A gênese do PC Gamer (Parte 3 – Benchs & Games)

Veja como o clássico Pentium Pro saiu-se nos jogos e benchmarks, nesta postagem que é nostalgia pura!


A apresentação do clássico PC Gamer está na primeira parte, enquanto que na segunda é mostrada a montagem. Confira lá!

Benchs

Uma vez que o Pentium Pro possui multiplicador travado e a placa-mãe não oferece meios para alterar a frequência do barramento frontal, não há como fazer overclock. Mas mesmo se houvesse, acho que dificilmente eu torturaria um lindo Pentium Pro 512 KB desse jeito... 😇

Os resultados foram estes:

Teste PPro 256 KB PPro 512 KB Diferença
Norton System Info 6.01 CPU (Score) 498,9 498,9 0,00%
3DBench 1.0c (FPS) 151,0 150,7 -0,20%
SpeedSYS 4.78 CPU (Score) 209,7 209,7 0,00%
Chris´s 3D (Score) 242,2 247,0 1,94%
PC-Config 8.20 CPU (Score) 20,4 20,4 0,00%
Doom - Demo 2 – 320 X 240 (FPS) 83,9 85,08 1,39%
Doom II - Demo 2 – 320 X 240 (FPS) 107,7 107,5 -0,19%
Quake - Demo 2 – 320 X 240 (FPS) 39,1 44,5 12,13%
GLQuake - Demo 2 – 640 X 480 (FPS) 28,7 29,2 1,71%
Quake II OpenGL - Demo 2 – 640 X 480 (FPS) 24,4 22,1 -10,41%
Super PI 1M (Segundos) 687 647 -6,18%
Sandra 99 CPU (MIPS) 571 571 0,00%
Sandra 99 FPU (MFLOPS) 241 241 0,00%
Sandra 99 Memory Bandwidth (MB/s) 76 76 0,00%

Certamente a maior curiosidade seria a diferença de desempenho em relação ao meu primeiro Pentium Pro de 256 KB, e conforme a tabela a diferença é inexistente na maioria dos testes. Estes resultados eram esperados pois são aplicações de 16 bits e a arquitetura P6 inicial do Pentium Pro tem problemas de desempenho neste cenário (causado pelo recurso de renomeação de registradores fora de ordem), algo que a Intel resolveria apenas no Pentium II. Entretanto, no Super PI (que é de 32 bits) o cache extra fez diferença.

Outra comparação interessante é da Riva 128 contra a Voodoo, duas das pioneiras no campo de aceleração 3D do PC. Apesar de possuir mais recursos no papel e também contar com acelerador 2D, o chip pioneiro da Nvidia ficou atrás da icônica Voodoo:

Teste Riva 128 Voodoo Diferença
GLQuake - Demo 2 – 640 X 480 (FPS) 24,2 29,2 17,12%
Quake II OpenGL - Demo 2 – 640 X 480 (FPS) 21,5 22,1 2,71%
3DMark 99 Max 640 X 480 (Score) 381 1248 69,47%

Quanto aos demais PCs clássicos avaliados pelo blog, o Pentium Pro 512 KB ficou junto do Pentium MMX e do K6 na maioria dos testes, os superando no Super PI e no teste de CPU do 3DMark 99 Max.

Jogos

Aqui é que fazia todo o sentido ter uma Voodoo na época: a Glide, API proprietária da 3dfx, era o padrão do mercado e ter uma placa da empresa era garantia de compatibilidade total e sossego aos apreciadores de jogos 3D, uma vez que elas também suportavam o Direct3D e o OpenGL.

Dos clássicos mostrados no vídeo abaixo, o GLQuake e o Quake II usam o OpenGL, o Need For Speed II SE e o Grand Prix Legends usam o Glide, o Road Rash usa o DirectX (ele é 2D) e o Duke Nukem é um clássico jogo 2D para MS-DOS.

Deliciem-se no vídeo! Só digo uma coisa: os jogos antigos eram muito mais divertidos!


Bônus: aplicações da época

Vejam o desktop tipicamente anos 90 do Windows NT 4.0:


O melhor navegador disponível para o NT 4 é o Firefox 2.0.0.2:


Na era pré-Google, quando a internet comercial ainda engatinhava, as enciclopédias em CD-ROM eram o estado-de-arte do período pois substituíram com muitas vantagens as espaçosas e pesadas enciclopédias em papel.

Mostro aqui a Microsoft Encarta 97:




Até o próximo projeto!

Comentários

  1. Cara! Não tem como não te dar os parabéns!!! Belo trabalho!
    E sim, a gente se divertia muito mais na época desses jogos do que hoje.
    E sem contar que hoje exige-se maquinas infinitamente superiores e anos luz à frente. Não que eu não goste, mas é uma comparação interessante! Tenho alguns games novos e não vejo hora de ter um tempinho e terminar meus antigões e instalar os games.
    Um abraço Michael!

    ResponderExcluir
  2. Bem interessante ver o Pentium Pro rodando jogos, apesar de ninguém na época comprar um processador desses para isso kkk sei que o desempenho desse processador rodando aplicações de 16bits não é bom, mas será que é muito ruim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que me lembro das revistas da época, em 16 bits era pior do que o Pentium clássico.

      Excluir

Postar um comentário



Mais lidas da semana

Avaliando o ReFS

Revisitando o Windows 8