um gotek ou disquetes usados, que já estão meio corrompidos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Praticamente tudo de tecnologia antiga subiu muito de preço. Complicado!

      Excluir
  3. Eu guardo duas caixas de disquetes usados (que ainda funcionam) como lembrança de tempos antigos! Porém, minha experiência com essa mídia teve episódios tristes e ruins envolvendo perdas de dados. Sendo que passei muita raiva nos anos em que usei disquetes... E o pior é que não comprava mídia de marcas ruins! Felizmente depois vieram os CDs e DVDs e, mais recentemente, HDs externos e pendrives...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade... quem nunca teve aquela surpresa desagradável ao restaurar um backup (geralmente feito no ARJ) e ao chegar no disquete 49 de 50 surgir aquela clássica mensagem do MS-DOS:

      Erro de dados lendo unidade A:
      (A)bortar (R)epetir (F)alhar?

      Excluir
  4. Eu acho que os disquetes não são mídias pra confiar, pra salvar algo importante ,para salvar arquivos grandes, ou usar como backup, acho que um uso melhor é só usar pra guardar um documento pra levar pro trabalho ou salvar um programa, mas para confiar acho que não é adequado

    ResponderExcluir
  5. Cara!!! Que sorte!
    Eu to comprando umas no Ebay, seladas e estou pagando em media uns 12 dolares em cada. Já comprei 5, e uma Basf. To dando preferencia na 3M Imation. Gravo os diskettes num floppy drive USB Sabrent.
    O meu emulador de diskettes não to usando porque não é USB e teria que usar um computador mais antigo para gravação.
    To aproveitando gravar DOS, Win 3.0, 3.1, e alguns games antigos para meu 486.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, e o frete? Não fica desvantajoso em relação a comprar no mercado livre?

      Excluir
    2. Sobre esse comentário anterior que fiz, não sei porque, mas o meu programa emulador para gravar pendrive não funcionou no meu computador de uso diário.
      Precisei instalar em um computador mais antigo (win XP) juntamente com o emulador para poder gravar os arquivos.
      O meu computador novo visualiza os discos 1.44 virtuais mas não abre nenhum. Achei estranho.

      Excluir
    3. Eduardo_H, dá uma olhada neste link: https://www.ecomando.com.br/buscar?q=disquete

      Excluir
  6. Aaah, que tesouro! Hoje em dia comprar hardware e outras peças para computador retrô está caro. Lembro-me que em 2012 eu comprei uma caixa com 10 disquetes por R$ 3,50 numa papelaria. Era barato. E daí eu fiz o disquete de boot para instalar o Windows 98 num 486 DX4 100Mhz. Hoje em dia eu acho preferível usar o emulador de disquetes, embora não tenha a mesma graça nem os perrengues dos disquetes hahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá difícil mesmo. O que antes era quase de graça hoje custam pequenas fortunas, esse povo tá louco.

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

286 turbinado #6

As idas e voltas da tecnologia

Pentium versus 5x86