Windows 11: primeiras impressões

Mac OS, é você? Obtive a imagem ISO que vazou com uma compilação de desenvolvimento do próximo Windows, confiram aqui o que eu achei dele!


Os testes foram feitos em uma VM do VirtualBox instalada no meu PC principal e configurada com 4 núcleos para o processador, 8 GB de RAM e disco de 80 GB.

A primeira parte da instalação é idêntica ao do Windows 10:


A animação do boot mostra o novo logotipo:


Já a segunda parte da instalação traz um novo tema visual, a lá Mac OS:


Criando a conta do usuário:


Eis a nova área de trabalho, que por padrão traz os ícones da barra de tarefas agrupados no centro. Alguém aceita uma maçã? 🍎


Mas com um simples ajuste é possível voltar ao padrão tradicional do sistema das janelas. Os blocos dinâmicos que surgiram no Windows 8 se foram, e no lugar deles o menu Iniciar traz os aplicativos fixados pelo usuário:


Clicar no botão “All apps” mostra a lista completa de aplicações:


Outra mudança visual são os cantos arredondados das janelas, em contraste com o estilo “quadradão” do Windows 10:


É claro, o tema escuro não pode faltar!



O gerenciador de áreas de trabalho continua presente:


Note como ficou a representação dos aplicativos abertos na barra de tarefas. Acho que os designers da Microsoft estão comendo muita maçã ultimamente...


Há também uma versão repaginada dos antigos gadgets para a área de trabalho, que surgiram lá no Windows Vista, permaneceram no 7 e sumiram a partir do 8. Não consegui visualizá-los aqui, talvez devido a algum bug (afinal, é uma compilação bem crua ainda) ou limitação da máquina virtual.


O Windows Insider está presente aqui. Fico pensando se não foi a própria Microsoft que “vazou” essa ISO, para a turma já trabalhar como beta testers não remunerados.


Durante muito tempo a Microsoft afirmou que o 10 seria o último Windows, e o surgimento dessa versão pegou todo mundo de surpresa. Pelo jeito, o tio Nadella prefere ser uma metamorfose ambulante do que ter uma opinião formada sobre tudo. 😎

Usar máquinas virtuais é bom para ter uma visão geral de um software, mas principalmente no caso de sistemas operacionais somente testando em hardware físico para ter uma percepção mais próxima da realidade, em aspectos como desempenho, estabilidade, recursos e compatibilidade.

Isso me deu algumas ideias... aguardem as cenas dos próximos capítulos!😁

Comentários

  1. Eu estou torcendo para que a nova versão (quando for lançada) seja menos bugada que o Windows 10! Se a atualização for gratuita talvez até atualize um dos meus PCs para a versão nova!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que vai manter o mesmo esquema do Windows 10, ou seja, atualização gratuita a partir do Windows 7.

      Excluir
  2. Esse Windows 11 parece-me um Windows sem utilidade, mas valeu a curiosidade. Até hoje uso o Windows 8.1 por não suportar o Windows Update obrigatório e não jogar jogos novos. Acho que o Win11 vai continuar o com o Windows Update obrigatório. Quanto a Microsoft contar com beta testers não remunerados, bem, acho que é proposital mesmo. "Vazar" intencionalmente o sistema operacional, disponibilizá-lo de graça por um tempo, depois cortar as compatibilidades e embutir o Windows novo nos computadores novos e impedir que Windows antigos sejam instalados nos pcs novos, isso tudo são estratégias para aumentar o número de usuários do novo Windows.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Updates obrigatórios é phoda mesmo, ainda mais quando o histórico de atualizações do Windows 10 é cheio de problemas.

      Excluir
    2. Curto bastante o Windows 8.1, mas infelizmente o suporte a ele termina no ano que vem! Tanto que já considero meu note velho com esse sistema como "aposentado". Uso o PC basicamente para gravar DVDs e rodar emuladores e jogos antigos!

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana