MR-DOS

Precisa de um DOS com suporte a FAT32 e outras “tecnologias modernas”? Com o MR-DOS os seus problemas acabaram! 😁


Sem dúvida que a maior aporrinhação do MS-DOS até a sua última versão avulsa, a 6.22, é o suporte somente ao sistema de arquivos FAT o que limita o tamanho máximo de uma partição a 2 GB – em discos acima deste tamanho é necessário criar várias partições de modo a usar toda a capacidade do dispositivo.

Como todos nós sabemos, o Windows 9X conta com uma cópia completa do DOS com vários aprimoramentos: a primeira versão do 95 trouxe o MS-DOS 7 com suporte ao sistema de arquivos VFAT, uma revisão do FAT original que permite o uso de nomes de arquivos longos. 

Já o Windows 95 OSR 2 veio com o MS-DOS 7.1 e o tão desejado suporte ao sistema de arquivos FAT32, desta forma derrubando a limitação do tamanho máximo das partições. Esta versão do DOS foi mantida no 98 e 98 SE.

A criação do MR-DOS

A partir de uma instalação do Windows 98 SE em uma máquina virtual do VirtualBox inseri uma imagem vazia de disquete, e a formatei transferindo o sistema:

C:\> FORMAT A:/S

Com o “disquete” formatado e com sistema para o boot, chegou a hora de selecionar os aplicativos do MR-DOS. Dentro da pasta C:\WINDOWS\COMMAND estão todos os componentes do DOS que acompanha o Windows 9X, e de modo a ocupar apenas um disquete selecionei aqueles mais utilizados tais como o FDISK, FORMAT, SYS e afins, além de um driver para unidades de CD.

A versão bruta do MR-DOS estava pronta, mas ainda não satisfeito resolvi criar um script simples em batch de modo a automatizar a “instalação”. A este script dei o nome de INSTALAR.BAT.


O script basicamente testa se já há alguma instalação anterior do DOS, se não houver ele transfere o sistema para o disco (com o comando SYS C:), gerencia os arquivos de configuração CONFIG.SYS e AUTOEXEC.BAT, copia os componentes para a pasta C:\DOS e cria um diretório para os arquivos temporários.

Procurei manter os arquivos de configuração bem simples, carregando todos os componentes possíveis na área de memória superior de modo a deixar mais memória convencional livre (nesta postagem eu explico em detalhes sobre o gerenciamento de memória e configuração do MS-DOS – vale a pena conferir!).

CONFIG.SYS

AUTOEXEC.BAT

Obtendo o MR-DOS

O MR-DOS é gratuito e sempre o será. Para a comodidade dos meus leitores disponibilizei o sistema em uma imagem (que pode ser transferida para um disquete usando o Winimage ou outro software similar) e em um arquivo compactado com os componentes avulsos.

A imagem pode ser baixada aqui e o arquivo compactado está aqui.

Divirtam-se! 😎

Comentários

  1. Muito bacana!!!
    Vou baixar.
    Com essa versão 32bits fica mais fácil fazer dual boot com Win 9x, ou da na mesma?
    Gostaria de te perguntar uma coisa. Tenho CF card e adaptador que gostaria de usar para uns testes básicos de placas antigas, não queria evitar de ter que instalar em cada maquina.
    Tem alguma forma de colocar algumas ferramentas no CF card e funcionar em varias placas-Mãe? Sei que pelo disquete posso fazer, mas é possível desta outra forma?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode fazer o CF com os softwares sem problemas, vai dar para testar quantas placas quiser!

      Excluir
  2. Muito legal sua dica! Geralmente quando preciso rodar algo em DOS uso o FreeDOS 1.2 no Virtual Box! Para rodar jogos antigos DOSBox! Anos atrás (bem mais de 6 anos atrás) vi alguns modelos de PCs mais baratos sendo vendidos com o FreeDOS instalado, nem sei se ainda fazem isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, lembro também. Esses PCs tinham FreeDOS para não virem de fábrica sem nenhum SO. Aí o comprador levava no técnico pé de china que formatava e colocava um Windows XP pirata...

      Excluir
    2. Você se esqueceu de dizer que o "Técnico" Pé de China cobraria R$20,00 pela formatação! Aqui no Município onde moro está cheio desses "técnicos"! 3:)

      Excluir
    3. Já vi máquinas agora a vindo com "Shell UEFI". Modernidade é outra coisa! \o/

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

RIP IBM