Rebuild #5 – eXtreme Performance (Parte 9 – Apps)

Revisitando o projeto Rebuild #5, que é baseado no Athlon XP 2200+, mostrarei algumas aplicações da época. Aperte os cintos e entre no túnel do tempo!

Resumidamente, o PC deste projeto é composto de um lendário Athlon XP 2200+, com uma placa-mãe Asus A7V8X-X (Via KT400), 512 MB de RAM DDR-400 e uma clássica Radeon 9800 XT. Dentre todas as temporadas da série Rebuild, a quinta certamente foi a mais acidentada e todo o seu histórico está aqui. Vale a pena ver de novo! 😃

Produtividade e conectividade

Considerado o marco da idade das trevas da Web, quando tinha mais de 95% do mercado de navegadores, o Internet Explorer 6 era o browser padrão do Windows XP e para muitos virou o símbolo da própria Internet. 

Atualmente o Google ele até consegue abrir, mas nada além disso. Ainda bem!


O Netscape 7 foi uma das muitas tentativas da empresa homônima de permanecer relevante na peleja dos browsers. Esta versão do seu navegador era muito mais bem acabada e tinha um bom desempenho frente ao Internet Explorer, mas infelizmente não obteve o engajamento necessário e o resto é história.

Eu quase não cheguei a usar o Office XP na época, pois pulei do 2000 direto para o 2003.

O Windows Messenger foi o precursor do MSN, comunicador que tirou o ICQ do trono e tornou-se uma sensação em meados dos anos 2000. Mas como em tecnologia nada dura para sempre, não demorou muito e o próprio MSN foi engolido pelas redes sociais como as conhecemos hoje.

Entrando na era do DVD

Era uma sensação ótima quando eu entrava nas saudosas videolocadoras e passava reto pela seção de VHS, indo direto aos DVDs. Que nostalgia! Foi com este PC e o PowerDVD 5 que assisti os primeiros filmes em mídia óptica. A diferença na qualidade de vídeo e áudio era absurda!

Como a ferramenta de captura não conseguiu pegar o filme em reprodução, tive que fotografar a tela. Notem que o processo deixa o Athlon XP de joelhos:

Entretanto, na época os chips gráficos da ATI eram considerados os melhores decodificadores MPEG-2 (o formato usado pelos DVDs) do mercado, e como o PC conta com uma Radeon 9800 XT configurei o PowerDVD para usar a decodificação acelerada por hardware, o que deu um grande alívio para o processador. Show!

Um parêntese: quem souber qual é a banda e o show que está sendo reproduzido ganha um pirulito! 🍭

O Athlon XP em detalhes

A série XP marcou os primeiros processadores da AMD com suporte ao conjunto de instruções SSE:

Desde o Thunderbird o cache L2 dos Athlon é acessado na mesma frequência do processador:

Informações sobre a placa-mãe:

E sobre o módulo de memória:

Até o próximo projeto!

Comentários

  1. O show é do Black Sabbath no California Jam em 1974... Quero mej pirulitoo hahaha

    ResponderExcluir
  2. A segunda imagem parece do Deep purple tocando num programa de Tv em 1970... Deve ser Child in Time a música :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. heheehhhe o show é o California Jam nas duas imagens, e ambas são do Deep Purple então na formação MKIII com o David Coverdale e o Glenn Hughes, tocando a música Burn.

      Excluir
  3. Aaah pena que errei a banda hahaha Deep Purple Mk3 é bem legal, o disco Come Taste the Band tem uma levada de funk, é diferente e muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu curto bastante os 3 álbuns do MKIII, justamente pela variedade musical.

      Excluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

Salvando uma placa 286

Avaliando o ReFS

Ficou feio